Franciele Volpatto

Franciele Volpatto

Com a iminência do feriado prolongado e, por conseguinte, com o aumento do fluxo de veículos nas rodovias, a Polícia Rodoviária Federal intensificará a presença, a visibilidade e a ostensivadede nas principais rodovias federais do estado.

Neste ano, a Operação Corpus Christi será realizada de modo integrado com a Operação Copa América 2019, que iniciou no fim do mês passado e seguirá até meados de julho.

Além do uso de viaturas, motocicletas, novos bafômetros (com as funções ativa e passiva) e radares, a PRF empregará um helicóptero no patrulhamento aéreo. Policiais de outras unidades da federação já estão no Rio Grande do Sul, atuando no reforço da fiscalização nas rodovias federais.

No período da Operação Corpus Christi, a PRF focará seus esforços na prevenção de acidentes, na garantia da fluidez do trânsito, no enfrentamento à criminalidade e na fiscalização das condutas associadas a acidentes graves, como as de ultrapassagens em locais proibidos, o excesso de velocidade e a embriaguez ao volante.

Restrições de tráfego – Por medida de segurança, há restrição ao tráfego de bitrens, rodotrens, treminhões, cegonheiras carregadas e veículos com cargas excedentes, que necessitem de Autorização Especial de Trânsito (AET) em rodovias federais de pista simples, em alguns dias do feriado. O condutor que desrespeitar os termos da restrição, será multado em R$ 130,16, receberá 4 pontos na CNH e terá o veículo retido, conforme disposto no artigo 187, I, do Código de Trânsito Brasileiro.

Seguem os dias e horários das restrições:

20/06/2019, quinta-feira, das 06h às 12h;

23/06/2019, domingo, das 16h às 22h.

O município de Itaara realiza na quinta-feira, dia 20 de junho (feriado nacional), a tradicional celebração do Corpus Christi Campeiro.

O evento promovido pelo Centro de Tradições Gaúchas Querência do Pinhal em parceria com as comunidades da Paróquia São José, está em sua 8ª edição e conta com cavalgada, missa campeira e almoço.

Às 08h inicia a concentração dos cavaleiros e representantes das comunidades em frente à Igreja Matriz São José, saindo em direção ao CTG Querência do Pinhal, onde ás 10h30min será celebrada uma Missa Campeira. Os cavaleiros levarão os estandartes dos seus padroeiros na cavalgada.

Às 12h será servido um almoço campeiro no local e também para levar para casa com o seguinte cardápio: risoto, galeto, saladas e pão ao valor de R$ 20,00 para adultos e R$ 10,00 para crianças de 07 a 12 anos.

O risoto para levar custa R$ 8,00 a concha e o galeto R$ 2,50 o pedaço. Na parte da tarde terá treino de laço. Informações: (55) 9 96291146 com o patrão João Stock e 996143613 com o Patrão da Campeira, Jeison Leal.

O clima ameno e a chegada do inverno favorecem os consumidores com a baixa dos preços de hortaliças e frutas. Tomate, batata, laranja e mamão são alguns dos itens que já podem ser encontrados mais em conta nas principais Centrais de Abastecimento (Ceasas) do país. O grande destaque, no entanto, foi a cebola, que apresentou redução em quase todas as Ceasas analisadas pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) no 6º Boletim Prohort, divulgado nesta terça-feira.

De acordo com o estudo, a cebola apresentava movimento ascendente de preços desde o ano passado, mas no último mês registrou uma redução de cerca de 17% na Ceasa de Recife/PE e de 13% em Vitória/ES. A razão é o aumento da oferta, com a entrada no mercado do produto colhido nos estados de Goiás, São Paulo e Minas Gerais. “A pulverização da produção nesta época do ano contribui para a queda de preços, pois os mercados são abastecidos por vários estados”, explica a gerente de Modernização do Mercado Hortigranjeiro da Conab, Joyce Fraga.

O boletim aponta que o tomate, campeão de preços altos nos últimos meses, também já dá mostras de redução na maioria dos estados. “Só não caiu o preço em Recife, mas registrou o maior percentual de queda na CeasaMinas, passando dos 34%. Já a batata teve redução nas cotações em todas as centrais, com destaque para Vitória/ES (20,8%), Goiânia/GO (19,1%), Recife/PE (17,6%) e Rio de Janeiro/RJ (16,8%)”, completa Fraga.

