Franciele Volpatto

Franciele Volpatto

Uma nova reunião para tratar da aquisição de equipamentos que permitirá a abertura de 130 leitos no Hospital Regional de Santa Maria ocorreu nesta quinta-feira (16/1) na Secretaria da Saúde (SES). A instituição, que hoje mantém os ambulatórios de doenças crônicas e de cardiologia, é gerida pela Fundação Universitária de Cardiologia (FUC).

A secretária-adjunta Aglaé Silva frisou que o trabalho é uma das prioridades do governo do Estado para 2020. O recurso para a compra dos itens necessários para que o local possa ter internações foi liberado ao final do ano passado pelo Ministério na Saúde. O processo agora passa por definir as etapas de aquisição dos bens e ajustes na estrutura física do hospital para essa finalidade.

Está prevista a abertura de 130 leitos. Desses, 120 serão para as especialidades de cardiologia, neurologia e traumatologia, enquanto outros dez para a Unidade de Tratamento Intensivo (UTI). Eles estarão divididos entre os três pavimentos do hospital (subsolo, primeiro e segundo andar). O projeto conta ainda com um bloco com duas salas para cirurgias.

Além da direção da FUC, representada pelo superintendente Rogério Pires e pelo diretor administrativo do Hospital Regional, Elvis Prestes, participaram da reunião o secretário de Saúde de Santa Maria, Francisco Harrisson, e representantes da Associação de Municípios da Região Centro, da Subsecretaria de Administração Central de Licitações do Estado (Celic), da Secretarias de Obras e de outras áreas da SES, como vigilância em saúde, departamento administrativo, e assessoria jurídica e de planejamento técnico.

Aproximadamente 80 radares móveis reforçam a fiscalização dos veículos que circulam nas rodovias do Rio Grande do Sul. Esta semana, os equipamentos operam nas seguintes estradas, entre outras:

• ERS-389, entre Osório e Torres
• ERS-030, entre Gravataí e Tramandaí
• RSC-265, na região de São Lourenço do Sul
• ERS-129, entre Encantado e Vespasiano Corrêa
• ERS-324, entre Passo Fundo e Casca
• ERS-344, entre Santo Ângelo e Porto Mauá

A divulgação das rodovias estaduais com fiscalização reforçada por radares móveis é informada semanalmente aos veículos de imprensa. O objetivo é aumentar a segurança dos motoristas na temporada de verão. A ação é coordenada pela Secretaria de Logística e Transportes, em conjunto com o Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (Daer), a Empresa Gaúcha de Rodovias (EGR) e o Comando Rodoviário da Brigada Militar (CRBM).

A iniciativa integra a operação RS Verão Total, promovida pelo Governo do Estado até o dia 2 de março de 2020.

 

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) identificou a presença de monoetilenoglicol e de dietilenoglicol em mais seis marcas de cervejas produzidas pela mineira Backer, totalizando oito rótulos contaminados da mesma fabricante. Além dos já divulgados três lotes de Belorizontina, que no Espírito Santo é comercializada com o rótulo de Capixaba, foram encontrados vestígios das substâncias tóxicas nas marcas Capitão Senra, Pele Vermelha, Fargo 46, Backer Pilsen, Brown e Backer D2.

Em nota divulgada na tarde de hoje, o ministério informou que as análises realizadas por laboratórios federais de defesa agropecuária identificaram 21 lotes contaminados das oito cervejas produzidas pela Backer. Além desses, a Polícia Civil identificou mais um lote contaminado.

Veja a tabela:

Operação

Também na tarde de hoje, policiais civis mineiros cumpriram mandados de busca e apreensão em uma empresa que, segundo a instituição, fornece monoetilenoglicol para a cervejaria Backer, de Belo Horizonte. Segundo a assessoria da corporação, a distribuidora, que não teve o nome divulgado, fica em Contagem, na região metropolitana da capital mineira.

