Músico faleceu no Paraná, onde vivia há mais de duas décadas

 

Natural de Criúva, hoje distrito de Caxias do Sul, na Serra, o acordeonista Adelar Bertussi, de 84 anos, faleceu neste sábado. O músico estava internado há mais de vinte dias em um hospital de Campo Largo, na região de Curitiba, no Paraná, onde morava há mais de duas décadas. O corpo de Bertussi será transladado ao Salão Paroquial da Igreja São Jorge da Mulada, na sua terra natal.

Adelar foi um dos pioneiros na música tradicionalista gaúcha, junto com seu irmão Honeyde. Na década de 1950, formaram a dupla Irmãos Bertussi. O acordeonista gravou mais de 50 discos durante a carreira e fez shows em diversas regiões do Brasil.

A previsão é de que o corpo de Adelar Bertussi chegue em Criúva na próxima madrugada e o enterro ocorra neste domingo.

Fonte: CP

Cantor é o único brasileiro no grupo de setes artistas nomeados pela Academia Latina da Gravação

 

O cantor e compositor João Bosco será o único brasileiro homenageado com o Prêmio à Excelência Musical na 18º edição do Grammy Latino e receberá seu troféu em cerimônia em Las Vegas, em 15 de novembro. O artista de 71 anos será prestigiado ao lado da porto-riquenha Lucecita Benítez, do venezuelano Ilan Chester, do argentino Victor Heredia, da dupla espanhola Los Del Río (Antonio Romero Monge e Rafael Ruiz Perdigones), da mexicana Guadalupe Pineda e do dominicano Cuco Valoy.

 

"Estamos orgulhosos em homenagear um grupo tão diversificado de artistas internacionalmente aclamados com os Prêmios à Excelência Musical e da Junta Diretiva deste ano", disse Gabriel Abaroa Jr., presidente da Academia Latina da Gravação em uma nota oficial divulgada à imprensa. "Nossa categoria de 2017 representa uma grande variedade de artistas que, juntos, contribuíram para moldar os ritmos icônicos e a poesia da música latina ao longo da história. Cada ganhador é uma inspiração para nossa cultura, além de inspiração para a música moderna e contemporânea", finalizou.

 

 

As mais de quatro décadas de trajetória profissional de João Bosco são anos de diálogo de sua obra com mestres da tradição e, principalmente, da sua geração dos anos 1970. O anúncio da nomeação do artista precede o lançamento do 27º álbum de sua carreira, que vai se chamar “Mano que zuera” e chega oito anos depois de seu último projeto de inéditas, “Não vou pro céu, mas já vivo no chão”. Tendo consagrado um estilo inconfundível como compositor e intérprete de suas canções, dono de uma divisão rítmica vigorosa, Bosco mistura influências de sua herança moura com a bossa nova, o samba, o jazz e os ritmos africanos.

 

 

"É muito bom saber que a maneira como atravessamos todos esses anos — e muitas vezes o fizemos no escuro — é iluminada por um raio de luz que nos revela e nos enche de orgulho e gratidão", declarou Bosco sobre a premiação em um comunicado. “Há um grande número de gêneros musicais nesse universo hispano-americano, ou na América Latina ou ainda na música de sonoridade de língua espanhola. Eu me lembro que desde criança fui criado em meio a esse sonido e penso que o Grammy Latino tem essa função de perpetuar esse traço de união, reforçá-lo de tal forma que sempre que nos encontrarmos nos sentiremos Hermanos. Obrigado por essa distinção e honra”, concluiu.

 

Fonte:CP

Apresentação de abertura será da Orquestra Villa-Lobos e da Companhia Jovem de Dança.

 

Uma nova maratona cênica inicia em Porto Alegre nesta terça-feira. Até o dia 24 de setembro, o 24º Porto Alegre Em Cena reunirá 37 grupos de artes cênicas, com 381 artistas, técnicos e produtores em 15 diferentes espaços culturais. O espetáculo de abertura será às 21h, com a Orquestra Villa-Lobos e Companhia Jovem de Dança, no Theatro do Bourbon Country (Tulio de Rose, 80). As duas referências da cultura de Porto Alegre estarão juntas no mesmo palco pela primeira vez.

