O ex-secretário e ex-deputado estadual Cézar Busatto morreu na madrugada desta segunda-feira em Porto Alegre. O economista, que lutava contra um câncer, estava internado na área de oncologia do Hospital Moinhos de Vento.  Natural de Veranópolis, Busatto será velado na Assembleia Legislativa. O horário da cerimônia ainda não foi divulgado.

Entre 1987 e 1990, o economista foi secretário especial de Governo e adjunto da Fazenda no mandado de Pedro Simon. Em 1994, foi eleito deputado estadual pelo MDB, sendo que, no meio do mandato, licenciou-se para assumir a Secretaria Estadual da Fazenda.

 Em 1998 foi eleito para a Assembleia Legislativa do RS, sendo reeleito em 2002, mas já pelo PPS. Em 2004, atuou na gestão de José Fogaça na prefeitura de Porto Alegre. 

Em 2008, deixou a prefeitura para assumir a Casa Civil estadual no governo de Yeda Crusius. Contudo, deixou o cargo cinco meses depois, após a gravação de uma conversa ser divulgada pelo então vice-governador Paulo Feijó. No diálogo, o então chefe da Casa Civil revelou ter conhecimento de que estatais, como Detran e Banrisul, financiaram partidos indiretamente. A gravação resultou no pedido de demissão de Busatto. 

Em maio de 2009, assumiu como secretário de Desenvolvimento e Inovação de Santa Maria na gestão de Cezar Schirmer, atual secretário da Segurança do RS. Em abril de 2010, voltou a Porto Alegre, onde assumiu a Secretaria de Coordenação Política e Governança na administração de José Fortunati.

Busatto deixa a mulher e dois filhos, sendo um deles o atual secretário da Fazenda de Porto Alegre, Leonardo Busatto.

Um homem e um bebê de 1 ano e sete meses morreram em decorrência de um acidente no km 131 da BR 290, em Eldorado do Sul, por volta das 17h30 min deste domingo. Eles estavam em um Spacefox emplacado em Estância Velha, de acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF). No veículo, estavam outras quatro pessoas.

O acidente, próximo ao trevo para da entada em Charqueadas, deixou também outras duas pessoas com ferimentos graves, que, de acordo com a PRF, foram encaminhadas para atendimento em Porto Alegre. Segundo a PRF, testemunhas contaram que o veículo viajava no sentido interior-Capital e trafegava em alta velocidade. Antes de perder o controle e capotar, o carro havia efetuado diversas ultrapassagens.

Fim de semana trágico

Este fim de semana tornou-se trágico nas rodovias gaúchas. Apenas entre 23h30min de sábado e 8h30min de domingo, pelo menos outras sete pessoas perderam a vida em acidentes. Essas ocorrências também deixaram sete feridos.

Fonte: Rádio Guaíba

Em um intervalo de 9 horas, ao menos sete pessoas morreram e sete ficaram feridas em acidentes de trânsito no Rio Grande do Sul. Os acidentes aconteceram entre as 23h30min de sábado e às 8h30min deste domingo, em Ijuí, no Norte do RS, em Júlio de Castilhos, na região Central, em Osório, no Litoral Norte, e em Santa Bárbara do Sul, no Norte.

Por volta das 8h30min deste domingo, duas pessoas morreram em um capotamento na ERS 342, em Ijuí. De acordo com o Comando Rodoviário da Brigada Militar, as vítimas - uma jovem, de 23 anos, e uma idosa - estavam em um Toyota Corolla. Um homem que estava no banco de trás do carro ficou ferido e foi encaminhado ao hospital. O motivo do capotamento ainda é desconhecido.

Já na região Central do Estado, uma colisão frontal na BR 158, em Júlio de Castilhos, matou três pessoas. O acidente, que aconteceu por volta das 6h30min, no km 287 da rodovia, envolveu um Volkswagen Parati, com placas de Julio de Castilhos, e um Ford Fiesta, de Santa Maria. Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF),o motorista da Parati, de 22 anos, e o condutor, de 33, e o passageiro, de 69, do Fiesta morreram. Outras três pessoas ficaram feridas: um homem, de 37, uma menina, de 10, e um menino, de 7. Eles foram socorridos e encaminhados para o Hospital Universitário de Santa Maria.

Já por volta das 4h20min, um jovem morreu e outro ficou ferido em acidente na ERS 030, em Osório, no Litoral Norte. As vítimas estavam em uma moto que colidiu contra um poste.