Devido às propriedades anticongelantes, o monoetilenoglicol e o dietilenoglicol são usados em sistemas de refrigeração. A Backer, no entanto, nega empregar as duas substâncias na linha de produção. Procurada, a cervejaria não se pronunciou sobre as novas conclusões do Mapa, nem sobre o cumprimento dos mandados de busca e apreensão na distribuidora.

Investigação atesta quatro mortes

O Ministério da Agricultura confirmou que segue “atuando nas apurações administrativas para identificar as circunstâncias em que os fatos ocorreram e tomando as medidas necessárias para mitigar o risco apresentado”.

No último dia 13, a pasta intimou a empresa a recolher dos estabelecimentos comerciais toda a produção vendida a partir de outubro de 2019. Antes disso, o ministério já havia lacrado tanques e demais equipamentos de produção e apreendido 139 mil litros de cerveja engarrafada e 8.480 litros de chope.

Nessa manhã, a Polícia Civil, que apura as circunstâncias e as responsabilidades pela intoxicação de ao menos 18 pessoas, confirmou a terceira morte em consequência da síndrome nefroneural, associada ao consumo das cervejas Backer. No início da noite, as autoridades confirmaram um quarto caso, envolvendo o óbito de uma moradora da cidade de Pompéu, a cerca de 170 quilômetros de Belo Horizonte.

Todas as 18 pessoas internadas devido à suspeita de terem desenvolvido a síndrome nefroneural apresentaram sintomas semelhantes – insuficiência renal aguda de evolução rápida (ou seja, que levou a pessoa a ser internada em até 72 horas após o surgimento dos primeiros sintomas) e alterações neurológicas centrais e periféricas que podem ter provocado paralisia facial, embaçamento ou perda da visão, alteração sensório e paralisia, entre outras reações.

Fonte: CP

 

A próxima atração do Projeto Cultural Medianeira Instrumental já está definida e será o renomado artista Beto Pires, de Santa Maria.

Ele sobe ao palco do Santuário Basílica da Medianeira no dia 19 de janeiro, às 19h, para uma apresentação de música instrumental que promete animar e encantar o público.

Beto Pires, nasceu em Santa Maria e iniciou sua carreira musical aos 16 anos tocando e cantando de improviso em bares noturnos da cidade. Ele passou a improvisar, interagindo com a plateia usando o humor como intermediário entre uma canção e outra e em pouco tempo se tornou conhecido e admirado no meio musical e pela plateia.

Utilizando um repertório de músicas gaúchas, sertanejas, chorinhos e muitos outros gêneros, o artista é conhecido pela interatividade, simpatia e grande talento musical.

Seus shows mesclam humor, música e interatividade, alcançando uma plateia que canta, ri e se emociona ao recordar músicas que estarão eternamente gravadas em suas melhores lembranças. Atualmente, suas apresentações abrangem clubes, festas particulares e rodeios.

Um repertório especial está sendo programado para a apresentação do dia 19 que tem entrada franca.

A produção cultural do evento é da CMP Produções Culturais, através da Lei de Incentivo à Cultura. A apresentação será gravada e irá ao ar pela Rede Vida de televisão.

O Projeto Cultural Medianeira Instrumental está em sua terceira edição. No dia 19 de janeiro, acontece a segunda apresentação da terceira edição que teve início no dia 15 de dezembro de 2019 e contará com oito apresentações musicais.

 

 

No mês de janeiro, a Igreja São José de Itaara comemora seus 150 anos de fundação. E para comemorar esta data tão importante para os devotos de Itaara e região, a coordenação da Paróquia São José está organizando uma grande festa com uma programação especial. O evento será realizado no dia 19 de janeiro, domingo, com Missa festiva, almoço e domingueira.

UM POUCO DA HISTÓRIA – A Igreja São José foi fundada no dia 19 de janeiro de 1870 e fica localizada na Avenida Guilherme Kurtz, no centro do munícipio.

