O candidato conservador Mario Abdo Benítez, do governista Partido Colorado, venceu a eleição presidencial deste domingo no Paraguai. Com 96% das urnas apuradas, a Justiça Eleitoral confirmou a vitória de Benítez, que obteve 46,49% dos votos. Seu principal adversário, Efraín Alegre, do Partido Liberal, fez 42% dos votos.

“Com 96% da apuração dos resultados temos uma diferença a favor de um dos candidatos. O presidente da República do Paraguai é o senho Mario Abdo Benítez”, informou Jaime Bestard, titular do Tribunal Eleitoral Paraguai.

Os simpatizantes começaram a comemorar quando 75% das urnas estavam apuradas e já apontavam a vitória de Mario Abdo Benítez. Pouco após o fechamento das seções eleitorais, centenas de pessoas vestidas de vermelho se concentraram na rua onde fica a sede do Partido Colorado, em Assunção, onde foi montando um palanque e se ouve música.

Mais cedo, quando a contagem de votos dava vantagem a Benítez sobre Alegre por 47% a 42,4% dos votos, com 65% das urnas apuradas, o líder do Partido Liberal, Salyn Buzarquis, afirmava haver um empate técnico. "Com nossos números, vamos nos dando conta de que há um empate técnico. Vamos esperar a apuração de 100% (das urnas). Vamos brigar voto a voto", disse à imprensa Buzarquis. A Justiça eleitoral avaliou a participação de eleitores em 65% de um total de 4,1 milhões de habilitados a votar de uma população de 7 milhões e habitantes.

O vencedor desta eleição sucederá em agosto o presidente Horacio Cartes, um empresário da indústria do tabaco que, nestas eleições, candidatou-se ao Senado

Hegemonia colorada

O Paraguai, que saiu de uma ditadura de 35 anos em 1989, viveu sob a hegemonia do Partido Colorado durante os últimos 70 anos, com a única exceção do governo do ex-bispo e ex-presidente de esquerda Fernando Lugo (2008-2012), que foi destituído em um julgamento político um ano antes de concluir seu mandato. Benítez, o candidato do partido nas eleições deste ano, era o favorito das pesquisas de opinião e também apareceu em primeiro lugar na pesquisa de boca de urna de empresas especializadas.

"Ganhei credenciais democráticas em minha trajetória política", declarou Abdo Benítez ao rejeitar, neste domingo, as críticas que recebe devido à proximidade de sua família com Stroessner. Embora se distancie da ditadura lembrando que à época da derrocada de Stroessner tinha apenas 16 anos, em 2006 ele foi ao funeral do ex-ditador, que se exilou em Brasília.

"Marito", como é conhecido popularmente, estudou administração nos Estados Unidos. Seu programa propõe manter a política econômica do presidente Horacio Cartes, baseada nas exportações agrícolas, que permitiu ao Paraguai crescer a um ritmo de 4% por ano por mais de uma década. Também pretende realizar uma reforma do Poder Judiciário, que considera corrupto. O Paraguai está em 135º lugar entre 180 países em um ranking de corrupção elaborado pela organização Transparência Internacional.

Fonte: CP

Um avião militar com 100 soldados a bordo caiu nesta quarta-feira pouco depois da decolagem perto da base aérea de Boufarik, a 30 quilômetros de Argel, informou uma fonte militar. Até o momento não foi divulgado um balanço de eventuais vítimas.

O avião de transporte Ilyushin II-76 tem capacidade para 120 passageiros, de acordo com a fonte, que pediu anonimato A aeronave caiu em um campo muito próximo à base. Dezenas de ambulâncias e veículos do corpo de bombeiros foram enviados para o local da tragédia. Os canais de televisão exibiam imagens do avião em chamas.

Em fevereiro de 2014, 77 pessoas - militares e seus parentes - morreram na queda de um Hércules C-130 do exército argelino a 500 km da capital Argel. Apenas uma pessoa sobreviveu ao acidente, que o ministério da Defesa atribuiu na época às más condições meteorológicas

Fonte: CP

Ao explicar, na década de 1970, que os buracos negros se dissolviam como uma aspirina em um copo de água, o astrofísico britânico Stephen Hawking revolucionou a nossa compreensão de como o Universo funciona. "O legado científico mais importante de Hawking é sua ideia de que os buracos negros se dissolvem lentamente como a aspirina em um copo de água", explica Lisa Harvey-Smith, da Universidade de Nova Gales do Sul. Stephen Hawking morreu aos 76 anos, nesta quarta-feira. 

Esta teoria "transformou a teoria do buraco negro, foi um verdadeiro choque", disse à AFP Patrick Sutton, chefe da equipe de física gravitacional da Universidade de Cardiff. Com base na relatividade geral publicada em 1915 por Albert Einstein, que permite explicar o funcionamento dos buracos negros, nada poderia escapar desses monstros. O físico e cosmólogo britânico Stephen Hawking teorizou em 1975 que os buracos negros poderiam emitir radiações, um fenômeno chamado "radiações de Hawking".

