Dadá Alves

Dadá Alves

Curabitur ultrices commodo magna, ac semper risus molestie vestibulum. Aenean commodo nibh non dui adipiscing rhoncus.

“Turma Da Mônica – Laços” bate a marca de 1,5 milhão de espectadores

Filme já completou 21 dias em cartaz nos cinemas brasileiros

 

O filme "Turma da Mônica - Laços" já foi visto por mais de um milhão e meio de espectadores. O marco ocorreu nessa última quarta-feira, quando o longa completou 21 dias em cartaz nos cinemas brasileiros. Para quem ainda não conferiu, o live-action está em 471 salas em 440 cinemas em todo o país. 

O diretor Daniel Rezende comemorou a marca: "Muito feliz de saber que os brasileiros estão se divertindo e se emocionando com o maior ícone pop do país em sua versão live-action nos cinemas. Viva Turma da Mônica. Viva o cinema nacional". 

• "Turma da Mônica - Laços" chega aos cinemas trazendo o melhor dos gibis

"Turma da Mônica - Laços" é baseado na obra homônima lançada em 2013 pelos irmãos Vitor e Lu Cafaggi, que se tornou a graphic novel brasileira mais vendida do país. 

A diretora-executiva da Mauricio de Sousa Produções, Mônica Sousa, filha do cartunista Mauricio de Sousa e grande inspiração no trabalho do pai, também ficou emocionanda com o resultado do filme nos cinemas.

"A MSP está muito feliz com a receptividade e o carinho do público desde que o filme foi lançado. Atingir essa marca é muito significativo e demonstra o sucesso do Turma da Mônica-Laços, além de fortalecer o cinema brasileiro. Continuamos contando com as pessoas que ainda não assistiram ao filme”, disse Mônica, também coprodutora do longa. 

Confira o trailer:

 

 

Fonte:CP

Presidente do STF atendeu pedido do senador Flávio Bolsonaro sobre ações com dados de Coaf e Receita Federal

A Polícia Federal suspendeu todas as investigações em andamento que utilizem dados financeiros e bancários compartilhados sem autorização judicial. Os delegados foram comunicados nesta quinta-feira, por meio de ofício assinado pelo corregedor-geral substituto da PF, Bráulio Cézar da Silva Galloni. Os inquéritos que tiverem dados do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf), Receita Federal e Banco Central serão devolvidos para a Justiça. O jornal O Estado de S. Paulo apurou que a decisão atinge centenas de casos.

A orientação foi dada após o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF),Dias Toffoli, suspender inquéritos e ações penais que tiveram dados fiscais e bancários compartilhados sem autorização da Justiça. A decisão do ministro, tomada na última terça-feira, atendeu a um pedido do senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), filho do presidente Jair Bolsonaro, e teve repercussão geral (ou seja, vale para todos os casos semelhantes no país).

Flávio é investigado pelo Ministério Público do Rio de Janeiro por suspeita de receber parte do salário de seus assessores quando ocupava uma cadeira na Assembleia Legislativa do Estado. Sua defesa alega que não houve autorização judicial prévia para o Coaf repassar dados fiscais dele aos investigadores. A circular 008/2019 da Corregedoria da PF, a que o Estado teve acesso, diz que "apesar de a Polícia Federal não ter sido formalmente intimada da referida decisão... foi determinada a suspensão do processamento de todos os inquéritos em trâmite no território nacional, tendo em vista que a ela foi dada repercussão geral".

A Corregedoria orientou cada delegado a identificar e enviar à Justiça os inquéritos que se enquadram na ordem do presidente do Supremo para que os magistrados decidam quais devem continuar. A nota afirma que essa medida é necessária, sobretudo, para os casos em que estão "sendo realizadas diligências cuja interrupção possa causar dano irreparável (interceptações telefônicas, ações controladas, dentre outras)".

Segundo delegados, a medida foi proativa e preventiva. O objetivo é evitar gerar nulidade nos inquéritos, uma vez que quase todas as investigações de combate à lavagem de dinheiro contam com relatório de inteligência financeira (RIF) elaborado pelo Coaf. A decisão da PF, contudo, não atinge apenas os inquéritos que tenham informações produzidas pelo Coaf, mas também os que utilizem dados da Receita e do Banco Central, tais como Informações de Pesquisa e Investigação e Representação Fiscal para Fins Penais (RFFP). Este último mecanismo foi fundamental para as investigações da Operação Lava Jato.

