Vídeo mostra rojão sendo lançado contra torcida do Fortaleza em Caxias do Sul

10 Jun 2019
159 vezes
Torcedor lançou rojão contra área destinada para a torcida do Fortaleza | Torcedor lançou rojão contra área destinada para a torcida do Fortaleza | Foto: Reprodução / Twitter / CP

Jogo do Grêmio no Centenário foi marcado por brigas nas arquibancadas

 

O jogo entre Grêmio e Fortaleza foi marcado por confusão nas arquibancadas no estádio Centenário na noite deste sábado. Durante os 34 minutos do primeiro tempo, torcedores do Grêmio foram até a área destinada para a torcida do Fortaleza, separada por grade apenas de em um lado, e houve um princípio de confusão. A Brigada Militar entrou em ação e os afastou, usando, inclusive, jatos de água.

Minutos mais tarde, a confusão se deu do lado gradeado. Enquando algumas pessoas subiam a estrutura metálica para gritar ofensas, um torcedor se aproximou, acendeu e lançou um foguete em direção à torcida adversária. Usando um boné, tentou cobrir o rosto e fugir pelo meio da torcida, mas foi identificado e imobilizado até a chegada dos policias, que o levaram para o Juizado Especial Criminal (Jecrim) do estádio, junto a outros dois homens detidos na confusão. O repórter do Correio do Povo Eric Raupp, que estava no local, gravou as cenas.

Durante a confusão, o jogo ficou parado por cerca de quatro minutos. Posteriormente, na metade do segundo tempo, o jornalista entregou as imagens às autoridades, que indentificaram o homem. Ele será indiciado. Cabe, então, ao Ministério Público apresentar denúncia ou não. Esta poderá se dar, inclusive, por tentativa de homicídio. 

 
Embedded video
Eric Raupp@EricRaupp
 
 

Momento em que homem lançou um rojão contra os torcedores do Fortaleza e tentou fugir para o meio da torcida gremista. Foi barrado pelos torcedores e levado pela BM.

 
306 people are talking about this
 
 

Esta não é a primeira vez que um jogo do Grêmio registra confusão em Caxias do Sul no ano de 2019. Pelo Campeonato Gaúcho, um torcedor foi baleado em duelo contra o Juventude, no Alfredo Jaconi. 

View image on TwitterView image on TwitterView image on Twitter
Eric Raupp@EricRaupp
 
 

Momento em que torcedor foi levado pela BM após jogar um rojão contra a torcida do Fortaleza.

 
See Eric Raupp's other Tweets
 
 

Agressão a torcedores

No fim do primeiro tempo, houve, ainda, registro de agressão na arquibancada do Estádio Centenário. Após o torcedor ser preso, um outro homem foi para a grade de separação e trocou ofensas com os adpetos do time cearense. Ao se afastar do local, disse que "buscaria uma bomba caseira para jogar nos caras" e foi momentanemante vaiado por muita gente. "Sai daqui, não vem arrumar confusão", disse o pai do repórter, o empresário Arno Raupp Filho, de 53 anos, colocando a mão sobre o ombro do jovem na tentativa de afastá-lo.

Neste momento, dois homens se aproximaram e empurraram Arno, dando-lhe um soco no rosto. Ele, que tem problemas na coluna e estava acompanhado da mulher, de 54 anos, e dos filhos, uma menina de 14 anos e Eric, caiu no chão. Neste momento, o filho se aproximou para levantá-lo e tentou uma abordagem pacífica, pedindo para o grupo se afastar e ir embora, mas foi atingido por um chute no rosto.

Ele ainda conseguiu agarrar a perna do agressor e jogou o homem arquibanda abaixo, sendo levado junto. Enquanto isso, mais pessoas se aproximaram para tentar intervir, mas os responsáveis por iniciar os ataques fugiram correndo pelo meio da torcida. Após o caso, Arno, sócio do Grêmio desde 1998, ficou com cortes na boca e na orelha, além de hematomas nas costas. Já Eric sofreu um corte na boca e dedos da mão, lesões na perna e pé direitos após a queda. 

Ver imagem no TwitterVer imagem no Twitter
Eric Raupp@EricRaupp
 
 

Isso na minha camisa é sangue. Um dito torcedor do Grêmio agrediu meu pai, de 53 anos, após ele xingá-lo por dizer que ia buscar uma bomba caseira para atirar contra a torcida do Fortezela. Deu um chute no rosto dele. Fui tentar acalmar por vias diplomáticas e acabei apanhando.

 
465 pessoas estão falando sobre isso
 
 

"Lamento que isso tenha ocorrido, porque é inadmissível que indivíduos usem o esporte para perpetuar atos de violência. Mesmo que a torcida do Fortaleza tenha provocado, não sei o que falaram, tentamos intervir naquela loucura que ele tinha dito de jogar uma bomba. É mais grave ainda porque havia crianças do outro lado da cerca", sustentou o jornalista.

 

 

 

 

Fonte:CP

Avalie este item
(0 votos)
Dadá Alves

Curabitur ultrices commodo magna, ac semper risus molestie vestibulum. Aenean commodo nibh non dui adipiscing rhoncus.

Website.: www.themewinter.com

O Regional é um site de Entretenimento, Esportes e Alimentos. Aqui você pode obter as últimas notícias da sua região, estado e do mundo inteiro rapidamente.

Contato e-mail

Galeria de Fotos