Uma descoberta que Martin Rees da Universidade de Cambridge descreve como "momento eureka" de Stephen Hawking. "Na verdade, os pequenos buracos negros não são negros! Hawking mostrou que eles emitem radiação intensa", explica à AFP Aurélien Barrau, do Laboratório de Física Subatômica e Cosmologia do CNRS na França.

Para o pesquisador, Stephen Hawking "foi um visionário de muitas maneiras e teve intuições extraordinárias". Na opinião de alguns cientistas, essa teoria teria valido a Stephen Hawking o Prêmio Nobel se ela pudesse ter sido observada. O que é impossível hoje: "não tivemos a oportunidade de estudar um buraco negro de perto", explica Patrick Sutton. Fala-se de buracos negros desde o século XVIII, mas nenhum telescópio ainda conseguiu encontrá-lo.

Um buraco negro é um objeto celeste que tem uma massa extremamente grande em um volume muito pequeno. Existem dois tipos: buracos negros estelares, que se formam no final do ciclo de vida de uma estrela, e buracos negros supermaciços no centro das galáxias, que pesam entre um milhão e bilhões de vezes o Sol. "Sua teoria permitiu mostrar que os buracos negros são objetos realmente muito complexos.

Para descrevê-los corretamente, devemos usar simultaneamente todas as teorias fundamentais da física", diz Aurélien Barrau. Esta descoberta sugere uma ponte entre as duas grandes teorias do século XX: a teoria da relatividade geral, descrevendo as forças em ação no Universo, com a mecânica quântica, que descreve o mundo das partículas e infinitamente pequena.

"Graças à mecânica quântica, Hawking percebeu que os buracos negros, esses objetos que são feitos de gravidade, podem realmente emitir partículas", explica Patrick Sutton. "Este foi o primeiro caso em que um processo físico ligou a teoria clássica da gravidade à mecânica quântica", acrescenta.

Na cerimônia de abertura dos Jogos paraolímpicos de 2012 em Londres, diante de 80 mil espectadores entusiastas, Stephen Hawking disse: "Olhem para as estrelas e não para os seus pés. Tentem entender o que você vê e pergunte-se o que faz com que o Universo exista, seja curioso". "Sua fama não deve ofuscar suas contribuições" para a física, insiste Martin Rees: "Ele, sem dúvida, fez mais do que qualquer um depois de Einstein para ampliar o saber sobre a gravidade".

Fonte: CP

Um avião da companhia bengalesa US-Bangla Airlines caiu nesta segunda-feira, com 71 pessoas a bordo, perto do aeroporto de Katmandu, deixando ao menos 49 mortos - anunciaram as autoridades. "Quarenta pessoas morreram no local do acidente, e nove morreram em dois hospitais em Katmandu", disse à AFP o porta-voz policial Manoj Neupane. O avião, que transportava 67 passageiros e quatro membros da tripulação, caiu em um campo de futebol perto do único aeroporto internacional do país.

Queda de avião no Nepal deixa 49 mortos | Foto: Prakash Mathema / AFP / CP

Queda de avião no Nepal deixa 49 mortos | Foto: Prakash Mathema / AFP 

Entre os passageiros estavam 33 nepaleses, 32 bengaleses, um chinês e um maldivo, indicou à AFP um porta-voz da companhia aérea, Kamrul Islam. As causas do acidente ainda não foram determinadas, mas, de acordo com uma declaração das autoridades aeroportuárias, o avião estava "fora de controle" pouco antes do pouso. Segundo testemunhas, a aeronave caiu ao realizar uma segunda tentativa de pouso. As imagens divulgadas mostravam pedaços do avião incendiado que os socorristas tiveram de cortar, procurando vítimas.

O porta-voz do Exército, Gokul Bhandaree, afirmou que, de agora em diante, "as chances de encontrar alguém vivo são escassas, porque o avião pegou fogo severamente". Colunas de fumaça podiam ser vistas subindo do campo de futebol onde a aeronave caiu. Imagens postadas no Facebook mostravam a coluna de fumaça atrás da pista de aterrissagem, onde outra aeronave estava esperando. Os veículos dos serviços de emergência pareciam mergulhar na fumaça, enquanto testemunhas do acidente filmavam a cena com seus telefones celulares.

A aeronave era um turboélice Bombardier Dash 8 Q400, de acordo com Mahbubur Rahman, do Ministério da Aviação Civil. O avião tinha 17 anos, segundo o site de rastreamento de voos em tempo real Flightradar24, com sede na Suécia.

