Um caminhão, que sofreu um acidente na manhã desta segunda-feira, bloqueia parcialmente a BR 386, em Soledade, no Norte do Estado. O veículo tombou na pista por volta das 6h30min, e a carga de refrigerantes ficou espalhada pelo km 235 da rodovia.

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o trânsito está fluindo de forma intercalada, apresentando lentidão. A PRF informou ainda que aguarda a chegada de um guincho, para que o caminhão e a carga sejam removidos da pista. Não há previsão para liberação total da rodovia.

As causas do acidente ainda são desconhecidas. O veículo trafegava sentido Interior-Capital.

Fonte: CP

A PRF e a PF, em uma operação conjunta, apreenderam 977 quilos de maconha na madrugada deste sábado (13) na BR 285 em Lagoa Vermelha/RS.

Em uma ação conjunta de enfrentamento ao tráfico, os agentes da PRF e da PF montaram uma barreira no km 209 da BR 285 para abordar uma caminhonete Fiat Toro suspeita de estar transportando droga.

O condutor não parou e conseguiu furar a barreira policial. Ele foi acompanhado pelas viaturas policiais por cerca de 3 quilômetros, até que aquaplanou e caiu com a caminhonete na sarjeta da rodovia. O suspeito saiu correndo e se escondeu em um matagal próximo.

O carro estava carregado com diversos pacotes contendo a droga, acondicionados na carroceria e também sobre o banco traseiro, até o teto. A Fiat Toro estava com placas clonadas de uma outra caminhonete com as mesmas características. Após averiguação dos sinais identificadores, constatou-se que o carro havia sido furtado em Caxias do Sul em agosto deste ano. 

Os policiais fizeram buscas no local, mas até o momento o condutor não foi localizado. A apreensão é uma das maiores já realizadas na região.

A droga e o veículo foram apreendidos e encaminhados à Polícia Federal de Passo Fundo.

 

A partir desta segunda-feira, 87 novos servidores começam a trabalhar no Instituto-Geral de Perícias (IGP).  O número corresponde a 31 peritos criminais, 27 técnicos em perícias e 29 médicos-legistas. A cerimônia de formatura foi realizada na última quinta feira e contou com a participação do secretário de Segurança Pública, Cezar Schirmer, e da diretora-geral do IGP, Heloísa Kuser.

O concurso público do IGP promoveu o ingresso de 106 novos servidores. Destes, 19 não concluíram o curso, não passaram na análise de vida pregressa ou não se apresentaram no prazo legal. Desta forma, o Estado realizará novo chamamento, permitindo o ingresso de servidores até que o quantitativo determinado pelo edital seja atingido.

Conforme o secretário, “investir na perícia não é despesa, é melhorar as condições de toda a estrutura de investigação. É tornar incontestável o material que será remetido ao Ministério Público. Trata-se de uma atividade vital à Segurança Pública”.

O curso

A formação dos técnicos em perícia teve 620 horas-aula. A de médicos-legistas, 648 horas-aula. A dos peritos criminais, 665 horas-aula. Os cursos foram ministrados na Academia Civil Integrada da Segurança Pública (ACISP), no Departamento de Criminalística (DC), Departamento Médico-Legal (DML) e na própria sede do IGP.

Os alunos receberam a capacitação no módulo básico de forma conjunta para depois receberem as aulas dos módulos específicos de cada função. O curso foi concluído com estágios práticos nas respectivas áreas de atuação.

O feriadão de Nossa Senhora Aparecido começou de forma trágica na ERS 324 em Casca, no Norte do Rio Grande do Sul. Dois acidentes de trânsito causaram três mortes na madrugada desta sexta-feira.