Impacto

Na circular, a PF diz ainda que o impacto da decisão de suspender todos os casos que se encaixam na decisão do Supremo ainda será medido. A Corregedoria orienta os delegados a repassar o número de inquéritos atingidos para a Diretoria de Combate ao Crime Organizado (Dicor), cujo titular é o delegado Igor Romário de Paulo, ex-coordenador da Lava Jato em Curitiba. "Para fins de estudo do impacto da decisão, as autoridades policiais, antes de proceder à remessa dos autos, devem reunir dados básicos, conforme tabela e demanda a ser oportunamente efetivada pela Dicor, com o objetivo de avaliar as reais dimensões das consequências da referida decisão nas investigações conduzidas pela Polícia Federal em todo o País", diz o documento.

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, a quem a PF está subordinada, disse ao Estado que não comentaria a decisão da instituição. Moro está de férias nesta semana. A PF também disse que não iria comentar o assunto. Já Toffoli voltou a justificar a sua decisão atacando os órgãos de controle. Em entrevista ao Estado, ele disse que "houve uma sede de poder. E poder no Brasil são só três: Executivo, Legislativo e Judiciário. Não existe o poder 'órgãos de controle'. Esses são submetidos aos controles do Judiciário".

 

Fonte:CP

Mandatário ainda comentou com o presidente do Senado a certeza de que Eduardo será aprovado no Parlamento

 

Na cerimônia que marcou os 200 dias de governo, na tarde desta quinta-feira, o presidente Jair Bolsonaro voltou a comentar sobre a eventual indicação de seu filho, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), para o cargo de embaixador do Brasil nos Estados Unidos. Descrevendo a trajetória do filho, o presidente ressaltou sua proximidade com a família do presidente norte-americano, Donald Trump. "O trabalho de quem é embaixador é ser cartão-de-visitas. Imagine se o Macri [presidente da Argentina] tivesse um filho embaixador aqui. Eu atenderia agora ou pediria ao ajudante-de-ordens para marcar um data futura?", disse. O presidente ainda lembrou da participação do filho na reunião privada que ele e Trump mantiveram em Washington, em março, quando Bolsonaro realizou uma visita oficial ao país. 

Dirigindo-se ao presidente do Senado, Davi Alcolumbre, que participava da cerimônia, Bolsonaro disse ter certeza que Eduardo será aprovado na sabatina para o cargo de embaixador, que é realizada pelos senadores, e disse que seria mais fácil nomear o filho como ministro das Relações Exteriores, que dependeria só dele, mas que esse não é o seu objetivo. O presidente, no entanto, ainda não formalizou a indicação.  “Vamos supor, num caso hipotético, Davi. Eu não acredito nisso, até porque a sabatina vai ser feita com rigor, eu tenho certeza disso, e ele vai ser aprovado”, comentou Bolsonaro.

Para ser investido ao cargo de embaixador, o indicado pelo presidente passa por uma sabatina, seguida de votação na Comissão de Relações Exteriores do Senado, que depois aprova ou rejeita a indicação por maioria simples. O processo segue, então, para o plenário do Senado, que toma a decisão final. 

Em coletiva de imprensa após a cerimônia, o ministro Onyx Lorenzoni defendeu a indicação de Eduardo Bolsonaro para ser embaixador nos EUA. "A principal função do embaixador é aproximar países e que forma melhor do que o filho do presidente, amigo de Trump [Donald Trump, presidente americano] fazer esse trabalho?", questionou. Assim como Bolsonaro, o ministro Onyx também demonstrou confiança na aprovação do nome do deputado.

"Primeiro, precisamos da ordem do presidente. Quando ele mandar, enviamos a indicação para a Comissão de Relações Exteriores do Senado e para o plenário da Casa. Se o presidente nos der este comando, não tenho dúvida de que vocês serão convidados para cobrir a posse dele lá", disse.

 

Fonte:CP

Os valores devem entrar em vigor a partir de meia-noite desta sexta-feira

 

A Petrobras anunciou, nesta quinta-feira, uma redução no preço do litro da gasolina de R$ 0,0360 e no litro do diesel de R$ 0,0444. Os valores são referentes aos preços médios dos combustíveis vendidos pelas refinarias aos distribuidores e valem a partir da meia-noite desta sexta-feira.

O presidente Jair Bolsonaro informou, em sua conta no Twitter, que a redução [média] foi de 2,1% na gasolina e de 2,2% no diesel.

Os preços variam segundo cada refinaria da estatal, nos diversos estados brasileiros. Os menores valores da gasolina são praticados em São Luís (MA), R$ 1,51; Itacoatiara (AM), R$ 1,55; e Manaus (AM), R$ 1,58. Os maiores valores da gasolina estão nas refinarias de Brasília, R$ 1,81; Senador Canedo (GO), R$ 1,80; e Uberaba, R$ 1,80.