No sábado, por volta das 23h30min,um homem morreu e duas pessoas ficaram feridas em uma colisão frontal na BR 285, em Santa Bárbara do Sul, no Norte do RS. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), a colisão envolveu um Volkswagen Santana, com placas de Santa Bárbara do Sul, e um Volkswagen Cross Fox, de Passo Fundo. As circunstâncias do acidente ainda são desconhecidas.

O motorista do Santana, de 57 anos, não resistiu aos ferimentos e morreu no local. A passageira do veículo foi encaminhada em estado grave para o Hospital de Panambi. Já o condutor do CrossFox foi socorrido para o hospital de Santa Bárbara do Sul. O estado de saúde dele não foi informado.

Fonte: CP

Uma colisão frontal na BR 285, em Santa Bárbara do Sul, no Norte do RS, matou um homem e deixou duas pessoas feridas, sendo uma mulher em estado grave. O acidente aconteceu por volta das 23h30min de sábado, no km 398 da rodovia.

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), a colisão envolveu um Volkswagen Santana, com placas de Santa Bárbara do Sul, e um Volkswagen Cross Fox, de Passo Fundo. As circunstâncias do acidente ainda são desconhecidas.

O motorista do Santana, de 57 anos, não resistiu aos ferimentos e morreu no local. A passageira do veículo foi encaminhada em estado grave para o Hospital de Panambi. Já o condutor do CrossFox foi socorrido para o hospital de Santa Bárbara do Sul. O estado de saúde dele não foi informado. O trânsito ficou alternado no local para trabalho da perícia

Uma quadrilha atacou uma agência da Caixa Econômica Federal, na madrugada deste sábado, em Canguçu, na metade Sul. O crime, de acordo com as informações preliminares da Brigada Militar (BM), ocorreu por volta da 1h e envolveu cerca de oito criminosos, que usaram explosivos para retirar dinheiro dos caixas eletrônicos, levando uma quantia não revelada.

Além do banco, o grupo ainda disparou em direção ao quartel do Município. Houve perseguição e um policial civil acabou ficando ferido. Ele está hospitalizado e fora de perigo.

Um dos suspeitos de integrar a quadrilha morreu após um enfrentamento com seguranças de um posto de combustíveis, já nas proximidades de Encruzilhada do Sul. Na sucessão de crimes que levou pânico à cidade, o bando roubou um automóvel nas imediações do quartel e ateou fogo no portão de saída das viaturas para evitar a perseguição. Os brigadianos, ainda assim, conseguiram acesso à rua pela lateral.

Segundo a BM, eles também assaltaram uma boate onde ocorria uma festa na madrugada. O nome do policial ferido, assim como o do suspeito encontrado morto, não foram divulgados até o momento. A agência teve de ser isolada e a Polícia Federal acionada, assim como a Polícia Civil.

A informação é de que o grupo fugiu em direção a um matagal, que está isolado com guarnições de diversos municípios do entorno. Até o momento, não houve prisões.

Fonte: CP

Cerca de 150 mil proprietários de veículos que não pagaram o IPVA 2018 e que foram inscritos em Dívida Ativa junto ao Fisco estadual serão encaminhados para o cadastro de devedores da Serasa ainda nesta semana. O montante devido corresponde a aproximadamente R$ 136 milhões e a expectativa da Receita Estadual é que o procedimento seja executado nesta sexta-feira.

A Serasa é uma empresa privada de caráter público que reúne informações e análises sobre pessoas físicas e jurídicas com dívidas financeiras, impedindo o acesso ao crédito e financiamentos na rede bancária para quem está inadimplente.

Após o vencimento do IPVA 2018, o atraso no pagamento do imposto acarretou multa de 0,33% ao dia até o limite de 20%, conforme o vencimento pelo número final da placa do veículo. Depois de 60 dias em atraso, ocorreu a inscrição em Dívida Ativa, quando houve o acréscimo de mais 5% sobre o valor do tributo não pago. Os proprietários em situação irregular também correm o risco de arcar com custos de multa, serviços de guincho e depósito do Detran, caso flagrados nas blitze do imposto.

Inadimplência

A inadimplência financeira do IPVA no estado atualmente é de 7,09%, correspondendo a aproximadamente R$ 186 milhões que eram devidos na data de vencimento do tributo. Segundo a Receita Estadual, a tendência é que o índice finalize o ano próximo de 3%.

