O lançamento da pedra fundamental do Memorial da Vida, no campus da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), e uma vigília de familiares de vítimas, no centro de Santa Maria, marcarão os 62 meses da tragédia da boate Kiss, nesta terça-feira. O incêndio de janeiro de 2013 que matou 242 pessoas e feriu mais de 600.

Memorial

A programação vai se iniciar às 11h, com o lançamento da pedra fundamental do Memorial da Vida, a ser construído próximo ao Centro de Convenções do campus sede da UFSM. O reitor da universidade, Paulo Afonso Burmann, e o presidente da Associação dos Familiares de Vítimas e Sobreviventes da Tragédia de Santa Maria (AVTSM), Sergio da Silva, estarão no ato.

Desde abril de 2017, uma comissão composta por servidores da UFSM e por dirigentes da Associação dos Familiares de Vítimas e Sobreviventes da Tragédia de Santa Maria (AVTSM) planeja um espaço de homenagens para as vítimas da tragédia, dentro do campus sede, principalmente dedicado às vítimas que eram estudantes da Universidade. Um grupo de estudantes de Arquitetura e Urbanismo, vinculados ao Laboratório de Paisagismo e Arquitetura, coordenado pelo professor Luis Guilherme Pippi, apresentou um projeto arquitetônico preliminar, ainda em dezembro.

O projeto preliminar prevê uma passarela rodeada por um espelho d’água com 242 esguichos que dá acesso a um prédio com hall para exposições e salas multimídia. Os universitários se inspiraram em parques como Paley Park, em Nova York, Memorial do Vietnã, em Washington, e Museu das Missões, em São Miguel das Missões.

De acordo com o grupo idealizador, a ideia do projeto é garantir um espaço que celebre a vida, sendo refúgio para contemplação, tranquilidade e contato com a natureza. O hall de exposições e as salas multimídia poderão ser utilizadas pelo público, mas também abrigarão memórias das vítimas, pois o objetivo maior do espaço é homenagear as pessoas, uma vez que no local da boate vai ser construído um memorial sobre a tragédia.

Vigília

Depois do lançamento da pedra fundamental, das 13h30min às 17h30min, ocorre uma vigília na tenda dos familiares, na Praça Saldanha Marinho, no centro de Santa Maria. Às 16h30min, no mesmo local, acontece um momento de reflexão, oração e canto. Na sequência, ocorre o tradicional Minuto do Barulho, com palmas para homenagear as vítimas da tragédia. Durante as atividades, familiares de vítimas estarão com a campanha de arrecadação de material escolar para crianças carentes.

Documentário

Também nesta terça, o Cineclube da Boca, da UFSM, exibe o documentário “Depois Daquele Dia“, da Luciane Treulieb, produzido pela TV OVO, às 19h, no auditório do Prédio 67, no campus, no bairro Camobi. A entrada é gratuita.

O filme Depois Daquele Dia apresenta uma narrativa que compreende a maneira como Santa Maria reagiu à tragédia da boate Kiss. Luciane é irmã de João Aloísio Treulieb, uma das vítimas do incêndio.

Fonte: CP

A Promotoria de Justiça Criminal de Novo Hamburgo, Vale do Sinos, apresentou à Justiça, nesta segunda-feira, a denúncia contra o delegado Moacir Fermino, um policial civil e um informante por falsidade documental e corrupção de testemunhas durante as investigações da morte de duas crianças, encontradas esquartejadas em setembro de 2017. A denúncia, assinada pela promotora de Justiça Roberta Gabardo Fava, segue o indiciamento do inquérito policial da Corregedoria-Geral de Polícia.

Conforme a denúncia, o delegado inseriu declarações falsas em relatórios por três vezes, enquanto o policial denunciado cometeu esse crime uma vez. Fermino também é denunciado por prometer a quatro pessoas a inserção no programa estadual de testemunhas (Protege), garantinto da elas casa, comida e remuneração em troca de uma afirmação falsa em depoimento.