Os menores preços do diesel S500, mais vendido nas estradas, estão em Itacoatiara (AM), R$ 1,93; São Luís, R$ 1,94; Guamaré (RN), R$ 1,96; e Manaus (AM), R$ 1,96. Os maiores valores são os praticados em Senador Canedo (GO), R$ 2,17; Brasília, R$ 2,17; e Uberaba (MG), R$ 2,17.

Segundo a estatal “os preços para a gasolina e o diesel vendidos às distribuidoras têm como base o preço de paridade de importação, formado pelas cotações internacionais destes produtos mais os custos que importadores teriam, como transporte e taxas portuárias”.

Combustíveis tipo A

A gasolina e o diesel vendidos às distribuidoras são diferentes dos produtos no posto de combustíveis. São os combustíveis tipo A, ou seja, gasolina antes da sua combinação com o etanol e diesel também sem adição de biodiesel. Os produtos vendidos nas bombas ao consumidor final são formados a partir do tipo A misturados a biocombustíveis. Os preços divulgados pela estatal se referem aos produtos tipo A.

Sobre esses valores, vão incidir a margem de lucro das distribuidoras e dos postos de combustíveis, os impostos, que variam de um estado para outro, o custo da mão de obra, entre outras variáveis. A tabela completa com os valores pode ser conferida no site da Petrobras.

 

Fonte:CP

Para permitir venda direta foram revogados dois artigos de resoluções editadas pelo governo em 2016

 

A Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) aprovou nesta quinta-feira, em reunião de diretoria, a revogação de resoluções editadas pelo governo em 2016 e que proibiam a venda direta de botijões de GLP (gás de cozinha) por distribuidores de combustíveis.

"É o fim da obrigatoriedade que o botijão de gás de cozinha de 13 kg tenha que passar pelo revendedor de GLP antes de chegar ao consumidor. Assim estamos eliminando uma restrição regulatória que nunca se confirmou na prática", disse o diretor-geral da ANP, Décio Oddone.

"A questão do GLP é crucial, hoje ele é vendido R$ 70 em média, mas tem lugares que são R$ 100. O valor do produto corresponde a cerca de R$ 26, os tributos são R$ 12 e o resto são as margens de distribuição e revenda", explicou o diretor-geral da ANP.

Para permitir a venda direta, foram revogados os artigos 36 da resolução 49/2016 e 27, da 51/2016, que proibiam os distribuidores de GLP de participar diretamente da atividade de revenda.

"Nós estamos trabalhando no sentido de aumentar a competitividade, que tem como pano de fundo melhorar o preço pro consumidor", disse o diretor Dirceu Amorelli.

Ele disse ainda que a decisão é importante por se tratar do primeiro passo na direção de uma regulação menos restritiva no setor.

Fonte:CP

Atletas da seleção brasileira nunca tinham alcançado o pódio no Mundial da modalidade

 

A brasileira Nathalie Moellhausen conquistou, aos 33 anos, seu primeiro título de campeã do mundo individual de espada, ao superar na final a chinesa Lin Sheng, de 25 anos, por 13-12, nesta quinta-feira em Budapeste, na Hungria. Sua medalha de ouro é histórica para o Brasil, que nunca havia conseguido subir ao pódio em um Mundial de esgrima. 

Após conquistar o bronze individual representando a Itália no campeonato mundial de 2010 em Paris, Nathalie Moellhausen, que compete pelo Brasil desde 2013, se tornou campeã do mundo por equipes com a Itália em 2007, fato raríssimo na esgrima. Treinada pelo mestre d'armas francês Daniel Levavasseur, ela toma a coroa que pertencia à italiana Mara Navarria, e que neste ano na Hungria foi eliminada antes das oitavas de final. 

 

Fonte:CP

 

 

Governo deve liberar também acesso a contas inativas dos fundos do PIS e Pasep

 

O ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, afirmou que o anúncio da liberação de saques das contas ativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) ficará para a próxima semana. Onyx falou sobre o assunto com jornalistas no início da tarde desta quinta-feira, ao sair do Ministério da Economia.

Ele disse que os detalhes técnicos ainda estão sendo ajustados pela equipe econômica e isso motivou o prazo de uma semana para o anúncio. Além dos saques das contas ativas do FGTS, o governo deve liberar o acesso a contas inativas dos fundos dos programas de Integração Social (PIS) e de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep).