A US-Bangla Airlines é uma companhia aérea privada, lançada em julho de 2014. Seu primeiro voo internacional foi para Kathmandu em maio de 2016. A companhia aérea opera voos para o sul e para o sudeste da Ásia, assim como para o Oriente Médio. O aeroporto de Katmandu foi reaberto depois de ter sido fechado brevemente após o acidente - momento em que os voos de chegada tiveram de ser desviados. O Nepal sofreu vários desastres aéreos nos últimos anos, o que afetou severamente a indústria do turismo.

A maioria desses acidentes foi atribuída a problemas de inexperiência dos pilotos e de manutenção e gerenciamento. Em fevereiro de 2016, um Twin Otter da companhia aérea Tara Air caiu no remoto distrito de Myagdi, no Himalaia, a uma altitude de cerca de 4.900 metros, matando 23 passageiros e a tripulação a bordo.

Fonte: CP

 

Avião cai perto de aeroporto no Nepal

Segunda, 12 Março 2018 11:14

Os serviços de emergência do Nepal recuperaram corpos dos destroços do avião de uma companhia de Bangladesh com 71 pessoas a bordo que caiu nesta segunda-feira perto do aeroporto de Katmandu, anunciou o porta-voz do governo, Narayan Prasad Duwadi. "Acabamos de retirar corpos e feridos", disse.

O porta-voz do Aeroporto Internacional de Katmandu, Prem Nath Thakur, anunciou que 20 pessoas foram hospitalizadas e os bombeiros tentavam "apagar as chamas e socorrer os passageiros". "A polícia e o exército tentam entrar no avião para salvar os outros", disse.

O avião da companhia bengalesa US-Bangla Airlines transportava 67 passageiros e quatro membros da tripulação. Colunas de fumaça negra eram observadas na região da queda da aeronave, ao leste da estrada do único aeroporto internacional do Nepal.

Um avião da companhia bengalesa US-Bangla Airlines caiu nesta segunda-feira perto do aeroporto de Katmandu, onde deveria pousar, anunciaram as autoridades do Nepal. "Estamos tentando apagar as chamas e socorrer os passageiros", afirmou o porta-voz do aeroporto, Prem Nath Thakur.

Fonte: CP

Uma idosa conviveu duas semanas com o cadáver de seu marido em decomposição, até a polícia finalmente encontrá-lo, no apartamento onde viviam na costa de Montevidéu, informou neste sábado o Canal 10.

Segundo a emissora, a polícia atendeu a um chamado de emergência de vizinhos de um apartamento do bairro costeiro de Pocitos, onde uma idosa pedia, pela janela, ajuda para sair. Ela alegava que não tinha as chaves e seu marido não estava em casa.

Os policiais sentiram um forte odor putrefato e, como não puderam entrar, chamaram os bombeiros para abrir a porta blindada. Lá, encontraram a mulher e, ao seu lado, o cadáver de seu marido em estado avançado de decomposição. Os vizinhos garantiram que não o viam há pelo menos oito dias.

Segundo autoridades policiais, o homem estaria morto há cerca de duas semanas e a idosa sofre de demência senil e Mal de Alzheimer.

Fonte: CP

Duas pessoas, supostamente de nacionalidade peruana, que viajavam clandestinamente em um avião, morreram nesta segunda-feira quando caíram da aeronave que havia decolado do aeroporto de Guayaquil, sudoeste do Equador, e que tinha como destino Nova Iorque, informaram as autoridades.

"Duas pessoas entraram no trem de pouso e quando o avião decolou com certeza o sistema os expulsou, ou eles desanimaram (...) e se jogaram", disse o oficial de Polícia Marcelo Tobar, em declarações divulgadas pela imprensa local. O procurador Carlos Bustamante manifestou, por sua vez, que "o que se sabe é que o avião procedia do Peru".

Pelas características dos cidadãos, pode ser que venham do Peru, e daqui do voo se dirigiriam aos Estados Unidos, a Nova Iorque". A aeronave que cobria a rota Guayaquil-Nova Iorque foi obrigada a voltar. "Pode ser que existam mais pessoas dentro do avião, no trem de pouso", assinalou Bustamante.

Os corpos das pessoas, de entre 25 e 30 anos, foram encontrados na parte sul da pista do aeroporto José Joaquín de Olmedo de Guayaquil. As autoridades investigam o fato que provocou o fechamento temporário das operações no terminal durante uma hora, segundo a Direção de Aviação Civil (DAC).

Fonte: CP

Familiares dos 44 membros da tripulação do submarino argentino desaparecido no último 15 de novembro no Atlântico Sul lançaram uma campanha de arrecadação de fundos para contratar uma empresa para procurar o submergível. A campanha foi lançada nas redes sociais depois que um processo de licitação pública para a busca foi suspenso.

