Com preços ainda altos em abril, tomate pode ficar mais barato em maio

22 Maio 2019
388 vezes

O preço do tomate começa a reverter a alta registrada entre os meses de fevereiro e abril, quando o produto chegou a custar mais de R$ 6,00 em alguns mercados atacadistas. A redução pôde ser observada nas primeiras semanas de maio e reflete a entrada da safra de inverno no atacado. Mesmo assim, o valor de venda registrado pelo produto em abril na Ceagesp de São Paulo esteve 70% superior ao praticado no mesmo período do ano passado.

Os preços estão no 5º Boletim Prohort, divulgado nesta terça-feira pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). Segundo o estudo, a maior alta indicada entre as hortaliças do mês foi na Ceasa de Goiânia, com variação de 38%. A capital goiana tem o terceiro maior preço registrado, com R$ 4,55 o quilo, perdendo apenas para a Central do Distrito Federal, onde a comercialização chega a um valor de R$ 4,93, e de São Paulo, com o custo de R$ 5,60.

Outra hortaliça que está pesando para o consumidor atacadista é a cebola, que apresenta aumento desde outubro do ano passado. O motivo é a pouca oferta do produto no mercado, influenciada pela queda de preços entre maio e setembro de 2018. A expectativa é que haja arrefecimento de preços somente no segundo semestre, quando o mercado será abastecido com a safra da região Nordeste e também de Goiás e São Paulo.

No caso das frutas, o mamão ficou mais barato no atacado em abril. Isso porque os preços altos em meses anteriores afastaram os consumidores que buscaram outras opções, como a mexerica, causando uma queda no consumo e baixando o valor do produto no mês de abril. A laranja também tende a ficar mais barata, mas neste caso, a explicação deve-se ao aumento na oferta, graças à boa produtividade. A expectativa é que esta seja a melhor safra em 10 anos, chegando a uma colheita 36% superior que a registrada em 2018.

O levantamento é feito mensalmente pelo Prohort da Conab, a partir de informações fornecidas pelos grandes mercados atacadistas do país, nos estados de SP, MG, RJ, ES, PR, GO, PE e CE. Neste boletim, o Distrito Federal passou a integrar o estudo.

Fonte: CP

Avalie este item
(0 votos)

O Regional é um site de Entretenimento, Esportes e Alimentos. Aqui você pode obter as últimas notícias da sua região, estado e do mundo inteiro rapidamente.

Contato e-mail

Galeria de Fotos