 

Luciano Alabarse, fundador do festival e coordenador-geral até 2016, segue acompanhando o evento como secretário municipal de Cultura, passando a batuta para Fernando Zugno, que atua há 12 anos no projeto. A nova curadoria faz homenagem para as mulheres, trazendo montagens encabeçadas por grandes atrizes e diretoras, atrações e debates sobre o gênero. A atriz Nathalia Timberg fará estreia nacional de “Chopin ou Tormento do Ideal”; Andrea Beltrão atua no solo “Antígona”; Drica Moraes, na comédia "Lifting"; Georgette Fadel, em “Afinação I”; e Denise Weinberg, em “O Testamento de Maria”, de Ron Daniels. A madrinha do evento neste ano é a pesquisadora Esther Grossi, referência em educação no Brasil e que sempre teve uma participação muito ativa no festival, recebendo grupos e convidados em sua casa e contribuindo com o projeto das mais diversas maneiras.

 

 

Das atrações de fora, serão quatro espetáculos internacionais e 11 nacionais, de São Paulo, Rio de Janeiro, Bahia e Minas Gerais. A grande atração é a produção da catalã Angélica Liddell, “Génesis 6, 6-7”, que estreia na América Latina. Da Colômbia, vem "Maratón de New York", montagem para o texto do autor italiano Edoardo Erba concebida por El Hormiguero Teatro, grupo que se destaca pela criação de obras com diferentes linguagens cênicas e estéticas. Do Uruguai, a curadoria trará uma produção diferente das últimas que vieram do país latino-americano, investindo no espetáculo de dança contemporânea "Big Bang", da Gen Danza. A segunda coreografia internacional vem da França, em "Tremor and More", criação minimalista do holandês Herman Diephuis para o bailarino mineiro Jorge Ferreira.

 

 

Entre as produções locais está o sarau "Discutindo a Relação", com o flautista Ayres Potthoff, o violonista Mathias Pinto e o professor Luís Augusto Fischer, além dos dez espetáculos que disputam o 12º Prêmio Braskem em Cena. Neste ano, o Centro Municipal de Cultura foi escolhido para ser o Ponto de Encontro Petrobras. O espaço será decorado, receberá iluminação especial e terá food bikes e food trucks com comidas e bebidas para atender grupos teatrais e espectadores durante todo o período do evento, além de abrigar a bilheteria oficial do Porto Alegre em Cena. O local também receberá atividades paralelas, formativas e gratuitas, como mesas-redondas com artistas, diretores de festivais, nomes da cena porto-alegrense, filósofos e psicanalistas que vão trazer diferentes olhares sobre seis assuntos: curadoria, performance e a beleza perdida, a presença da mulher na cena, a mulher negra na dramaturgia contemporânea, o movimento trans nas artes e a tragédia grega no teatro brasileiro.

 

Fonte:CP

Lançamento é o primeiro single do álbum "Reputation"

 

Na madrugada desta sexta-feira, Taylor Swift lançou sua nova música, "Look What You Made Me Do", primeiro single do álbum "Reputation", que será lançado no dia 10 de novembro. Mas como estamos falando de Taylor, cada detalhe da música pode ter um significado.

 

 

Chama a atenção na música o trecho "I'm sorry, the old Taylor can't come to the phone right now. Why? Oh 'cause she's dead!" ou "desculpe, a antiga Taylor não pode atender ao telefone agora. Por quê? Ah, porque ela está morta", em tradução livre.

Alguns fãs ainda especulam que a música tenha uma indireta para Kanye West. Nos versos "I don't like your little games/ Don't like your tilted stage/ The role you made me play/ Of the fool /No, I don't like you" ou "Eu não gosto de seus joguinhos/ Não gosto de seu palco inclinado/ O papel de boba que você me fez fazer/ Não, eu não gosto de você". Em sua última turnê, West utilizou um palco inclinado.

 

No VMA de 2009, Taylor recebia o prêmio de Melhor Vídeo de Cantora Feminina quando Kanye subiu ao palco, tirou o microfone dela e disse que Beyoncé deveria estar ganhando aquele prêmio.

