Franciele Volpatto

Franciele Volpatto

A chuva no início da tarde deste domingo, em Santa Cruz do Sul, fez com que as temperaturas caíssem cerca de 11°C no município do Vale do Rio Pardo. Pela manhã, o forte calor fez com que os termômetros atingissem os 36°C. Algumas localidades do município chegaram a reportar queda de granizo. Ainda não há dados sobre prejuízos na agricultura, que devem se confirmar nesta segunda-feira com o retorno das atividades do Departamento de Mutualidade da Associação dos Fumicultores do Brasil (Afubra).

 
 

TEMPO | Granizo no começo desta tarde na zona rural de Santa Cruz do Sul em fotografia de Renati Kolberg.

Ver imagem no Twitter
 
 

 

 

 

Na primeira partida após a demissão do técnico Odair Hellmann, o Inter não saiu do 0 a 0 contra o Santos, na tarde deste domingo, no Beira-Rio. As equipes até chegaram a marcar – o Colorado duas vezes e o Peixe, uma –, mas todos os gols foram anulados por impedimento. Em campo, os mandantes oscilaram fizeram duas metades de jogo distintas, sendo dominado na maior parte do primeiro tempo e controlando a etapa complementar.

O treinador interino Ricardo Cobalchini não promoveu muitas mudanças em relação à equipe que havia iniciado a última partida. A principal alteração foi a escalação de Zeca no lugar de Uendel, na lateral-esquerda, e o retorno de D’Alessandro aos 11 iniciais. Enquanto o primeiro teve atuação discreta, o capitão teve participação efetiva, comandando o meio campo e sendo o homem de referência na intermediária.

Com o resultado, o Colorado vai a 39 pontos e pode perder o sexto lugar, para o Grêmio, se afastando ainda do G4 e da classificação direta para a Libertadores. O Santos, com 48, acaba a 25ª rodada em terceiro, ultrapassado pelo Palmeiras.

Santos começa melhor

O Santos começou o jogo apertando a saída de bola do Inter e levando perigo à goleira colorado. Com forte marcação no meio campo, os visitantes roubaram a posse pouco antes dos dois minutos na intermediária e arrancaram em velocidade com Sasha, que chutou em direção ao gol; a bola cruzou a grande área e encontrou Tailson. O camisa 39 colocou para o fundo da rede, mas teve o gol corretamente anulado pelo bandeirinha por impedimento.

Pressionando, o Peixe empurrava os colorados para o campo defensivo e encontrava espaços pela esquerda, sobretudo com Tailson, nas costa de Heitor. Aos 9 minutos, o atacante recebeu e entrou na área sem dificuldades finalizou colocado, alto demais. Pelo outra lado, o Colorado fazia a bola rodar com D’Alessandro como figura principal. Articulador da equipe, ele buscava a triangulação com Nico López e Guilherme Parede, os homens do ataque, mas a marcação compactada dificultava a criação.

A estratégia do técnico Jorge Sampaoli parecia funcionar. Aos 16, sua equipe teve outra boa chance, novamente com Tailson. Ele bateu cruzado, com efeito, pela esquerda. Lomba quase foi traído, mas fez a defesa com a mão esquerda. No rebote, de dentro da pequena área, Marinho chutou para fora.

Aos poucos, o Inter começou a dissolver a pressão santista na tabelação curta e com velocidade. No vacilo de Luan Peres, Nico López roubou a bola e deixou o zagueiro no chão após drible. No andamento do lance, buscou Heitor, que arriscou de perna direita. A bola atravessou a área e saiu pela linha de fundo na melhor chance colorada do primeiro tempo. Aos 27, o jovem tentou de novo – quase do mesmo lugar – após inversão de Patrick.