Para viabilizar a queda do indicador, o Fisco seguirá realizando blitze e promovendo o combate à inadimplência em todo o estado nas próximas semanas. Dentre os locais em que irão ocorrer as blitze, a Receita Estadual utilizará os mesmos recursos tecnológicos que leem as placas para localização de veículos furtados, roubados ou em situação de busca e apreensão, possibilitando uma ação mais assertiva e efetiva.

A Câmara de Comércio, Indústria e Serviços de Santa Maria (Cacism) e a Associação Comercial e Industrial de Santa Cruz do Sul estão coordenando uma campanha para a duplicação da RSC 287, que liga as regiões central do Estado e o Vale do Rio Pardo e que conecta com a Tabai/Canoas. "A nossa mobilização visa a duplicação da rodovia, que é de vital importância para o escoamento da produção dos municípios da região", afirmou o empresário Rodrigo Décimo, presidente da Cacism. Ele destaca que, além de oferecer melhores condições de trafegabilidade, a duplicação vai proporcionar mais segurança aos motoristas.

"A campanha conta com o apoio de prefeitos, entidades empresariais e comunidade de 12 municípios", afirmou Décimo. O presidente da Cacism, em encontro com empresários na terça-feira em Santa Maria, informou que todos os candidatos ao governo do Estado e os que buscam uma vaga para a Assembleia Legislativa serão procurados para debater a iniciativa.  

Fonte: CP

 

Uma carga de 3 mil litros de whisky, avaliada em R$ 150 mil, foi apreendida nesta sexta-feira pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) e agentes da Receita Federal em Arroio Grande, na Zona Sul do Rio Grande do Sul. Segundo informações da PRF, a bebida, que veio do Uruguai, estava distribuída em três Kombis.

Os policiais rodoviários relataram que encontraram os três veículos com as bebidas no km 610 da BR 116. Após o levantamento da carga e dos condutores, verificou-se que as bebidas não tinham sofrido o correto desembaraço aduaneiro e nem passado pelo órgão competente de fiscalização, entrando no país de forma irregular.

Devido ao alto valor das mercadorias, a caracterização para comércio e o modus operandi empregado, o trio, juntamente com as bebidas e os veículos, foi apresentado na Polícia Federal de Jaguarão, onde foram enquadrados pelos crimes de descaminho e associação criminosa.

Fonte: CP

Agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) flagraram um motorista dirigindo um Gol a 222 km/h, na tarde desta sexta-feira, na FreeWay, em Porto Alegre. A velocidade permitida no trecho é de 110 km/h.

A abordagem ocorreu quilômetros após a passagem do carro, ainda em Porto Alegre. Além da multa, os policiais lavraram um Termo Circunstanciado. O condutor deve responder judicialmente por colocar em perigo a vida de terceiros no trânsito.

A multa de dirigir por excesso de velocidade em mais de 50% do limite da via é de R$ 880, além de abertura imediata de processo para suspensão do direito de dirigir.

A Federação Sindical dos Servidores Públicos do Estado do Rio Grande do Sul (Fessergs) confirmou hoje que teve deferida, pelo Tribunal de Justiça, uma liminar que suspende o dispositivo que amplia a base de segurados do IPE-Saúde. A ação da Fessergs se baseou no artigo 41 da Constituição Estadual, que estabelece um órgão ou entidade de previdência e assistência à saúde para os servidores e dependentes, mediante contribuição.

“A Federação entende que a abertura do IPE-Saúde às demais categorias de profissionais liberais configura plano de saúde privado, sujeito às regras da ANS (Associação Nacional de Saúde), descaracterizando o plano como público”, sustenta a secretária-geral da Fessergs, Márcia Elisa Trindade.

A Ação Direta de Inconstitucionalidade (Adin) proposta pela Fessergs contesta um inciso do artigo 37 da Lei Complementar, de abril deste ano, que dispõe sobre o Sistema de Assistência à Saúde dos Servidores Públicos do Rio Grande do Sul. A norma estabelece que o IPE-Saúde pode firmar contratos com órgãos ou Poderes da União, de outros Estados e de municípios, autarquias, inclusive as consideradas ‘sui generis’, com entidades de registro e fiscalização profissional, para a cobertura assistencial de filiados não ligados ao serviço público.