De acordo com as provas coletadas pela Corregedoria-Geral de Polícia, a narrativa que culminou no indiciamento de sete pessoas pelo esquartejamento das crianças foi “fabricada” pelo terceiro denunciado, informante do delegado. Segundo a denúncia, depois de assumir temporariamente a Delegacia de Homicídios de Novo Hamburgo, Fermino juntou um relatório de serviço falso aos autos do inquérito policial contendo a história de que as mortes tinham ocorrido durante um ritual satânico e pediu as prisões temporárias dos acusados pelo informante. De acordo com a denúncia do MP, não houve investigação de campo e apenas testemunhas corrompidas foram ouvidas, para corroborar uma narrativa fictícia.

Fonte:Laura Gross/Rádio Guaíba

A Polícia Civil localizou um deposito de armas que funcionava dentro de uma funerária em Sapucaia do Sul, no Vale dos Sinos, na manhã segunda-feira. Dentro do local foram encontradas uma uma submetralhadora, cinco coletes à prova de balas, toucas ninjas, munição em grande quantidade e rádios na frequência da Brigada Militar.

Um homem, de 40 anos, foi preso no local. A suspeita é de que as armas seriam transportadas nos veículos da funerária para prática dos assaltos e homicídios do bando.

A polícia chegou ao local por meio de ação da Delegacia de Furtos e Roubos de Veículos (DFRV) de São Leopoldo. Os agentes iniciaram a investigação sobre o local após a prisão de três pessoas de uma facção do Vale dos Sinos na última quinta-feira.

Fonte: CP

Quatro homens foram presos nesta quinta-feira em Gravataí, na região Metropolitana, como suspeitos de fabricar e distribuir produtos alimentícios, entre eles ovos de Páscoa, com maconha. Segundo informações da Polícia Civil, o grupo era monitorado há pelo menos três anos. A Polícia Civil deve enviar o material para uma perícia para avaliação de presença da maconha e também a verificação de existência de outras drogas como cocaína e MDMA (princípio ativo do ecstasy).

Após 45 dias de investigações, o Departamento Estadual de Investigação do Narcotráfico (Denarc) conseguiu desarticular o que foi considerado um dos maiores esquemas de fabricação de chocolates com drogas no Rio Grande do Sul.  Os policiais localizaram 16 caixas de ovos de tamanho grande que foram preparados à base de maconha. Os "produtos" estavam prontos para serem distribuídos para todo o Estado. Conforme a Polícia Civil, os pedidos eram feitos por redes sociais e até por telefone. A organização criminosa já teria conquistado notoriedade no "mercado". 

Em oito caixas, foram encontrados cigarros artesanais de maconha, prontos para serem consumidos. O produto servia como uma espécie de brinde ou propaganda do produto com drogas.  

Também foram apreendidas anotações e receitas dos diversos chocolates contaminados com entorpecentes, indicando a porcentagem de maconha a ser incluída no recheio e outras orientações de preparo dos produtos, além de encomendas a serem entregues e produzidas.

Clientela vip 

O esquema de venda de produtos com drogas ia além do simples oferecimento em redes sociais. O grupo fazia postagens e um grupo específico de pessoas, que integrariam uma clientela vip, tinha acesso a essas publicações. Alguns produtos incluíam trufas de chocolate. 

Fonte: CP

A brutal morte da menina Naiara Soares Gomes, de sete anos, comoveu e provocou revolta em Caxias do Sul. Após o corpo da criança ser encontrado próximo à represa Faxinal, diversos protestos aconteceram na cidade da Serra gaúcha. Um grupo de moradores tentou, inclusive, incendiar a casa do suspeito que confessou à Polícia ter estuprado e matado Nayara.

A tentativa de incêndio aconteceu por volta das 4h. Apenas a porta da garagem da residência do bairro Serrano ficou danificada. Vizinhos ajudaram a apagar o fogo. E quando os Bombeiros chegaram ao local, as chamas já estavam controladas.

Ainda na madrugada, moradores fizeram uma manifestação em frente à Penitenciária Industrial de Caxias do Sul (PICS), para onde o homem foi levado. O grupo chegou a bloquear a BR 116, onde fica o presídio, pedindo justiça por Naiara. Protesto semelhante ocorreu enquanto o suspeito prestava depoimento na  Delegacia Regional.