Entre as frutas, as maiores reduções de preços ocorreram com o mamão e a laranja. No caso do mamão, o motivo foi a diminuição no consumo neste período frio, a oferta maior em algumas centrais, sobretudo da espécie formosa, e a concorrência com outros produtos. Já a laranja, graças à superoferta dos laranjais de São Paulo, está mais acessível à população, com preços em queda nos mercados atacadistas.

O Programa de Modernização de Hortigranjeiros (Prohort) da Conab faz o levantamento todo mês, a partir de informações fornecidas pelas principais Centrais de Abastecimento do país, nos estados de SP, MG, RJ, ES, PR, GO, PE, CE e DF.

Fonte: CP

Na quinta-feira, dia 20 de junho (feriado nacional), às 15h, acontece a tradicional procissão de Corpus Christi em São Pedro do Sul. A saída será da frente do Hospital Municipal Getuinar D’Ávila do Nascimento, após a benção aos enfermos, passando pela Rua Expedicionário Almeida com paradas para descanso e reflexões diversas, seguindo até a Igreja Matriz São Pedro Apóstolo onde acontecerá a celebração da missa.

Durante o trajeto, como já é de costume, será realizada a benção dos símbolos eucarísticos colocados sobre os altares montados na frente das residências e estabelecimentos comerciais por onde passa a procissão.

Como gesto concreto de partilha, a Paróquia São Pedro Apóstolo sugere a doação de cobertores ou alimentos não perecíveis que podem ser deixados antes da celebração na secretaria paroquial. Neste ano, os tapetes decorativos serão confeccionados com cobertores e gêneros alimentícios. Posteriormente, tudo será doado para as famílias carentes.

Em caso de chuva, a procissão fica suspensa, mas a missa ocorre normalmente na Igreja Matriz, às 15h.  Nos municípios de Toropi e Dilermando de Aguiar não terá celebração, sendo que os fiéis destes municípios participarão da celebração religiosa em São Pedro do Sul.

SAIBA MAIS - Corpus Christi significa Corpo de Cristo. É uma festa religiosa da igreja católica que tem por objetivo celebrar o Mistério da Eucaristia, o sacramento do corpo e do sangue de Jesus Cristo.

A festa de Corpus Christi acontece sempre 60 dias depois do domingo de Páscoa ou na quinta-feira seguinte ao domingo da Santíssima Trindade, em alusão à Quinta-feira Santa quando Jesus instituiu o sacramento da eucaristia.

Durante esta festa são celebradas missas festivas e as ruas são enfeitadas para a passagem da procissão onde é conduzido geralmente pelo bispo, ou pelo pároco da igreja, o santíssimo sacramento que é acompanhada por multidões de fiéis em cada cidade brasileira. A tradição de enfeitar as ruas começou pela cidade de Ouro Preto em Minas Gerais.

 

O Facebook entrou no mundo das criptomoedas com sua própria moeda digital, concebida para economizar, transferir ou gastar dinheiro com a mesma simplicidade do envio de uma mensagem de texto. "Libra", que é descrita como "uma nova moeda global", foi apresentada nesta terça-feira pela maior rede social do mundo como um meio de pagamento com o potencial para tirar as criptomoedas das sombras.

Facebook e vários sócios divulgaram um protótipo da "Libra" como um código aberto que pode ser usado por desenvolvedores interessados em incluí-la em aplicativos, serviços e negócios antes de seu lançamento como uma moeda digital no próximo ano.

Uma organização sem fins lucrativos com sede em Genebra supervisionará a tecnologia blockchain da Libra para manter a estabilidade da moeda. A organização é integrada, entre outras entidades, por operadoras de cartão de crédito como Mastercard e Visa, empresas de transporte como Uber e Lyft e até a organização Women's World Banking, que ajuda mulheres desfavorecidas.

