Doze urnas eletrônicas serão auditadas pela equipe do Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Sul (TRE-RS) nas eleições deste domingo. O sorteio que definiu as zonas e seções que terão os equipamentos verificados foi realizado no plenário do tribunal, na Capital, na manhã deste sábado.

Quatro delas serão para a votação paralela, sendo obrigatoriamente uma delas de Porto Alegre. O trabalho será realizado durante o horário que a comunidade vai às urnas – das 8h às 17h – no andar térreo do prédio 50 da PUCRS. As demais serão submetidas à auditoria, mediante verificação da autenticidade da integridade dos sistemas instalados.

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) prevê que as audições sejam feitas em duas partes. Uma, em ambiente controlado, para a análise de funcionamento das urnas sob condições normais de uso. É o caso da votação paralela. A outra, diretamente nas seções eleitorais, para verificação do sistema. Em caso de segundo turno, no próximo dia 28, o procedimento se repetirá, no mesmo local e horário. O trabalho terá representantes da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e do Ministério Público (MP), além de ser permitida a presença de qualquer interessado.

 

Conforme o presidente da Comissão de Auditoria de Funcionamento das Urnas Eletrônicas, o desembargador eleitoral Eduardo Dias Bainy, o objetivo desse trabalho é proporcionar aos cidadãos mais transparência do processo. “Fazemos isso para que haja garantia da legitimidade, transparência, segurança e controle. Neste ano, uma das melhorias implementadas está a retenção, por presidente de seção eleitoral, de uma cópia do boletim de urna para conferência posterior no portal”, expressou.

 

 

O desembargador eleitoral também falou sobre os boatos envolvendo a credibilidade do equipamento em funcionamento desde 1996. “A sociedade sabe que existe uma insistente tentativa de algumas pessoas, por motivos escusos, de atingir a urna eleitoral eletrônica. Isso é mito, isso é fake news. Digo com convicção: o sistema é assinado todo digitalmente, extremamente seguro”, salientou. Ele lembrou que o equipamento não está ligado na internet e os dados são transmitidos posteriormente. “Não há como algum hacker entrar nela. Existem inúmeros mecanismos de segurança para evitar que isso ocorra”.

 

Bainy observou que cada seção, ao término da votação, emite um boletim de urna, onde consta todos os dados. “Em vez de ficarem falando sobre isso, que auxiliem e façam a conferência. Os partidos podem ser organizar, com seus fiscais, para que peguem o boletim e passem para seus correligionários, para desmistificar de vez essa situação de tentar atingir os trabalhos da Justiça Eleitoral, que é uma das mais respeitadas desse País”. O presidente da comissão ressaltou que até hoje não foi identificada nenhuma divergência na captação e contabilização dos votos do processo eletrônico. “Isso comprova que o que é digitado é contabilizado. Se tiver prova, que apresente para que haja uma investigação e não lance vídeos na internet”.

 

Confira onde terá a Votação Paralela no Estado:

 

• Porto Alegre: colégio Estadual Júlio de Castilhos, com 397 eleitores

 

• Cacequi: Escola Professor Antônio Lemos de Araújo, 228 eleitores

 

• Caçapava do Sul: Escola Inocêncio Prates Chaves, 347 eleitores

 

• São Leopoldo: Escola Estadual Doutor João Daniel Hillebrand, 351 eleitores

 

Haverá auditoria em oito cidades do Estado:

 

• Silveira Martins/Santa Maria

 

• Santa Cruz do Sul

 

• Venâncio Aires

 

• Vila Lágaro

 

• Putinga

 

• Caxias do Sul

 

• Uruguaiana

 

• Caxias do Sul (seção 309)

Fonte: CP

Municípios gaúchos estão seguindo o exemplo do Rio de Janeiro com a aprovação de leis que proíbem o uso de canudos de plástico em prol do meio ambiente. Durante a semana, a Câmara de Vereadores de Santa Cruz do Sul aprovou projeto nesse sentido. A primeira cidade no Estado a sancionar legislação que bane os canudos de plástico de bares e restaurante havia sido Santa Maria, na região central. Lá, a lei entra em vigor em março. Em Rio Grande, no Sul do Estado, os estabelecimentos devem obedecer às normas a partir de janeiro. Em Gravataí, na Região Metropolitana, projeto semelhante ainda precisa ser votado.