Nayara sumiu no último dia 9, enquanto ia para a Escola Municipal Renato João Cesa, no bairro São Caetano. Durante o caminho, ela teria sido abordada pelo suspeito, que não teve nome divulgado, que estava em um Pálio de cor branca. O homem confessou ter abusado de Naiara e a matado ainda no dia 9.

O corpo da criança foi localizado ontem após 12 dias de buscas e agustias - não só por parte dos familiares, mas pela comunidade de Caxias que se uniu para tentar encontrar a menina.

Fonte: CP

O motorista de um caminhão morreu na noite deste domingo em um acidente no km 51 da BR 101, em Terra de Areia. Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o pneu dianteiro esquerdo do caminhão Mercedes Benz, com placa de Guaíba, furou. O veículo que estava na pista da direita desviou para a esquerda após o estouro do pneu e colidiu contra um automóvel HB 20, com placas de Belo Horizonte. Os dois carros saíram da pista, caindo no valão do canteiro central.

Os dois ocupantes do carro sofreram ferimentos leves. A vítima fatal foi o condutor do caminhão de 52 anos. Em razão do acidente, ocorreu a interdição parcial da circulação de carros na BR 101, em Terra de Areia.

Fonte: CP

Um acidente de trânsito entre um carro e um caminhão matou um homem por volta das 12h40min deste sábado, na BR 386, em Fontoura Xavier. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o motorista de um Fiat Uno, de Santa Maria, teria perdido o controle do veículo no km 258 da rodovia e invadido a pista contrária, colidindo frontalmente contra um caminhão de Horizontina.

O motorista - único ocupante do Uno - ainda não foi identificado. Ele não resistiu aos ferimentos e morreu no local. Em consulta à documentação do veículo, a PRF constatou que o licenciamento estava vencido. Já o condutor do caminhão não sofreu lesões.

A equipe da PRF ainda está em atendimento a esse acidente, aguardando a chegada da perícia, que virá de Passo Fundo. 

Fonte: CP

 

De acordo com resolução do Conatran, as mudanças devem ser implementadas até junho

 
 

O Detran do Rio Grande do Sul encaminhou ofício solicitando ao Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) mais prazo para a implementação das novas regras para a renovação da carteira nacional de habilitação (CNH). Conforme a resolução 726/18, do Conatran, para atualizar o documento, os motoristas terão que fazer um novo curso e uma prova teórica no Detran a cada cinco anos.

Até hoje, para renovar a CNH nas categorias A e B (motos e veículos de passeio), era necessário apenas um exame médico, que continua sendo obrigatório. O custo vai saltar de R$ 215 para R$ 333 a partir de junho, se a medida de fato for colocada em prática. Atualmente, a renovação é feita a cada cinco anos e exige apenas a realização de exame médico.

Por conta das atualizações de sistema e pessoal necessárias, o Detran gaúcho solicitou mais um ano para a transição do atual sistema, segundo o diretor-presidente do departamento, Ildo Mário Szinvelski. ”Enviamos ofício ao presidente do Denatran porque o prazo de 90 dias é simplesmente inexequível. Precisamos implantar um sistema com que inclui o aumento da carga-horária e ajustes administrativos e sistêmicos junto a Procergs, além de procedimentos legais que precisam de mapeamento e comunicação adequada de todo o processos de habilitação. Portanto, solicitamos mais um ano para realizar todas as mudanças necessárias”, ressaltou.

Szinvelski relatou, inclusive, que as modificações chegaram aos Detrans dos estados sem aviso prévio. “Estamos surpresos por essa iniciativa que veio do Conselho Nacional de Trânsito. É surpresa também por se tratar de ano eleitoral e temos prazos rígidos a seguir caso seja necessário contratar mais pessoal”.

Além disso, o prazo para as placas de veículos adotarem o padrão dos países do Mercosul vai começar em 1º de setembro de 2018, informa resolução publicada na semana passada, no Diário Oficial da União. No ofício encaminhado ao Denatran na tarde de ontem, também foi solicitada prorrogação da início dos novos emplacamentos já no padrão do Mercosul.