No dia 09 de março de 2011, tendo como Padroeiro São José, Itaara foi oficialmente reconhecida como Paróquia e recebeu seu primeiro Pároco Silvio Weber que atua na Paróquia até hoje atendendo as 11 comunidades.

Antes de se tornar Paróquia, os fiéis de Itaara eram atendidos pela Paróquia Santa Catarina, do Bairro Itararé, em Santa Maria.

PROGRAMAÇÃO – No dia 19 de janeiro, as comemorações dos 150 anos da Igreja São José terão início com uma Missa festiva que será celebrada às 10h30min. Após a celebração religiosa será servido um delicioso almoço no pavilhão de festas da comunidade ao valor de R$ 28,00 por pessoa. Será um buffet com cardápio variado que conta com churrasco de gado e de porco, galeto, risoto, maionese, saladas variadas e pão. No local também terá almoço para levar para casa.

Na parte da tarde, terá apresentações artísticas a cargo do Grupo de Danças do CTG Querência do Pinhal e animada domingueira comandada pelo Grupo “De Alma Gaúcha”.

 

 

A Secretaria Estadual da Educação (Seduc) emitiu às Coordenadorias Regionais de Educação (CREs) uma nova sugestão de reposição das aulas nas escolas estaduais que aderiram à greve do Magistério, encerrada, depois de 57 dias corridos, em assembleia geral do Cpers Sindicato, na tarde de hoje. A Pasta contabiliza 37 dias letivos de paralisação, entre 14 de novembro de 2019 e 14 de janeiro de 2020.

Conforme a sugestão da Secretaria, a recuperação deve começar nesta quarta, seguindo até 27 de fevereiro. A medida busca garantir aos estudantes o direito de, no mínimo, 200 dias letivos e assegurar a carga horária de 800 horas para o Ensino Fundamental e 1.000 horas para o Ensino Médio.

Após os 30 dias de férias, as escolas que ainda permaneciam em greve e que agora vão começar a recuperação devem começar o ano letivo de 2020. “Grande parte das escolas já iniciou a reposição do ano letivo ainda no primeiro calendário que sugerimos, que se iniciou em 21 de dezembro. Nossas orientações são para escolas remanescentes, já que grande parte já concluiu o calendário escolar de 2019”, explica o secretário da Educação, Faisal Karam.

Fonte: Rádio Guaíba

A Prefeitura de Santa Maria, por meio da Secretaria de Saúde, e a Secretaria Estadual de Saúde, por meio do Centro Estadual de Vigilância em Saúde (CEVS) e da 4ª Coordenadoria Regional de Saúde (4ª CRS), divulgam nota informativa referente ao surto de infecção intestinal em Santa Maria após a morte de dois alunos da Escola de Educação Infantil do SESI (anexo).

Conforme a investigação epidemiológica realizada nos seis casos suspeitos, resultados laboratoriais preliminares analisados pelo Lacen-RS e pelo Laboratório de Referência Nacional da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) identificaram dois agentes bacterianos: Escherichia coli e Campylobacter jejuni. Apesar dos dados coletados até o momento, ainda não se pode identificar a fonte de infecção e, por isso, a investigação do surto continua em curso.

Esclarece-se que a Escherichia coli já faz parte da flora intestinal humana. Porém, a linhagem encontrada em uma das amostras produz uma toxina que é mais patogênica e, frequentemente, encontrada na carne bovina, podendo levar a óbito. A Campylobacter jejuni é uma bactéria encontrada na carne de aves e é mais difícil de a cultura ser desenvolvida, o que dificultou a testagem das amostras. As duas bactérias são raras para o desenvolvimento de surto, indicando que Santa Maria pode vir a ser o primeiro município do Rio Grande do Sul a ter sido acometido por um surto com essas patogenias.

A identificação das bactérias representa um melhor direcionamento na provável busca da origem do surto, mantendo a vigilância para novos casos que tenham relação com a escola a fim de controlar futuras contaminações. Além disso, mantém o Município em alerta para a presença desses agentes patogênicos.