Em Santa Cruz, o autor da proposta, vereador Hildo Ney Caspary, proibiu o uso e a venda do canudo de plástico alegando a necessidade de proteção à vida marinha. Outra, do vereador Mathias Bertram, deu prazo de dois anos para as empresas se adaptarem. Para entrar em vigor, a lei ainda precisa ser sancionada. As empresas que não cumprirem a lei serão multadas no valor de cinco Unidades Padrão Monetária, o equivalente a R$ 1.434,30 e, em cada caso de reincidência, o valor dobra.

O projeto, no entanto, encontrou resistência por parte do comércio e da indústria. O presidente do Sindigêneros Vales do Rio Pardo e Taquari, Celso Müller, lembra que o consumidor vai ser o mais prejudicado. “Para certos ramos do mercado vai ser muito ruim, como bares e restaurantes”, enfatiza. O empresário e diretor do Sindicato das Indústrias de Material Plástico no Estado, Flávio Haas, também avaliou o projeto como negativo dizendo que o problema não é o plástico, mas a falta de educação das pessoas. “O canudo bem armazenado pode ser reciclado, gerar renda e ser reutilizado”, defende.

Rio Grande já usa canudo de papel

Sancionada no fim de setembro pelo prefeito Alexandre Lindenmeyer, o projeto de lei em Rio Grande é da vereadora Denise Marques e prevê período de transição até 21 de janeiro. “Na praia do Cassino temos uma fauna rica e, conforme pesquisas da FURG, boa parte do material plástico de cai na praia é ingerido por animais como tartarugas marinhas, por exemplo, que morrem por ingerir esse tipo de material”, lamenta.

A vereadora conta que o Cassino conta com 40 mil moradores, mas nos finais de semana de verão, esse número chega a 200 mil. “Agora que foi sancionada, queremos conversar com os comerciantes sobre a importância da lei, que eles podem substituir canudos plásticos por biodegradáveis, de bambus, de papel, de inox”, exemplifica. “A sociedade não necessita de canudo pra viver, exceto pessoas com dificuldades para sucção”, salienta.

Mesmo antes da lei entrar em vigor, o empresário Leonardo Lorea Gomes decidiu implantar a inciativa no restaurante que administra, por sugestão dos clientes. “O nosso foco é comida natural e as pessoas nos solicitaram que não utilizássemos mais canudos de plástico”, conta. No local são encontrados canudos biodegradáveis, que se decompõem em menos tempo. “O produto ainda é dez vezes mais caro que o plástico comum, mas vale o investimento pois além da consciência ambiental estamos agradando nossos clientes”, opina. Ele conta que a atitude teve consequência positiva. “Não sei se foi esta a causa, mas aumentamos o movimento no restaurante.”

Fonte: CP

A Polícia Federal deflagrou, nesta quarta-feira, a Operação Locus para investigar supostos desvios de recursos públicos federais nas áreas de transporte escolar e da saúde em Rosário do Sul e Dom Pedrito, na Fronteira Oeste do RS.

O inquérito policial, que apura os fatos, foi instaurado em outubro de 2016. As buscas de hoje decorrem da Operação Laranja Mecânica, desencadeada pela Polícia Federal em novembro de 2017.

Laranja Mecânica

Durante a ação do ano passado, a PF buscou desarticular a organização criminosa especializada em fraudar licitações para obtenção de contratos públicos de prestação de serviços de transporte escolar na região.

As investigações apontaram uma trama entre empresários para frustrar o caráter competitivo da licitação de transporte escolar nos municípios de Santana do Livramento e Dom Pedrito. Acordos previamente estabelecidos definiam quais as empresas ficariam responsáveis por determinadas “linhas”, para que todas obtivessem contratos nesses municípios. 

Além da fraude no processo licitatório, a investigação identificou casos em que os serviços previstos são executados fora dos padrões mínimos exigidos pela lei ou pelo edital, com veículos em condições precárias. Também foi apurado que, frequentemente, os serviços não eram prestados, embora atestados por diretores de algumas escolas em troca de caronas, viagens, festas e até mesmo pagamento em dinheiro.

Fonte: CP

Duas cidades do Rio Grande do Sul registraram ataques a banco na madrugada desta quarta-feira. Os assaltos ocorreram em duas agências do Banrisul das cidades de Ibarama, na região Central, e Miraguaí, no Noroeste.

Por volta das 2h, criminosos explodiram a agência do Banrisul de Miraguaí. Com o uso de explosivos, o grupo destruiu o local. Durante o assalto, um ônibus com trabalhadores que saiu de Redentora e passava em Miraguaí para pegar funcionários de um frigorífico de Santa Catarina foi atingido por disparos. Os vidros do veículo ficaram quebrados. Mas ninguém foi atingido pelos tiros. Os passageiros foram feitos reféns, mas logo foram liberados.