O jogo, então, esfriou. O Santos teve uma mudança de postura – recuou o começou a trocar passes no campo defensivo –, mas continuou com vantagem nas jogadas. Contando com erro na saída, aos 37, após saída errada do Inter, Ferraz tabelou com Marinho e cruzou para a área; no meio do caminho, Heitor conseguiu afastar de cabeça pela linha de fundo. Logo depois, Jorge recebeu de Marinho na entrada da área e bateu firme, com efeito. A bola passou perto do gol de Lomba em outra boa chance para o Santos. No final do primeiro tempo, o Inter teve um desfalque importante. O volante Rodrigo Lindoso sentiu lesão e pediu para ser substituído. Bruno Silva entrou em seu lugar.

Gols anulados e pressão colorada

Assim no primeiro tempo, a segunda parcial teve um gol anulado logo nos primeiros minutos. Em contra-ataque, Nico foi lançado em velocidade e avançou pela esquerda. Buscou Patrick, que bateu em direção ao gol. O goleiro falhou e bola cruzou a linha da goleira. No entanto, enquanto os jogadores do Inter comemoravam, o bandeirinha anulou por impedimento do uruguaio no início da jogada. O Santos deu resposta rápida. Tailson cobrou falta na área, e Lomba saiu mal, dividindo com Roberto. A bola sobrou para Lucas Veríssimo, que cabeceou para fora e levou às mãos à cabeça, incrédulo.

Mais atento e impositivo no meio campo, o Colorado começou a criar mais. Aos 11 minutos, Roberto puxou contra-ataque com Edenílson, que encontrou Parede em meio à zaga. Na velocidade, ele ganhou do marcador e colocou por cima de Everson. Saiu comemorando ao lado dos companheiros. De novo, a alegria durou pouco. Com o auxílio do VAR, o árbitro anulou o gol, porque o jogador estava em posição de impedimento. Durante a espera os técnicos Cobalchini e Sampaoli discutiram e levaram cartão amarelo.

A partida continuou com as equipes buscando espaços em meio à marcação compactada. Sem muitos brechas, restava tentar de longe. Aos 25, Everson fez linda defesa após chute de longa distância de Cuesta, que viu a oportunidade. O argentino mandou uma bomba de fora da área, com muito efeito. Sem muita qualidade das duas equipes, a partida esquentou com muitas faltas e reclamações, inclusive em um lance em que o Inter pediu pênalti em Patrick.

O camisa 88 deixou o campo para dar lugar a Neilton, que, aos 37, recebeu de D’Alessandro na área e ajeitou para Nico, que adiantou demais e Everson ficou com a bola.  Neilton e entrou com vontade e, aos 39, aproveitou corte errado de Gustavo Henrique e finalizou com muita categoria. Nos momentos finais, só deu Inter, mas a bola insistia em não entrar. Até o apito final.

Mais uma vez, o Grêmio se sentiu confortável jogando no Independência. Palco de outras vitórias importantes do Tricolor, inclusive a goleada sobre o Cruzeiro neste Brasileirão, a equipe voltou a triunfar, desta vez sobre o Atlético-MG, por 4 a 1, na noite deste domingo. Com o resultado, a equipe de Renato Portaluppi entrou no G6 do Brasileirão.

Os gols foram marcados por Galhardo, em grande falha do goleiro Wilson, por Maicon, de pênalti, Pepê e Alisson, já nos acréscimos. O gol solitário do Atlético-MG foi marcado também de pênalti, por Di Santo.

Após a vitória, o Grêmio ultrapassou o rival Inter e garantiu o ingresso no G6, subindo para a sexta colocação, com 41 pontos. O Tricolor volta a campo na quarta-feira, às 19h15min, contra o Bahia, na Arena.

Falha do goleiro e dois pênaltis na etapa inicial

Mesmo fora de casa, o Grêmio foi quem comandou as ações no início do confronto. E, logo antes dos 10 minutos da etapa inicial, criou duas boas chances no mesmo lance. Em bola cruzada rasteira da direita por Galhardo, a defesa do Atlético-MG bateu cabeça e a bola quase parou no fundo do gol. Na sequência, a bola sobrou para Luan, que bateu de fora da área, obrigando Wilson a fazer boa defesa.