Facilitar a transferência 

A iniciativa pretende fazer com que mais de um bilhão de pessoas de todo o mundo que não têm acesso a bancos possam contar com serviços comerciais e financeiros online, afirmou Dante Disparte, diretor de política e comunicação da Libra Association. "Acreditamos que se você dá às pessoas a possibilidade de acesso a dinheiro e oportunidades com um custo menor, o que em parte a internet faz com a informação, é possível obter muito mais estabilidade do que a que temos até agora", disse.

"Transferir dinheiro a um amigo não deveria ser mais difícil que viajar de Uber até sua casa", afirmou Peter Hazlehurst, diretor de pagamentos e riscos da Uber. "Libra tem potencial para ser uma ponte entre as tradicionais redes de financiamento e as novas moedas tecnológicas, ao mesmo tempo que reduz custos para todos", completou.

Facebook será apenas um dos integrantes da associação, mas separadamente está preparando sua própria carteira digital chamada Calibra. "Vemos isto como parte do cumprimento da missão do Facebook de conectar as pessoas em qualquer lugar e isto inclui permitir a troca de valores", declarou à AFP o vice-presidente da Calibra, Tomer Barel.

"Muitos usuários do Facebook estão em países onde existem barreiras de acesso aos bancos ou ao crédito", disse. Calibra está sendo desenvolvida para ser incluída no Messenger e WhatsApp com o objetivo de permitir aos usuários enviar a moeda Libra com a mesma facilidade de uma mensagem de texto.

Respaldo em dinheiro real

O projeto Libra aprendeu com as lições das outras criptomoedas, como o bitcoin, e foi pensado para evitar as variações abruptas de valor que afetam as moedas virtuais e que são fonte de especulação e de ruínas. O dinheiro real utilizado para comprar a Libra será a reserva e garantia do dinheiro virtual, cujo valor refletirá o de moedas estáveis como o dólar e o euro, segundo os credores. "Estará respaldada por uma reserva de ativos que assegura utilidades e baixa volatilidade", disse Barel.

Para que a moeda digital opere em escala global, a Libra tem como base uma plataforma de tecnologia blockchain que usa quase 100 "nós" de computador confiáveis para validar e registrar transações. Blockchain é uma espécie de registro público que não pode ser falsificado e permite transferir moedas virtuais de forma rápida e segura.

A associação Libra será a única entidade capaz de "cunhar ou queimar" a moeda digital mantendo a oferta em sintonia com a demanda e ativos de reserva", garante Barel. "Não se trata de confiar no Facebook e sim em acreditar nas organizações que fundaram a associação de que isto é independente e democrático", afirmou Disparte.

Novas direções

O lançamento acontece no momento em que o Facebook tenta recuperar a credibilidade e confiança perdidas após uma série de escândalos pelo vazamento de dados privados. O CEO da empresa, Mark Zuckerberg, prometeu levar o Facebook a uma nova direção, com destaque para as mensagens privadas e os pagamentos eletrônicos. A nova carteira digital Calibra promete dar ao Facebook a possibilidade de incluir serviços financeiros, comércio online e que empresas menores comprem espaço publicitário. "Certamente vemos benefícios a longo prazo para o Facebook", disse Tomer.

A informação financeira dos usuários da Calibra está estritamente separada dos dados do Facebook e não será utilizada com fins publicitários, afirmou à AFP Kevin Weil, vice-presidente da Calibra. A Libra será uma moeda regulamentada, submetida às leis locais sobre fraudes ou lavagem de dinheiro, de acordo com Weil, que apontou que, em sua visão, a maioria dos negócios ilegais "são feitos com dinheiro em espécie".

Para as pessoas que não têm acesso aos bancos, a moeda local poderá ser convertida em Libra nas casas de câmbio ou empresas que oferecem o serviço. E a onipresença dos celulares abre a possibilidade de levar serviços bancários, cartões de crédito e comércio online a regiões em que tais serviços não existem.

Fonte: CP

A Sexta Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ), por unanimidade, acolheu nesta terça parcialmente os recursos do Ministério Público (MP) e da Associação dos Familiares de Vítimas da Tragédia de Santa Maria (AVTSM) reconhecendo os indícios de dolo eventual, o que direciona o julgamento para o Júri Popular. O pedido de reconhecimento das qualificadoras foi negado.