 

Fonte: CP

Uma ação da Fundação Gaúcha do Trabalho e Ação Social (FGTAS) oferece, nesta sexta-feira, 2.984 vagas de emprego exclusivas para mulheres em 125 municípios gaúchos. As cidades com maior número de vagas são Cachoeira do Sul (278), Encantado (260), Porto Alegre (216), Pelotas (202) e Igrejinha (159).

Para se candidatar, é preciso ir até as agências FGTAS/Sine. O cronograma completo pode ser conferido no site da fundação. Cerca de 72,7% das candidaturas não exigem experiência e 50,2% não exigem escolaridade. As ocupações com os maiores números de vagas são alimentador de linha de produção (367), trabalhador volante da agricultura (300), auxiliar nos serviços de alimentação (111), operador de caixa (110) e atendente de lojas e mercados (103). Ainda, 79,64% oferecem salários de R$ 954 a R$ 1.908.

Durante a ação, haverá guichês de atendimento preferencial para as mulheres nas áreas de intermediação de mão de obra, encaminhamento de seguro-desemprego e de Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS), além de entrevistas presenciais em algumas unidades e atividades de orientação profissional e sobre saúde e direitos da mulher.

O Empregar/RS Mulher integra as atividades promovidas pela Secretaria de Desenvolvimento Social, Trabalho, Justiça e Direitos Humanos (SDSTJDH) no mês da mulher.

Região Metropolitana de Porto Alegre

Das 842 vagas abertas na Região Metropolitana, 47% não exigem experiência e 78,9% das vagas oferece salários de R$ 954 a R$ 1.908. Com relação à escolaridade, 20,5% não exigem; 33% exigem Ensino Fundamental completo e 32,5%, Ensino Médio completo. As ocupações com os maiores números de vagas são operador de caixa (90), ajudante de motorista(52), operador de empilhadeira (41), trabalhador polivalente da confecção de calça (40) e atendente de lojas e mercados (32). As Agências FGTAS/Sine com os maiores números de vagas são Porto Alegre (216), Igrejinha (159), Santo Antônio da Patrulha (81), Sapiranga (54) e Gravataí (53).

Porto Alegre

Serão oferecidas 216 vagas na capital, sendo que, para 145 vagas, serão realizadas entrevistas presenciais na Agência FGTAS/Sine Centro (Rua José Montaury, 31). Os horários e as ocupações das seleções estão disponíveis no anexo abaixo. As funções com os maiores números de vagas são operador de caixa (71), atendente de lojas e mercados (25), faxineiro (20), porteiro de edifícios (11), repositor de mercadorias (10), operador de telemarketing ativo (10) e armador de estrutura de concreto armado (10). Com relação à escolaridade, 65% das vagas exigem Ensino Médio completo e 26%, Ensino Fundamental completo. Do total de vagas, 68,7% exigem experiência.

Fonte: CP

Ministério da Saúde repassou 39 mil doses da vacina no mês passado

 
 

A Secretaria Estadual da Saúde garantiu hoje que o estoque de vacinas BCG voltou a se normalizar no Rio Grande do Sul. Além disso, a assessoria de comunicação da Secretaria informou que as doses já foram distribuídas às 17 regionais do Interior e que os municípios já fizeram a retirada.

O Estado permanecia sem receber doses de BCG desde dezembro do ano passado. Em 20 de fevereiro, o Ministério da Saúde anunciou um repasse de 39 mil unidades da vacina. O imunizante é indicado para prevenir a tuberculose e deve ser aplicado em bebês de até um mês de vida.

Vacina Pentavalente

O Rio Grande do Sul também enfrenta, desde dezembro, falta de estoques da vacina Pentavalente, inclusa no Calendário Básico de Vacinação da Criança. A dose protege contra tétano, difteria, meningite, coqueluche e hepatite B. De acordo com a Secretaria, o Ministério da Saúde encaminhou nota projetando que, nas próximas semanas, uma remessa seja enviada ao sistema de saúde gaúcho. Entretanto, não havia, no informativo, a quantidade específica e nem a data exata para a chegada das doses.