A partir do susto inicial, o Atlético melhorou no jogo e, antes dos 20 minutos, já havia criado quatro boas chances de marcar. A melhor delas ocorreu aos 17 minutos, após boa troca de passes dos jogadores do Galo pelo setor esquerdo de ataque. Di Santo e Luan tabelaram, e o atacante recebeu livre quase na pequena área, finalizando forte e obrigando Paulo Victor a fazer grande defesa, à queima roupa.

Mas quando o Atlético-MG era superior, foi o Grêmio que chegou ao gol, contando com falha incrível do goleiro Wilson. Galhardo recebeu passe esticado quase na linha de fundo, no lado direito e, para evitar o tiro de meta, cruzou de carrinho. O goleiro Wilson se atrapalhou na tentativa de segurar a bola, deixou ela tocar na trave e entrar, em um frango no Independência.

Pressionado na tabela, o Atlético sentiu o gol. E não demorou muito para o Grêmio ampliar. Bruno Cortez fez boa jogada pela esquerda, invadiu a área passou por Patric e acabou puxado por Luan. O árbitro confirmou o pênalti, cobrado e convertido com categoria por Maicon, para marcar 2 a 0 no placar.

Antes do intervalo, novo pênalti, agora a favor do Atlético-MG. Já nos acréscimos, aos 47 minutos, o VAR entrou em ação para flagrar um empurrão do lateral Galhardo nas costas de Luan. O atacante Di Santo cobrou com categoria para descontar e diminuir o prejuízo do Galo.

Grêmio amplia e administra no segundo tempo

O técnico Renato Portaluppi fez uma troca no segundo tempo. Galhardo, que estava sentindo dores, deu lugar a Paulo Miranda. A troca ocorreu com o objetivo de testar o jogador na lateral direita, por conta dos problemas recentes no setor, com Léo Gomes machucado e Léo Moura com dificuldades físicas.

Mas não demorou muito para o Grêmio voltar a abrir vantagem de dois gols. Com menos de 2 minutos, Pepê tabelou com André e recebeu de volta na entrada da área. Ele venceu a marcação para sair na cara do goleiro Wilson e, com categoria, dar um toque por cobertura para fazer 3 a 1 na Arena Independência.

Em vantagem outra vez, o Grêmio seguiu sendo superior. O Atlético-MG passou a ter ainda mais dificuldades de ficar com a bola, enquanto o Grêmio passou a exercer seu domínio. Com Luan flutuando em todos os setores, buscou jogo o tempo todo, sendo um dos melhores em campo pelo lado Tricolor.

E foi justamente Luan quem dificultou de vez a vida do Atlético-MG. Em jogada individual, o meia foi pisado no tornozelo por Cazares. Após consulta ao VAR, o árbitro optou por aplicar o cartão vermelho direto para o meia do Galo, deixando a equipe com um a menos.

A superioridade numérica e em campo ficou ainda mais escancarada a favor do TRicolor. Com Luciano no comando de ataque, o Grêmio manteve a bola e segurou o jogo até o apito final. No último lance do jogo, ainda houve tempo de Alisson fechar o placar em 4 a 1, garantindo a goleada Tricolor e o ingresso no G6 do Brasileirão.

Campeonato Brasileiro - 25ª rodada

Atlético-MG 1
Wilson; Patric, Rever, Igor Rabello e Hulk; Nathan, Elias (Geuvânio), Marquinhos (Vinicius Goes), Cazares e Luan; Di Santo (Alerrandro). Técnico: Rodrigo Santana

Grêmio 4
Paulo Victor; Galhardo (Paulo Miranda), Geromel, David Braz e Cortez; Michel, Maicon, Alisson, Pepê e Luan; André (Thaciano). Técnico: Renato Portaluppi