"Os técnicos estão fazendo ajustes e nós tomamos a decisão de que na semana próxima vai ser feita a apresentação da medida provisória que trata do Fundo de Garantia e também do PIS/Pasep. Os dois serão apresentados conjuntamente, provavelmente entre quarta e quinta-feira da semana que vem", disse o ministro.

Ainda nesta quinta, pela manhã, o presidente Jair Bolsonaro chegou a levantar a possibilidade de fazer o anúncio nesta quinta-feira, durante o evento sobre os 200 dias de governo, marcado para as 16h. Na ocasião, Bolsonaro lembrou que a equipe econômica ainda estava trabalhando no assunto. "Faltam alguns ajustes, não quero me antecipar à equipe econômica", disse o presidente ao deixar o Palácio da Alvorada pela manhã.

Em sua fala aos jornalistas, Onyx ainda afirmou que o governo não fará alterações no financiamento das moradias do Programa Minha Casa Minha Vida. "Agora, uma garantia já está tomada: toda aquela parte que faz o financiamento da construção da casa própria, do Minha Casa Minha Vida, será mantido. É um programa importante, isso estará preservado."

A ideia de liberar as contas ativas do FGTS para saque vem sendo estudada há alguns meses pelo governo. O objetivo é injetar recursos capazes de estimular a economia. Em 2016, o então presidente Michel Temer liberou saques de contas inativas do FGTS também com o objetivo de incentivar o consumo.

Inicialmente, a ideia do governo era liberar os saques apenas após a aprovação da reforma da Previdência, que ainda tramita no Congresso. A aprovação definitiva, no entanto, só deverá ocorrer - caso confirmadas as expectativas dos aliados do governo - a partir de setembro.

Hoje, o saque nas contas ativas do FGTS só é permitido em situações específicas, como no caso de o trabalhador ser demitido sem justa causa ou se for para utilizar os recursos na compra de casa própria.

 

 Fonte:CP

Beyoncé emociona em grandioso videoclipe de "Spirit"

 

Produção foi lançada na noite dessa terça-feira

 

Enquanto a nova versão de "O Rei Leão" não estreia nos cinemas, já é possível entrar no clima do live-actioncom o videoclipe de "Spirit", entoado por Beyoncé, que também dubla a personagem Nala no filme. A grandiosa produção foi lançada na noite dessa terça e mostra a cantora em diversos cenários do continente africano em um verdadeiro show de cores. A canção faz parte do álbum "The Lion King: The Gift", na qual a "Queen B" é também curadora e produtora.

O vídeo de "Spirit" começa em tom mais tímido, com Beyoncé interpretando os primeiros versos da música sozinha, vestida com um longo vestido. Em seguida, aparece sua primeira filha, Blue Ivy, de sete anos. É aí que o clima da produção tem uma grande reviravolta. 

 

• "O Rei Leão", uma proeza tecnológica da Disney

Com imagens originais do filme da Disney, onde é possível ver Simba na infância e também na vida adulta, o videoclipe ganha caráter grandioso ao mostrar Beyoncé rodeada de dançarinos em meio a inúmeros cenários da Savana. O clipe tem direito a um coral especial com os vocais de fundo da canção, uma sinfonia de dança e música.

"The Lion King: The Gift" será lançado nesta sexta-feira, um dia após "O Rei Leão". O disco especial conta com participações de outros grandes nomes da música, como os rappers Jay-Z e Kendrick Lamar. Em entrevista na terça, no programa estadunidense Good Morning America, Beyoncé ressaltou qual era a sua intenção ao produzir o disco "Essa trilha sonora é uma carta de amor à África e eu queria ter a certeza de que encontramos os melhores talentos de lá. Eu queria que fosse autêntico com o que há de mais bonito na música da África”, afirmou.

Resta agora esperar mais um pouco para assistir de forma completa "O Rei Leão". O longa não tem agradado de forma satisfatória a crítica especializada, com nota 56 até o momento no site Metacritic, diferentemente da primeira versão de 1994, que possui 88 pontos de avaliação na plataforma.

Confira o videclipe de "Spirit":

 

Fonte:CP

"Gossip Girl" ganhará spin-off na HBO Max

Trama deve focar em novos personagens em vez das conhecidas Serena e Blair

 

A WarnerMedia anunciou, nesta quarta-feira, que está trabalhando em um spin-off da série "Gossip Girl" para o serviço de streaming HBO Max, de acordo com informações da revista Variety.