O relator, ministro Rogerio Schietti Cruz, deu parcial provimento ao recurso para reconhecer os indícios de dolo eventual e determinar o prosseguimento do processo perante o Tribunal do Júri em Santa Maria. No entanto, o relator não reconheceu as qualificadoras de motivo torpe por ganância e meio cruel, pois as circunstâncias que as caracterizam já foram consideradas como indícios de dolo eventual.

Para o ministro Nefi Cordeiro, que acompanhou integralmente o voto do relator, apenas a certeza da inexistência do dolo permitiria afastar o júri popular, o que não ocorreu neste caso. Já o ministro Antonio Saldanha Palheiro esclareceu que a Sexta Turma não está deliberando se houve ou não o dolo, mas sim se há indícios suficientes. A decisão sobre a existência ou não do dolo deve ser do Júri Popular. Ele também acompanhou integralmente o voto do relator.

A ministra Laurita Vaz destacou que a tragédia de Santa Maria teve terríveis consequências e sofrimento. Para ela, a acusação é plausível e tem fundamentos suficientes para ser submetida ao seu juízo natural, que é o Tribunal do Júri. Ela também votou com o relator.

O incêndio, ocorrido em 27 de janeiro de 2013, deixou 242 mortos e mais de 600 feridos. Dois ex-sócios da casa noturna e dois integrantes da banda que se apresentava na noite da tragédia são os réus no caso.

Fonte: CP

Na segunda-feira, dia 10 de junho, um homem de 57 anos, morador da Rua Dom Pedro II, no Bairro Schimidt, procurou a Delegacia de Polícia, para relatar que foi vítima de furto. De acordo com o registro policial, o homem estava em um bailão quando resolveu levar uma moça para sua residência que ele conhece apenas por “Bri” da qual ele não sabe maiores detalhes.

Ocorre que ao chegar na residência, a mulher viu um aparelho celular novo que estava na caixa e quis o aparelho para ela, mas este lhe foi negado. Segundo o comunicante, mais tarde ele percebeu que o aparelho havia sumido e foi constatado que o mesmo estava “dentro das calças da moça”. Diante dos fatos, ele ameaçou chamar a Brigada Militar caso ela não devolvesse o celular que então, foi devolvido e o homem resolveu “devolver a mulher onde tinha pego”, ou seja, no bailão.

Mas, a surpresa veio mais tarde, por volta da meia noite quando a vítima retornou para casa e se deparou com a janela da frente arrombada e constatou que o telefone havia sido furtado com caixa e tudo, e lá se foi junto o carregador, o chip e a bateria. Ele acusa a mesma mulher se ser a autora do furto.

O resultado da primeira chamada do Programa Universidade para Todos (ProUni) está disponível na página do programa. Para assegurar a bolsa de estudos, os estudantes que foram selecionados devem, a partir desta terça-feira, comparecer nas instituições de ensino e comprovar as informações fornecidas na hora da inscrição.

No site do ProUni está disponível a lista da documentação necessária. Cabe aos estudantes verificar, nas instituições de ensino para as quais foram selecionados, os horários e o local de comparecimento para a aferição das informações. O prazo para que isso seja feito vai até o dia 25 de junho.

Para ir para a página, clique aqui.

Aqueles que não foram selecionados têm ainda outras chances. No dia 2 de julho será divulgada a lista dos aprovados em segunda chamada. Os candidatos podem, ainda, participar da lista de espera nos dias 15 e 16 de julho.

ProUni

Ao todo, serão ofertadas para o segundo semestre deste ano 169.226 bolsas de estudos em instituições particulares de ensino superior, sendo 68.087 bolsas integrais, de 100% do valor da mensalidade e 101.139 parciais, que cobrem 50% do valor da mensalidade.

As bolsas integrais são destinadas a estudantes com renda familiar bruta per capitade até 1,5 salário mínimo. As bolsas parciais contemplam os candidatos que têm renda familiar bruta per capita de até 3 salários mínimos.

Quem pode participar

Podem participar do ProUni candidatos que não tenham diploma de curso superior e que tenham participado do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2018. Além disso, os estudantes precisam ter cursado o ensino médio completo em escola pública ou em instituição privada como bolsista integral.