Gols: Galhardo (33/1T), Maicon (43/1T), Pepê (2/2T) e Alisson (49/2T); Di Santo (47/1T)
Cartões amarelos: Luan, Geuvânio e Cazares (Atlético-MG); André (Grêmio)
Cartão vermelho: Cazares (Atlético-MG)
Árbitro: Luiz Flavio de Oliveira (SP)
Local: Arena Independência, em Belo Horizonte (MG)

 

Fonte: CP

O Papa Francisco canonizou neste domingo, na Basílica de São Pedro, a Irmã Dulce, a primeira santa nascida no Brasil, em 1914. A nova santa brasileira, cujo nome verdadeiro era Maria Rita Lopes, foi proclamada santa diante de inúmeros bispos, religiosos e missionários de seu país que atualmente participam do Sínodo para a defesa da Amazônia. 

"Hoje agradecemos ao Senhor pelos novos santos, que andaram com fé e agora os evocamos como intercessores", disse o Papa Francisco diante da multidão reunida na praça. "Três são religiosos e nos mostram que a vida consagrada é um caminho de amor nas periferias existenciais do mundo", acrescentou. Um enorme retrato da missionária, bem como dos outros quatro santos canonizados na cerimônia deste domingo, foi exposto em frente à fachada da basílica. 

Irmã Dulce devotou sua vida a servir os mais necessitados e desenvolveu um trabalho social em sua terra natal, Bahia, onde fundou vários hospitais de caridade e uma rede de apoio social que dirigiu até sua morte em 1992, aos 77 anos. A nova santa alcança a glória dos altares, graças a duas curas inexplicáveis, de acordo com o processo de beatificação iniciado em 1999. 

Candidata ao Nobel da Paz 

A freira conheceu o papa João Paulo II, com quem teve duas reuniões em 1980 e em 1991, quando foi hospitalizada por problemas de saúde em função de uma doença pulmonar crônica. Seu humanismo e trabalho de caridade levaram o então presidente do Brasil, José Sarney, a candidatá-la em 1988 ao Prêmio Nobel da Paz. Foi beatificada por Bento XVI em 2011. 

Novos santos 

As outras novas santas proclamadas por Francisco neste domingo são a italiana Giuseppina Vannini (Judith Adelaide Agata), fundadora das Filhas de São Camilo, que morreu em 1911; a indiana Maria Teresa Chiramel Mankidiyan, fundadora da Congregação das Irmãs da Sagrada Família, falecida em 1926, e a leiga suíça Margarita Bays, da Terceira Ordem de São Francisco de Assis, que morreu em 1879. São figuras emblemáticas da Igreja, assim como o cardeal britânico John Henry Newman, o primeiro santo inglês a não ser um mártir desde a Reforma. 

Nascido em Londres em 1801, Newman foi ordenado sacerdote da igreja anglicana, da qual foi pastor em Oxford. Por um longo tempo, ele foi um crítico da Igreja católica, que chegou a acusar de heresia. No entanto, anos depois, em meados do século XIX, converteu-se ao catolicismo na Inglaterra. Para a ocasião, o príncipe Charles - que um dia deverá liderar a Igreja da Inglaterra - representou o Reino Unido. 

Fonte: Correio do Povo

Duas idosas morreram após um acidente na cidade de Entre Ijuís, na região Noroeste do Estado. O acidente aconteceu por volta das 14h30min deste domingo, quando o carro onde as duas estavam colidiu frontalmente em uma caminhonete quando tentavam acessar uma estrada vicinal.

Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), as idosas, uma de 72 e outra de 78 anos, trafegavam no km 493 da BR 285, quando tentaram acessar uma estrada que leva para uma comunidade. As informações preliminares são de que a condutora do veículo, um carro modelo Gol, não percebeu a chegada da caminhonete e por isso acabou atingida. As duas chegaram a ser encaminhada para o Hospital de Santo Ângelo, porém não resistiram aos ferimentos e faleceram algumas horas depois de serem internadas. 

O motorista da caminhonete, um modelo S10, foi submetido ao teste do bafômetro que não apontou a ingestão de álcool. O homem, de 32 anos, não sofreu nenhuma lesão no acidente.