Os criminosos fugiram em uma Ecosport em direção a Tenente Portela. Durante a fuga, eles espalharam miguelitos pela pista para dificultar a ação da Brigada Militar. Até o momento, ninguém foi preso.

O outro ataque também ocorreu por volta das 2h, em Ibarama. De acordo com a Polícia Civil, criminosos fortemente armados invadiram o Banrisul da cidade. Eles explodiram o cofre da agência e levaram o dinheiro. Ainda não se sabe a quantia roubada. 

O grupo chegou ao local em uma Chevrolet Spin e, antes de entrar no banco, teria efetuado disparos com um fuzil. Não houve feridos e nem reféns. Ainda não se sabe quantas pessoas participaram do ataque. A agência está isolada para trabalho da perícia. A Brigada Militar realiza buscas na região, mas até as 8h30min ninguém havia sido preso.

Fonte: CP

Centenas de casas tiveram os telhados destruídos pela chuva de granizo ocorrida no início da madrugada desta quarta-feira em Crissiumal, no Noroeste do Estado. O temporal, com granizo e chuva torrencial aconteceu às 2h30min e afetou boa parte das residências da zona urbana. Segundo relato dos moradores, as pedras de gelo destruíram telhados. O interior do município também foi afetado. As pedras de gelo amassaram a lataria de dezenas de automóveis e danificaram para-brisas de veículos.

O prefeito de Crissiumal, Roberto Bergmann, disse que moradores de todos os bairros foram afetados. “Estamos solicitando ajuda de colegas prefeitos da região para que nos enviem lonas, pois aqui não temos mais esse material para proteger as residências”, disse. Ele informou, ainda, que a cidade está sem água e luz. “As aulas nas escolas foram suspensas, sendo que o temporal causou danos no hospital local e em vários prédios públicos”, afirmou

Segundo o prefeito, a Defesa Civil do Estado já foi comunicada da situação. Moradores que não tiveram suas casas afetadas foram solicitados a ajudar os demais que sofreram com o mau tempo. “É momento de solidariedade”, observa. A Defesa Civil do município distribuiu lonas para os moradores que tiveram as residências afetadas.

No município vizinho de Três Passos, as pedras tinham o tamanho de um ovo de galinha e danificaram telhados de casas nos bairros Glória, Pindorama e Santa Inês. Localidades do interior também foram atingidas. A Prefeitura de Três Passos também distribuiu lonas e dá ajuda aos moradores afetados pelo temporal.

Fonte: CP

Professores e funcionários das escolas públicas estaduais farão greve de 24 horas nesta quinta-feira. A categoria, vinculada ao Cpers Sindicato, protesta pelo pagamento integral dos salários e contra o desmonte da escola pública.

No mesmo dia, será realizado o Ato Público Estadual, que iniciará com concentração dos educadores em frente ao prédio do Instituto Estadual de Educação, às 13h30min e, logo depois será realizada uma caminhada até o Palácio Piratini.

O protesto foi deliberado pela categoria durante Assembleia Geral realizada na última sexta-feira.

Acidente mata duas pessoas em Candelária

Segunda, 01 Outubro 2018 19:34

Um choque entre uma carreta com placas de Tijucas do Sul, no Paraná, e um Prisma prata, com placas de Cerro Branco, causou a morte de duas pessoas, no início da tarde desta segunda-feira em Candelária, no Vale do Rio Pardo. O acidente ocorreu na altura do km 146 da RSC 287, na região de Cerro dos Baier. O motorista do carro, Eduardo Lovatto Alberto, e a passageira Marileia Alberto, morreram no local.

Bombeiros Voluntários de Candelária informaram que o Prisma seguia em direção a Candelária. Com a pista molhada, o carro aquaplanou e bateu de frente com a carreta. O casal morreu na hora. Já os ocupantes do caminhão não se feriram. O carro ficou completamente destruído, fora da via, na lateral. O Comando Rodoviário da Brigada Militar (CRBM) auxiliou na remoção. A Polícia Civil também atendeu a ocorrência.

Fonte: CP

A primeira pista do ataque ao ônibus de excursãoocorrido na noite de terça-feira em Cruz Alta, região central do Estado, pode ser a caminhonete Fiat Strada, de cor preta, com placas de Carazinho, abandonada na ERS 223, localizada por policiais militares do 16º BPM.

No interior do veículo, os policias encontraram toucas ninjas, dois pares de luvas, duas mochilas, roupas molhadas e sujas, além de nota de compras e dinheiro paraguaio, entre outros objetos.