A série, que fez bastante sucesso no Brasil, foi exibida originalmente entre 2007 e 2012. O spin-off, a princípio, terá 10 episódios com uma hora cada um, e contará com parte dos produtores executivos da série "Gossip Girl" original.

A ideia é que a nova trama não foque nas personagens Serena van der Woodsen (Blake Lively) e Blair Waldorf (Leighton Meester), protagonistas da série original, e sim que conte com novos personagens, de uma nova geração de estudantes de uma escola particular de Nova Iorque.

Diversos fãs se manifestaram nas redes sociais após a notícia. Enquanto alguns se mostraram ansiosos com o anúncio do "retorno" de "Gossip Girl", outros se mostraram receosos pelo que será feito na nova série sem os atores e personagens clássicos. 

Fonte:CP

Lázaro Ramos e Taís Araújo retornam a Porto Alegre com a peça "O Topo da Montanha"

 

Montagem faz nova temporada no Theatro São Pedro nos dias 19, 20 e 21 de julho

 

Lázaro Ramos e Taís Araújo estarão de volta a Porto Alegre com a aclamada peça "O Topo da Montana". A montagem faz nova temporada no Theatro São Pedro (Praça Mal. Deodoro, S/N) nos dias 19, 20 e 21 de julho no horário das 21h (sexta e sábado), e às 18h (domingo). Os ingressos estão à venda na bilheteria do local ou no site

Desde sua estreia em São Paulo, em outubro de 2015, o espetáculo já passou por 11 estados brasileiros e visitou 15 cidades, sempre com sessões esgotadas. A encenação relembra que há mais de cinquenta anos, no dia 4 de abril de 1968, o mundo se despedia de Martin Luther King Jr, o pastor protestante e ativista político que se tornou ícone por sua luta pelo amor ao próximo e pelo repúdio à segregação racial norte-americana. 

"O Topo da Montanha" faz alusão ao último grande discurso do ativista, em Memphis, na Igreja de Mason, no dia 3 de abril de 1968. É exatamente neste cenário, um dia antes de seu assassinato, cometido na sacada do Hotel Lorraine, do quarto 306 - e na sequência de suas derradeiras palavras públicas -, que Martin, interpretado por Lázaro, conhece Camae, encenada por Taís, a misteriosa e bela camareira em seu primeiro dia de trabalho no estabelecimento. 

Questões do amor e igualdade 

Além de protagonizarem "O Topo da Montanha", Lázaro e Taís são produtores da versão brasileira do texto escrito pela dramaturga e jornalista americana, Katori Hall. A tradução ficou por conta de Silvio Albuquerque. "Este texto me perseguiu como ator por dois anos, por meio de pessoas que diziam que tinha de fazê-lo no Brasil. E é contemporâneo porque é uma história também sobre enfrentar medos. Sobre os trilhos da coragem e do afeto", resumiu Lázaro, que também dirige a peça. 

"Tínhamos muito receio de que o texto fosse americano demais e não tocasse as pessoas. Mas o tempo e uma boa tradução nos convenceram que as questões do amor e da igualdade são relevantes e próximas a todos nós", complementou Taís.

Segundo a atriz, a peça mescla pelo humor e também com momentos mais sensíveis. "A nova tradução era muito boa e ora eu ri, ora me emocionei. Finalmente fazia sentido e tive a convicção de que era viável para o Brasil. Insisti para que Lázaro a revisse e, mais tarde, com a impossibilidade do João Falcão dirigir, pressionei para que ele a assumisse", relembrou a atriz. 

Lázaro, no entanto, lembrou que relutou um pouco antes de assumir o desafio. "Dirigir não estava em meus planos, principalmente porque conciliar a direção com a atuação era algo que eu sempre disse que não faria. Taís, minha grande parceira de cena e de vida, me convenceu a encontrar e acreditar na força de Martin Luther King", completou.

Encontro na PUCRS 

O casal de atores irá participar de um bate-papo no Instituto de Cultura da PUCRS, nesta quinta-feira, às 19h, com entrada gratuita. O encontro será mediado pela jornalista Carol Anchieta e pelo diretor da universidade, Ricardo Barberena - para falar de suas carreiras e responder perguntas do público. 

Confira os valores dos ingressos

Plateia: R$ 120
Cadeira extra: R$ 120
Camarote central: R$ 100
Camarote lateral: R$ 100
Galerias: R$ 80

 

Fonte:CP

O Regional é um site de Entretenimento, Esportes e Alimentos. Aqui você pode obter as últimas notícias da sua região, estado e do mundo inteiro rapidamente.

Contato e-mail

Galeria de Fotos