Fonte: CP

 

Neste domingo, Santa Maria recebeu o Festival de Pandorgas e de pipas, no Campus da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), no bairro Camobi, região Oeste do município. "É o terceiro evento que estamos realizando e que sempre promovemos no mês de outubro, a fim de homenagear as crianças”, destacou Fabio Henrique Zappe, coordenador do festival.

Os participantes realizaram as inscrições no local, mediante um quilo de alimento, que será distribuído para a Casa Maria, entidade que presta apoio as pessoas com câncer. Durante o evento, ocorreu a distribuição de brindes. O participante que apresentou a pandorga mais criativa, recebeu como prêmio uma bicicleta zero.

“Eu aprendi a gostar de pandorgas com o meu pai, o radialista Alcides Zappe, lá no bairro Itararé. Ele era um incentivador para que os filhos soltassem pandorgas”, afirmou Fabio. Outro coordenador do evento, Santiago Mutti, aproveitou para ensinar para as crianças e adultos como confeccionar uma pandorga.

Durante o festival, que contou com praça de alimentação, ocorreram diversas outras atrações como a banda do colégio Manoel Ribas, mateada e exposição de fuscas.

Fonte: Renato Oliveira

Um grupo de amigos, em Dilermando de Aguiar, se reuniu para fazer o bem em uma ação voluntária no Dia das Crianças, comemorado no próximo sábado, dia 12 de outubro. O grupo presenteará as crianças com uma manhã de alegria e diversão. Haverá brinquedos infláveis e a distribuição de cachorro-quente e refrigerante.

“As pessoas acham que precisa de muito para poder ajudar e nós viemos mostrar que não; basta ter boa vontade para fazer um trabalho voluntário. Nosso objetivo é incentivar outras pessoas a realizarem ações como esta”, declara Viviane leal, voluntária do grupo.

Os voluntários fazem parte do Grupo "Anjos sem Asas", grupo que surgiu para levar alegria e diversão às crianças, jovens, adultos e idosos do município. O grupo é formado por membros da comunidade, donas de casas, empresários, médico e agricultores.

A programação, que marcará o Dia das Crianças em Dilermando de Aguiar, acontecerá sábado, dia 12 de outubro, a partir das 09h30, na Praça Baltazar Borges Marinho, e contará com lanches e bebidas doados pela Padaria Azeredo, idealizadora do projeto. Todas as crianças do município podem participar.

Por Arlei Silveira

Para qualificar o atendimento prestado aos pacientes que necessitam de atendimentos de traumato-ortopedia de coluna e de neurocirurgia, o Hospital São Vicente de Paulo adquiriu um kit de acessórios para utilização nos procedimentos de coluna.

Foram investidos aproximadamente R$ 4.400,00 na aquisição do kit que auxiliará nos procedimentos, garantindo segurança e melhorando a postura do paciente durante todo o procedimento. O equipamento foi adquirido através de um Termo de Ajuste de Conduta (TAC) do Ministério Público de Cruz Alta.

O equipamento é indicado para uso em procedimentos de traumato-ortopedia de coluna e neurocirurgia que apresenta coxins trapezoidal, que se estendem do tronco até as cristas ilíacas. O kit também auxilia para uma melhor expansão pulmonar e diminui a pressão das mamas femininas de modo a permitir a abordagem da coluna vertebral pela via posterior, facilitando o acesso, durante a posição de decúbito ventral ou prona.

A aquisição do kit é mais uma ação da Campanha Abrace o São Vicente, que desde o ano de 2015 vem auxiliando o hospital na manutenção dos serviços. Durante estes quatro anos de campanha, a participação da comunidade, das entidades e das empresas oportunizaram a reforma de sete enfermarias destinadas aos pacientes do Sistema Único de Saúde; assim como as reformas do bloco cirúrgico; do hall de entrada; pintura externa do prédio; colocação de toldo e reforma do Pronto Atendimento.