Além disso, ficou constatado que dois pneus estavam furados e destruídos por terem rodado vazios. A ocorrência foi encaminhada à Polícia Civil. O Instituto-Geral de Perícias foi também acionado.

A Brigada Militar (BM) realizará a formação dos dois mil candidatos aprovados para o cargo de soldado, convocados em 21 de setembro, de forma descentralizada. Todos os Comandos Regionais de Polícia Ostensiva (CRPOs) receberão turmas, obedecendo a uma orientação do secretário da Segurança Pública, Cezar Schirmer, ao comando-geral da corporação.
 
O Curso Básico de Formação de Policial Militar possui, aproximadamente, oito meses de duração. A expectativa do governo do Estado é de que as aulas iniciem em novembro deste ano. Nesta edição, os alunos-soldados farão o estágio operacional obrigatório nos locais de realização do curso, atuando na área de abrangência dos respectivos CRPOs.
 
Isso não significa, entretanto, que o efetivo permanecerá nos municípios após o ingresso definitivo na corporação. Primeiramente, serão atendidos os pedidos de transferência protocolados por servidores mais antigos do quadro. Após estas transferências, será aberta a oferta das vagas aos recém-formados, cuja ordem de preferência se dará pela classificação ao final do curso.
 
A distribuição dos novos soldados será feita depois do término da sua formação, de acordo com o planejamento estratégico elaborado pela BM. O processo leva em consideração fatores como a demanda existente em cada região e a análise dos indicadores criminais em todo o estado.
 
O total de turmas e de alunos em cada uma delas será apresentado pela BM no início das aulas.
 
Veja a lista dos municípios, dividida de acordo com os CRPOs:
 
Comando de Policiamento da Capital (CPC): Escola de Formação e Especialização de Soldados (EsFES) – o Comando Rodoviário da Brigada Militar (CRBM), com sede em Porto Alegre, também receberá turmas;
 
Comando de Policiamento Metropolitano: Canoas;
 
CRPO Alto Jacuí: Cruz Alta e Palmeira das Missões;
 
CRPO Central: Escola de Formação e Especialização de Sargentos (EsFAS) Santa Maria;
 
CRPO Centro Sul: Guaíba;
 
CRPO Litoral: EsFES Osório;
 
CRPO Fronteira Noroeste: Frederico Westphalen, Santa Rosa e Três Passos;
 
CRPO Fronteira Oeste: Santana do Livramento, Bagé e Uruguaiana;
 
CRPO Missões: Santo Ângelo;
 
CRPO Planalto: Carazinho, Erechim e Passo Fundo;
 
CRPO Serra: Bento Gonçalves, Caxias do Sul e Igrejinha;
 
CRPO Sul: Pelotas e Rio Grande;
 
CRPO Vale do Caí: Montenegro;
 
CRPO Vale do Rio dos Sinos: Novo Hamburgo;
 
CRPO Vale do Rio Pardo: Rio Pardo;
 
CRPO Vale do Taquari: Lajeado.

Um Volkswagen Voyage, usado para transportar contrabando de cigarros, foi apreendido nessa terça-feira pela Polícia Rodoviária Federal (PRF). Além de ser usado para cometer este tipo de crime, o veículo conta com um lançador de fumaça, utilizado para dificultar uma eventual abordagem. A apreensão ocorreu no Paraná, mas o carro foi roubado em Porto Alegre.   

De acordo com a PRF, o Voyage, que tem placas clonadas, foi roubado em junho de 2012. O motorista foi abordado após uma perseguição na BR 163, no município paranaense de Mercedes. O veículo estava carregado com cerca de 10 mil carteiras de cigarros paraguaios. Um radiocomunicador também foi recolhido.

O condutor, de 26 anos, que efetuou uma série ultrapassagens proibidas, foi preso pelos crimes de contrabando, direção perigosa, receptação e uso de aparelho ilegal de radiocomunicação. Na fuga, o dispositivo não foi usado.

Segundo os policiais rodoviários, o equipamento, acionado pelo condutor, emite uma densa nuvem de fumaça pelo cano de escapamento visando despistar e atrapalhar as viaturas policiais em uma perseguição. O caso foi repassado à Polícia Federal de Guaíra.

Apreensão em caminhão com placas de Canoas 

Já no Mato Grosso do Sul, a PRF apreendeu 275 mil maços de cigarros contrabandeados do Paraguai na BR 267, em Maracaju, na terça-feira. A mercadoria ilegal estava sendo transportada em um caminhão baú Mercedes-Benz, com placas de Canoas (RS). O veículo foi localizado abandonado em uma rua ao lado da rodovia.

Fonte: CP