Por volta 5h no km 240 próximo a entrada da comunidade Nossa Senhora da Saúde, um automóvel com placas de Casca estava com pane mecânica e teria parado no acostamento, quando um automóvel com placas de Guaporé acabou raspando carro que estava parado. Os ocupantes do automóvel de Guaporé teriam saído do veículo para verificar os danos quando foram atropelados por uma Fiat Strada com placas de São Domingos do Sul. Dois homens faleceram no local e um terceiro foi encaminhado em estado grave ao hospital de Passo Fundo. As vitimas eram moradoras de Serafina Correa.

No mesmo trecho no km 244, por volta das 5h30min, um choque frontal entre um gol placas de Casca e um caminhão com placas de São Domingos do Sul, acabou vitimando uma jovem de 22 anos moradora de Casca, o motorista do caminhão sofreu apenas ferimentos leves.

Menino morre ao cair de prédio em Erechim

Quarta, 10 Outubro 2018 11:07

Um menino de 9 anos de idade morreu ao cair do sexto andar de um prédio em Erechim, no Norte do Estado. O incidente ocorreu por volta das 14h, na avenida Pedro Álvares Cabral. No momento, ele estava com a mãe e um irmão, no apartamento.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) chegou a ser acionado, assim como Brigada Militar e Polícia Civil, que também estiveram no no local. A área foi isolada até a chegada dos peritos do Instituto Geral de Pericias (IGP), vindos de Passo Fundo.

A mão ficou em estado de choque após a tragédia. A Polícia Civil abriu inquérito para apurar em que circunstâncias ocorreu o fato.

O número de eleitores que não votaram em nenhum dos candidatos a governador, nesse domingo, é o maior das últimas três eleições. Em relação aos que votaram nulo, o número duplicou desde a eleição de 2010, passando de 230 mil para 460 mil em 2018. O percentual de brancos e nulos, somados, ficou em 8,94% no primeiro turno de 2010, em 11,73% no de 2014, e em 12,65%, nesse domingo. As abstenções também aumentaram de 14,86%, em 2010, para 16,80%, em 2014, chegando a 18,14% em 2018.

Entre abstenções, brancos e nulos, foram 2.379.584 votos que não foram pra nenhum dos concorrentes ao cargo, no pleito de ontem. Entre os brancos (404.550) e nulos (460.182) o percentual é de 12,65%. Já o número de abstenções é de 1.514.852, o que representa 18,14% dos 8.350.097 eleitores aptos a votar em 2018. Os candidatos José Ivo Sartori (MDB) e Eduardo Leite (PSDB) se enfrentarão no segundo turno, com votação em 28 de outubro.

Na eleição ao governo estadual de 2014, o primeiro turno contou com 458.233 votos em branco e 360.256 anulados – na soma, 11,73% do total válido. Naquele ano, foram 1.408.386 abstenções, representando 16,80% dos 8.385.229 gaúchos aptos a votar. Um total de 2.226.875 eleitores não participou da escolha de nenhum dos candidatos de 2014 – que levou para o segundo turno Tarso Genro (PT) e Sartori (MDB, eleito).

Quatro anos antes, eram aptas a votar 8.107.550 pessoas no Rio Grande do Sul. O percentual de abstenções no primeiro turno ficou em 14,86%, com 1.204.648 eleitores que não compareceram para votar ou justificaram o voto. Entre brancos (387.225) e nulos (230.029), o número representou 8,94%. Naquele ano, Tarso Genro (PT) se elegeu governador em primeiro turno.

O PSL não só entrou na nova composição da Assembleia Legislativa, como fez uma dobradinha, garantindo os dois deputados estaduais mais votados nesta eleição, o tenente coronel Zucco e Ruy Irigaray, respectivamente. O partido, que não tinha representação no Legislativo estadual, contará agora com quatro parlamentares e foi a legenda que mais cresceu, na comparação com a eleição de 2014.

Além do PSL, Novo, DEM, Solidariedade e Podemos entraram na nova configuração da Assembleia. Por outro lado, PCdoB, PPL e PV perderam os assentos conquistados em 2014. A assembleia passará a contar com representantes de 17 partidos – dois a mais do que na última legislatura. A renovação na Casa foi de 54%.