O governo argentino ofereceu uma recompensa de cinco milhões de dólares "às pessoas que fornecerem informações e dados úteis que permitam encontrar o paradeiro e a localização precisa do submarino" ARA San Juan, de acordo com uma resolução de 14 de fevereiro. "Buscamos a verdade e você pode se juntar a nós, estamos levantando fundos para contratar navios com tecnologia de ponta", explica o pedido dos parentes.

Mais de uma dúzia de países contribuíram para a busca do submarino, que desapareceu depois de alertar um problema técnico quando navegava de Ushuaia, na ponta sul da Argentina, para o porto de Mar del Plata, 400 quilômetros ao sul de Buenos Aires.

As famílias, que foram recebidas pelo presidente Maurício Macri em 7 de fevereiro, pedem a ampliaçãda área de busca e dos recursos do Estado para localizar o submarino. A arrecadação "era uma ideia que estava sendo conversada entre os parentes e quando o governo anunciou a recompensa e parou o processo de licitação para as empresas estrangeiras decidimos lançar a campanha", explicou Claudio Sandoval, tio de um dos tripulantes do submarino.

Fonte: CP

Seis recém-nascidos que recebiam respiração assistida morreram após uma falta de luz no hospital onde eram atendidos, no sudeste da Venezuela, denunciaram neste sábado uma testemunha e um deputado da oposição. Os óbitos foram registrados na quarta-feira passada no Hospital Pediátrico Menca de Leoni, de San Félix (a 670 km de Caracas), disse Jesús Hernández, membro de um grupo de voluntários que arrecada insumos médicos - em grave escassez - para doar.

A falta de luz durou quatro horas, afirmou. O caso foi confirmado pelo médico e legislador opositor José Olivares. "Ao meio-dia de 14 de fevereiro ocorreu uma falha elétrica e o gerador não foi ativado porque está danificado. Na área de terapia neonatal havia seis crianças ligadas à ventilação mecânica porque nasceram com afecções pulmonares", contou o voluntário. Quando o gerador não ligou, "os médicos e pais começaram a fazer ventilação manual, e assim estiveram durante quatro horas. Infelizmente, começaram a se complicar e os seis bebês que dependiam de respiração mecânica faleceram", acrescentou.

As autoridades não se pronunciaram a respeito. Segundo Hernández, no hospital onde se deu o caso ocorrem duas faltas de luz por dia, "apesar de que o estado de Bolívar (onde fica San Félix) abriga a hidrelétrica do Guri, que gera 70% da energia do país".

Em meio à crise da saúde, com escassez crônica de remédios e insumos médicos, a mortalidade infantil aumentou 30,12% em 2016 frente a 2015 (11.466 óbitos de menores de um ano), segundo a mais recente cifra oficial. Os cortes de eletricidade são frequentes em várias regiões, inclusive em Caracas. O governo costuma atribuir as falhas a "sabotagens", mas a oposição assegura que se deve ao mau estado da infraestrutura pela negligência e pela corrupção oficial.

Fonte: CP

As 71 pessoas que estavam a bordo do avião comercial que caiu neste domingo perto de Moscou morreram, indicou a Procuradoria russa. Os "65 passageiros e seis membros da tripulação que estavam a bordo da aeronave morreram", anunciou o escritório da Procuradoria especializado nos transportes em um comunicado. A mesma fonte indicou que o Antonov An-148 havia desaparecido dos radares dois minutos depois de ter decolado do aeroporto de Domodedovo. 

A fuselagem "está espalhada por uma área de um quilômetro", informou uma autoridade do Ministério de Situações de Emergência russo. "Mais de 150 pessoas e 20 veículos de socorro foram até o local", segundo o ministério. "O presidente Vladimir Putin ordenou ao governo a criação de uma comissão especial para investigar esta catástrofe aérea", indicou o porta-voz do Kremlin, Dmitri Peskov.

NEVASCA - A neve, que voltou a cair na região de Moscou neste domingo, impedia que os veículos se aproximassem do local da queda do avião, e os socorristas tiveram que caminhar. Imagens divulgadas pelas TVs russas mostram restos do avião da Saratov Airlines espalhados por campos cobertos de neve. O ministro dos Transportes russo, Maxime Sokolov, também foi até o local.

O avião, um birreator da fabricante ucraniana Antonov, tem capacidade para a até 80 pessoas. A Saratov Airlines usa principalmente aviões Antonov ou Yakovlev. A empresa, que não se envolvia em um acidente fatal desde o fim da URSS, em 1991, tem como principais destinos cidades da província russa, bem como capitais do Cáucaso.

O último acidente fatal com um avião em território russo ocorreu em dezembro de 2016, quando um aparelho militar Tu-154 caiu logo após a decolagem em Adler. Ele se dirigia à base aérea russa de Hmeimim, na Síria. Entre as vítimas estavam mais de 60 membros do Exército Vermelho.

Fonte: CP