É preciso ter obtido ainda nota mínima de 450 pontos na média aritmética das notas obtidas nas provas do Enem. O cálculo é feito a partir da soma das notas das cinco provas, dividida por cinco. Outra exigência é a de que o aluno não tenha tirado zero na redação.

Também podem se inscrever no programa estudantes com deficiência e professores da rede pública.

Fonte: CP

A Secretaria da Saúde repassou R$ 1,2 milhão aos 239 municípios que têm programa Primeira Infância Melhor (PIM) implantado. Os repasses são da competência de abril e foram realizados na segunda-feira (17/6).

A dívida acumulada desde 2014 com os municípios referentes aos programas municipais, entre os quais o PIM, está sendo paga em 16 parcelas, no valor total de R$ 216 milhões. A primeira foi quitada no dia 11 de junho, zerando a dívida dos exercícios de 2014 a 2017, no valor de R$ 14,5 milhões.

O PIM atende cerca de 58 mil crianças e 8 mil gestantes nos 239 municípios em que está inserido. Cerca de 2,6 mil visitadores vão semanalmente até a casa dessas famílias para orientá-las através de atividades lúdicas voltadas à promoção das habilidades e capacidades das crianças de até seis anos. Também atende vulnerabilidades específicas como crianças com deficiência, filhos de pessoas com privação de liberdade e áreas de violência elencadas pelo programa RS Seguro, da Secretaria da Segurança Pública.

O PIM é coordenado pela Secretaria da Saúde, com apoio das secretarias da Cultura; da Educação; de Justiça, Cidadania e Direitos Humanos e de Trabalho e Assistência Social.

Pesquisa longitudinal

A eficácia do PIM está sendo pesquisada por meio de uma avaliação experimental longitudinal, que prevê acompanhar cerca de três mil crianças no Rio Grande do Sul durante 20 anos. O estudo avalia diversos fatores e pretende verificar os efeitos do PIM nessas crianças, acompanhadas através de pesquisa de campo.

Entre os fatores avaliados estão desenvolvimento motor, cognitivo, socioemocional, linguagem e comunicação, indicadores de qualidade da relação da família com a criança, acesso aos serviços e direitos ligados à administração pública local, saúde, educação e atuação no mercado de trabalho.

A pesquisa é uma parceria da Secretaria da Saúde, da Fundação Getulio Vargas (FGV), da Fundação Maria Cecília Souto Vidigal (FMCSV) e do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).

Os municípios que desejam participar da pesquisa ainda podem se inscrever, entrando em contato pelo e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. ou pelo telefone (51) 3288-5588, com Karine Verch.

Sob o lema “Uma só agricultura alimentando o Brasil e o mundo”, o Plano Safra 2019/2020 vai contar com R$ 225,59 bilhões para apoiar pequenos, médios e grandes produtores, anunciou o governo federal nesta terça-feira, ao apresentar o programa durante cerimônia no Palácio do Planalto. No ano passado, foram liberados R$ 225,3 bilhões.

Do total disponibilizado, R$ 222,74 bilhões vão para o crédito rural, sendo R$ 169,33 bilhões para custeio, comercialização e industrialização. Outros R$ 53,41 bilhões serão destinados para investimento, R$ 1 bilhão para seguro rural e R$ 1,85 bilhão para o apoio à comercialização, por meio das modalidades de aquisição direta via contratos de opção de venda e subvenção de preços.

As taxas de juros para custeio, comercialização e industrialização foram mantidas em níveis que permitem apoio adequado ao produtor rural, de acordo com o Ministério da Agricultura. Os índices vão de 3% a 4,6% ao ano para pequenos produtores, participantes do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), 6% ao ano para médios produtores inscritos Programa Nacional de Apoio ao Médio Produtor Rural (Pronamp) e de 8% ao ano para demais produtores. Nas linhas destinadas a investimentos, os juros cobrados vão de 3% a 10,5% ao ano.

Segundo a ministra, o aumento nos recursos atesta o compromisso do presidente Jair Bolsonaro com o setor agropecuário.