O PT e o MDB terão as maiores bancadas da Assembleia, com oito deputados cada. Na comparação com o último pleito, o PT perdeu três cadeiras, enquanto o MDB manteve-se estável.

Além de Zucco e Irigaray, os mais votados para a nova composição da Assembleia foram: Any Ortiz (PPS), Edegar Pretto (PT), Silvana Covatti (PP), entre terceiro e quinto lugares, respectivamente.

Deputados eleitos (reeleitos com *)

PT 08

Edegar Pretto*

Valdeci Oliveira*

Jeferson Fernandes*

Mainardi*

Pepe Vargas

Zé Nunes*

Sofia Cavedon

Fernando Marroni

 

MDB 08

Gabriel Souza*

Tiago Simon*

Costella

Fábio Branco*

Edson Brum*

Zanchin*

Gilberto Capoani*

Sebastião Melo

PP 06

Silvana Covatti*

Ernani Polo*

Sérgio Turra*

Adolfo Brito*

Professor Issur Koch

Frederico Antunes*

PTB 05

Lara*

Classmann*

Kelly Moraes

Dirceu do Busato

Elizandro Sabino

PSL 04

Tenente Coronel Zucco

Ruy Irigaray

Vilmar Lourenço

Capitão Macedo - Professor

PDT 04

Eduardo Loureiro*

Juliana Brizola

Gerson Burman*

Luiz Marenco

PSDB 04

Pedro Pereira*

Mateus Wesp

Viana

Zilá Breitenbach

PSB 03

Elton Weber*

Franciano Bayer

Dalciso Oliveira

PRB 02

Sérgio Peres*

Fran Somensi

NOVO 02

Fábio Ostermann

Giuseppe Riesgo

DEM 02

Dr. Thiago

Eric Lins

PR 02

Paparico Bacchi

Airton Lima

PPS 01

Any Ortiz*

PSol 01

Luciana Genro

PSD 01

Gaúcho da Geral

SD 01

Neri O Carteiro

PODEMOS 01

Rodrigo Maroni

Eduardo Leite (PSDB) x José Ivo Sartori (MDB). O segundo turno das eleições para governador do Rio Grande do Sul será disputado entre o ex-prefeito de Pelotas e o atual governador do Estado. A definição ocorreu por volta das 19h30min. Com 91,16% dos votos apurados, Leite tinha 35,23% dos votos válidos e vai para a disputa contra o atual chefe do Executivo estadual com leve vantagem. Sartori atingira 31,60% no momento. O emedebista tenta quebrar a história política do RS, que jamais reelegeu um governador. Mas segue na disputa para permanecer no Palácio Piratini por mais quatro anos. A disputa entre MDB x PSDB, outrora aliados, reedita a briga Sebastião Melo x Nelson Marchezan pela prefeitura de Porto Alegre, dois anos atrás.

Eduardo Leite

Jovem candidato do PSDB, Leite tem 33 anos e foi prefeito de Pelotas entre 2013 e 2016. Ele chega para o segundo turno embalado. Veio ganhando força ao longo da campanha – teve o maior tempo de propaganda no rádio e na TV – e saltou de quarto lugar para chegar na frente de Sartori por uma pequena margem. Na campanha adotou um tom neutro, conciliador, dizendo que colocará a casa em ordem trazendo investimentos

Eduardo Leite é advogado, formado em Direito pela Universidade Federal de Pelotas. Iniciou a carreira política no movimento estudantil. Em 2004 tentou uma vaga na Câmara municipal de Pelotas, acabou ficando na suplência. Trabalhou no governo de Bernardo de Souza e no de Fetter Júnior. Em 2008, enfim, conseguiu ocupar uma cadeira no Legislativo pelotense.