Hoje a doação destinada pela comunidade através do Troco Solidário, permite a compra de alimentos que são destinados à alimentação dos pacientes internados no hospital, garantindo uma dieta equilibrada e o atendimento humanizado.

A Prefeitura de Santa Maria, por meio da Secretaria de Mobilidade Urbana, flagrou seis motoristas dirigindo sob o efeito de álcool durante a 30ª edição da Balada Segura.

De acordo com a Superintendência de Trânsito e Transportes, as barreiras foram montadas ao longo das ruas Serafim Valandro e Andradas, no Centro. A operação se estendeu das 20h de quinta-feira (10) até 1h30min desta sexta (11).

Ao longo das 5h30min da ação, 79 veículos foram abordados. Desses, 13 apresentaram irregularidades, sendo que seis precisaram ser recolhidos para um depósito e quatro motoristas tiveram suas Carteiras Nacionais de Habilitação (CNHs) recolhidas.

Setenta e cinco motoristas passaram pelo teste do etilômetro. Quatro foram autuados por se recusar a passar pelo teste e dois foram autuados após passar pelo teste. No total, seis foram autuados por dirigir sob a influência de álcool.

Saldo da 30ª Balada Segura

  • Veículos abordados: 79
  • Veículos autuados: 13
  • Veículos recolhidos: 6
  • CNHs recolhidas: 4
  • Testes do etilômetro: 75
  • Autuados por se recusar a passar pelo teste: 4
  • Autuados por após passar pelo teste: 02
  • Total de autuados por dirigir sob a influência de álcool: 6

Estatística

  • 22,79% do total de abordados cometeram alguma infração de trânsito
  • 7,60% do total de condutores ingeriram algum tipo de bebida alcoólica

Equipe que participou da operação

  • Agentes de trânsito (DMT) – 10
  • Guardas Municipais (GM) – 4
  • Policiais Militares – 3

O presidente Jair Bolsonaro informou nesta sexta-feira que o governo federal vai dobrar o limite atual para compras em free shops. “Os brasileiros que voltam de viagens do exterior poderão comprar 1 mil dólares em produtos nos aeroportos – hoje, o limite é de US$ 500”, escreveu em sua conta pessoa no Twitter.

 

Jair M. Bolsonaro
 

@JAIRBOLSONARO

 

O GOVERNO VAI DOBRAR O LIMITE ATUAL PARA COMPRAS EM FREE SHOPS. O @MINECONOMIA PAULO GUEDES, A NOSSO PEDIDO, PREPARA DECRETO PARA OS PRÓXIMOS DIAS. OS BRASILEIROS QUE VOLTAM DE VIAGENS DO EXTERIOR PODERÃO COMPRAR US$ 1 MIL EM PRODUTOS NOS AEROPORTOS – HOJE, O LIMITE É DE US$ 500.

Jair M. Bolsonaro
 

@JAIRBOLSONARO

 

A COTA PERMITIDA PARA COMPRAS NO PARAGUAI TAMBÉM VAI MUDAR. O GOVERNO VAI AMPLIAR DE US$ 300 PARA US$ 500 O VALOR MÁXIMO POR PESSOA QUE CRUZA A FRONTEIRA. @AGORANOTICIASBR

 
1,845 people are talking about this
 
 
Os free shops ou duty free shops são lojas geralmente localizadas em salas de embarque e desembarque de aeroportos onde os produtos são vendidos sem encargos e tributos. De acordo com o presidente, o Ministério da Economia prepara decreto com a medida, a ser publicado nos próximos dias.

Ainda pelo Twitter, Bolsonaro também informou que a cota permitida para compras no Paraguai, via terrestre, vai mudar. Nesse caso, o governo vai ampliar de 300 dólares para 500 dólares o valor máximo por pessoa que cruza a fronteira.

Fonte: Agência Brasil

O Regional é um site de Entretenimento, Esportes e Alimentos. Aqui você pode obter as últimas notícias da sua região, estado e do mundo inteiro rapidamente.

Contato e-mail

Galeria de Fotos