Os casos serão monitorados por mais 30 dias até que não se registrem novos. A Vigilância em Saúde do Município terá de ser notificada caso qualquer pessoa dê entrada em unidade de saúde pública ou privada com vômito, diarreia e/ou dores abdominais e que tenha algum tipo de relação com a Escola de Educação Infantil do SESI. Além disso, a população deve seguir com as medidas gerais de prevenção de doenças de transmissão hídrica e alimentar, conforme o documento.

A Prefeitura trabalha na elaboração de um termo de cooperação com o Laboratório de Microbiologia da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) para a realização de uma técnica de diagnóstico biomolecular em que seriam examinadas as amostras de pessoas ligadas à escola e que tiveram os sintomas.

 

 

Uma cobra atacou um trabalhador rural no interior de São Borja, na última segunda-feira, dia 13. O fato ocorreu em uma granja, no Banhado Grande, quando o rapaz passava por um monte de casca de arroz.

Ele foi socorrido por colegas de trabalho e ficou ferido apenas em um joelho e com arranhões nas pernas e braços.

Conforme testemunhas, a vítima não chegou a ser levada ao atendimento médico, mas foi levado para sua casa pois estava em estado de choque. A cobra segundo informações da espécie sucuri, medindo em torno de 4,20 metros acabou sendo morta.

Esta é primeira vez que uma cobra desta espécie, que não é venenosa, ataca uma pessoa na região de São Borja.


Fonte: Folha de São Borja

O Cpers Sindicato decidiu, na tarde desta terça-feira, suspender a greve da categoria, que chegou hoje ao 57° dia. De acordo com a presidente do sindicato, Helenir Schurer, “a greve foi uma demonstração de que a luta continua”. A votação era individual, com cédula de papel. Os professores favoráveis ao término venceram por 725 votos a 593, em uma assembleia realizada no Colégio Estadual Cândido José de Godói, no bairro Navegantes.

De acordo com Helenir, as aulas poderão ser retomadas normalmente nesta quarta-feira. Entretanto, o Cpers já anunciou nova paralisação para o dia 27, quando pode ser votado, em plenário na Assembleia Legislativa, o projeto que trata do plano de carreira do magistério.

A categoria entrou em greve em 18 de novembro e, desde então, vem travando uma batalha com o governo estadual. Na última reunião, o secretário de Educação Faisal Karam propôs o abono do corte do ponto – mas com posterior novo desconto em folha, dessa vez de forma escalonada. Na prática, os professores garantiam o pagamento pelos dias parados, mas com abatimento nas folhas futuras, de forma parcelada.

O próprio Cpers admite que a greve chegou a apenas 2% de adesão – o que corresponde a cerca de 3 mil professores. O governo garante que a proposta era “decisiva e determinada”, e que se os docentes não voltarem imediatamente, “perderão mais um mês de salário cortado”.

Fonte: CP

Um acidente do tipo saída pista seguido de choque em uma árvore deixou duas idosas feridas em Restinga Seca.

Conforme consta na ocorrência do 2º Batalhão Rodoviário da BM, o fato aconteceu na RSC 287, na localidade de São Sebastião, por volta das 15h45min, quando uma VW/SAVEIRO com placas de Restinga Seca, conduzido por uma idosa de 70 anos que perdeu o controle da caminhonete, saiu da pista e chocou o veículo contra uma árvore.

De acordo com os policiais rodoviários estaduais, a Saveiro também era tripulada por outra idosa de 62 anos e antes que o veículo pegasse fogo elas conseguiram sair de dentro. Socorridas pelo SAMU as idosas foram conduzidas ao hospital de Restinga Sêca, sem estarem correndo risco de morte.

Fonte: Rádio Medianeira 102.7 FM

O Regional é um site de Entretenimento, Esportes e Alimentos. Aqui você pode obter as últimas notícias da sua região, estado e do mundo inteiro rapidamente.

Contato e-mail

Galeria de Fotos