Nas eleições de 2012 se candidatou para ocupar a Prefeitura de Pelotas. Derrotou o petista Fernando Marroni no segundo turno, tornando-se o mais jovem prefeito da cidade. Em 2016 anunciou que não concorreria à reeleição. Sua vice, Paula Mascarenhas, foi a candidata e se elegeu no primeiro turno. Em novembro de 2017, Eduardo Leite foi aclamado presidente do PSDB do Rio Grande do Sul na convenção do partido. No mesmo evento foi escolhido como pré-candidato ao governo do Estado.

José Ivo Sartori

José Ivo Sartori é natural de Farroupilha, na Serra gaúcha. Formado em Filosofia pela Universidade de Caxias do Sul (UCS), começou a carreira política em 1976, como vereador em Caxias do Sul. Em 1982 foi eleito deputado estadual pela primeira vez, cargo que ocupou por outros quatro mandatos consecutivos. Em 2002, elegeu-se para a Câmara Federal. Dois anos depois venceu a disputa para a prefeitura de Caxias do Sul, com vitória no segundo turno e, em 2008, foi reeleito.

Em 2014 foi escolhido para disputar o governo do Estado pelo então PMDB. Sua campanha lembrou a candidatura do correligionário Germano Rigotto, de 2002. Tal qual o colega de partido, ele esteve desde o início da disputa ao Piratini estacionado na terceira posição, crescendo decisivamente nos últimos dias, chegando na frente de Tarso Genro (PT) no primeiro turno e depois sendo eleito no segundo turno.

Na campanha para a reeleição, Sartori lembrou da tradição do Rio Grande do Sul de trocar de governo a cada quatro anos e destacou a necessidade de continuidade de uma mesma gestão à frente por mais de um mandato. Liderou boa parte das pesquisas, mas foi ultrapassado por Leite na reta final, indo para o segundo turno na segunda colocação.

Fonte: CP

O Ibope divulgou há pouco os resultados das pesquisas de boca de urna para governador e senador no Rio Grande do Sul. Veja os resultados, que podem indicar quem venceu as eleições ou se habilitou para o segundo turno:

Governador/votos válidos

Eduardo Leite – 45 – PSDB – 33%

José Ivo Sartori – 15 – MDB – 32%

Miguel Rossetto – 13 – PT – 20%

Jairo Jorge – 12 – PDT – 11%

Mateus Bandeira – 30 – NOVO – 4%

Roberto Robaina – 50 – PSOL – 1%

Julio Flores – 16 – PSTU – 0%

Paulo de Oliveira Medeiros – 29 – PCO – 0%

Período: 7/10

Tamanho: 2.600 votantes.

Margem de erro: 3 pontos percentuais para mais ou para menos

Nível de confiança: 99%

Solicitante: Ibope

Registro Eleitoral: TRE-RS 01841/2018 e TSE 09448/2018

 

Senador/votos válidos

Luis Carlos Heinze (PP): 22%

Paulo Paim (PT): 19%

Beto Albuquerque (PSB): 14%

Carmen Flores (PSL): 14%

José Fogaça (MDB): 14%

Abigail Pereira (PCdoB): 10%

Mario Bernd (PPS): 3%

Dra. Sandra Weber (SOLIDARIEDADE): 2%

Ana Varela (PODE): 0%

Cleber Soares (PCB): 0%

João Augusto (PSTU): 0%

Machado (DC): 0%

Romer Guex (PSOL): 0%

Marli Schaule (PSTU): 0%

Luiz Delvair (PCO): 0%

Período: 7/10

Tamanho: 2.600 votantes.

Margem de erro: 3 pontos percentuais para mais ou para menos

Nível de confiança: 99%

Solicitante: Ibope

Registro Eleitoral: TRE-RS 01841/2018 e TSE 09448/2018

Fonte: CP

Um Honda Civic amanheceu neste domingo capotado na entrada de um motel na avenida Getúlio Vargas, no km 253,9 da BR 116, em Sapucaia do Sul. Segundo a Polícia Rodoviária Federal, o acidente de trânsito ocorreu ainda de madrugada. Uma placa de propaganda do estabelecimento foi atingida. Não houve feridos.