Mais recursos para subvenção do Pronaf
Beneficiários do Pronaf terão R$ 31,22 bilhões à disposição para custeio, comercialização e investimento, e estão garantidos recursos de custeio para produção de alimentos básicos como arroz, feijão, mandioca, trigo, leite, frutas e hortaliças. O governo também assegurou a verba para investimento na recuperação de áreas degradadas, cultivo protegido, armazenagem, tanques de resfriamento de leite e energia renovável.

“Pela primeira vez, o Tesouro Nacional disponibiliza mais recursos para subvenção do Pronaf do que para os demais. São R$ 5 bilhões para equalizar juros, valor recorde”, afirmou Tereza Cristina. De acordo com o ministério, o governo reservou R$ 500 milhões para construção ou reforma de moradias de pequenos agricultores, valor é considerado suficiente pela pasta para construir até 10 mil unidades.

O agricultor familiar também conta com seguro para cobertura da perda da safra no caso de seca, chuva excessiva, granizo, geada e outras intempéries. Atualmente, cerca de 299 mil lavouras em mais de 3 mil municípios estão seguradas, o que equivale a um valor segurado de R$ 10,2 bilhões. O seguro atende 120 culturas diferentes existentes na agricultura familiar.

Médio produtor vai ter atividade fortalecida
Para o médio produtor, os recursos para o Pronamp passaram para R$ 26,49 bilhões, R$ 6,46 bilhões a mais que o programado na safra 2018/2019, o que representa aumento de 32% nas verbas do programa. “Toda a agricultura, independentemente de seu porte, desempenha papel fundamental para garantir a nossa segurança alimentar e de nossos 160 parceiros comerciais”, finalizou a ministra.

Financiamento
O governo também estende para o setor rural o Patrimônio de Afetação, que permite ao produtor desmembrar o imóvel para oferecer como garantia no financiamento agropecuário. Com isso, o produtor não precisa mais oferecer toda a fazenda para garantir uma operação. “Hoje só pode oferecer a propriedade inteira como garantia, o que causa grandes transtornos”, comentou a ministra. O produtor ainda vai ter mais opções em bancos do setor privado.

Uma Medida provisória, editada junto com o Plano Safra, permite que a Cédula de Produto Rural (CPR) seja emitida com correção pela variação cambial, viabilizando a emissão de CRA e CDCA no exterior. A ideia é o produtor tomar empréstimo mais barato no Brasil e em outros países. Também crescem os recursos da LCA para o crédito rural: R$ 55 bilhões.

Seguro rural
Em 2020, o governo vai destinar R$ 1 bilhão para subvencionar a contratação de apólices do seguro rural em todo o País. Esse é o maior montante que o Programa de Subvenção ao Prêmio do Seguro Rural (PSR) já recebeu desde a criação, em 2004. Com esse valor, cerca de 150,5 mil produtores rurais poderão ter a safra segurada. Devem ser contratadas 212,1 mil apólices, com a cobertura de 15,6 milhões de hectares e valor segurado de R$ 42 bilhões.

Aplicativo Plantio Certo
A partir da safra 2019/2020, o produtor rural pode acessar dados do Zoneamento Agrícola de Risco Climático (Zarc) por meio de um aplicativo para tablets e smartphones: o Zarc Plantio Certo. A ideia é tornar a consulta mais fácil e rápida pelo aplicativo, desenvolvido pela Embrapa Informática Agropecuária (Campinas/SP). Até então, as informações eram publicadas somente em portarias e no site do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

Com o aplicativo, o produtor seleciona quatro variáveis: município, tipo de solo, cultura e ciclo da planta. A partir de um cálculo, o sistema indica qual a melhor época do ano para fazer o plantio e o nível de risco de perdas (20%, 30% e 40%). Além disso, o app reúne dados sobre quantidade de dias sem chuva e temperaturas (mínima e máxima) por dez dias e análises do sistema Agritempo e AgroAPI Embrapa sobre armazenamento de água no solo.

Fonte: CP

O Regional é um site de Entretenimento, Esportes e Alimentos. Aqui você pode obter as últimas notícias da sua região, estado e do mundo inteiro rapidamente.

Contato e-mail

Galeria de Fotos