 

Além disso, outro trecho da música fala sobre uma lista de nomes e sobre como a cantora evoluiu. "Eu fiquei mais esperta, mais dura, querida/ eu renasci da morte, eu faço isso o tempo todo/ eu tenho uma lista de nomes e o seu está em vermelho, sublinhado/ Eu olho uma vez, depois eu olho duas vezes", dizem os versos, que alguns fãs acreditam que seja uma indireta para Katy.

 

 

 

 

Fonte:CP

Serão comercializadas entradas cujos compradores não realizaram pagamento.

 

A organização do Rock in Rio 2017 anunciou que abrirá nova venda de ingressos para o festival, que acontece acontece de 15 a 17 e de 21 a 24 de setembro, a partir desta terça-feira. Segundo nota, a nova comercialização acontecerá porque nem todos os compradores que finalizaram a compra de ingressos para o festival, em abril, através de boleto bancário, efetuaram o pagamento da fatura. Neste caso, a compra foi cancelada, e a venda extra terá um número limitado de entradas por dia.

 

 

Os ingressos estarão disponíveis no site a partir das 19h , e o valor será de R$ 455,00 (inteira) e R$ 227,50 (meia). Entre as atrações internacionais do evento estão Lady Gaga, Maroon 5, Fergie, Shawn Mendes, Justin Timberlake, Alicia Keys, Aerosmith, Def Leppard, Bon Jovi, Tears for Fears, The Who, Guns N’ Roses, Red Hot Chili Peppers e 30 Seconds to Mars

 

Fonte:CP

 

Após 11 meses levando música instrumental e cultura a comunidade de Santa Maria e região, o Projeto Cultural Medianeira Instrumental chegou a sua última apresentação da 1ª edição na noite de domingo, dia 18 de junho, no Santuário Basi8lica da Medianeira, em Santa Maria.

Os Grupos do Centro Social e Cultural Vicente Pallotti, de Santa Maria, encerraram com chave de ouro a última apresentação que foi apreciada por centenas de pessoas com olhares e ouvidos atentos a cada toque e movimento.

Os jovens mostraram todo seu talento e encantaram o público que lotou a casa da Mãe Medianeira na noite fria de domingo para ver de perto e comprovar o talento dos jovens instrumentistas que foram os responsáveis pelo belo espetáculo cultural proporcionado aos presentes.

Na noite, dividiram o palco da Basílica da Medianeira a Orquestra Infantojuvenil São Vicente Pallotti sob o comando do Regente Alex Da Rosa; o Coral, coordenado por Matheus Lameira e o Grupo Tamborico de Música Popular do Centro Social e Cultural Vicente Pallotti, coordenado por Felipe Tigrinho.

Com um repertório que interpretou 13 canções, entre elas: A Bela e a Fera, Jesus Cristo, Anunciação e Tico Tico no Fubá, os instrumentistas agradaram o público que mostraram o talento e a disciplina adquiridos nas aulas e ensaios dos grupos.

O Centro Social e Cultural Vicente Palollotti (CSCVP) atende atualmente mais de 400 crianças e adolescentes dando a eles apoio socioeducacional, psicossocial e espiritual através de uma equipe de 15 profissionais formada por assistentes sociais, psicólogos, pedagogos, seminaristas e instrutores de diversas atividades de cunho artístico incluindo música, teatro e escolinha de futebol.

Segundo a Coordenadora Geral e Psicóloga Mariana Pfitscher, foi uma emoção muito grande receber o convite do Projeto Cultural Medianeira Instrumental para que os grupos se apresentassem e tivessem a oportunidade de mostrar seu trabalho para a comunidade, inclusive para todo o Brasil através da Rede Vida de televisão. “Apresentações como esta valorizam o trabalho social realizado pelo Centro Social e Cultural São Vicente Pallotti e dão incentivo a este maravilhoso trabalho realizado com crianças e jovens que tem a oportunidade de aprender arte e ter acesso a cultura de forma gratuita”, destacou Mariana.

A Orquestra Infantojuvenil é formada por alunos do Centro Social e Cultural São Vicente Pallotti e foi criada em 2011. Ao todo são 40 instrumentistas sob o comando do Regente Alex Da Rosa.

O Grupo Tamborico de Música Popular do Centro Social e Cultural Vicente Pallotti une percussão, sopros, violino, guitarra, contrabaixo, vocais e entre outros instrumentos. Foi criado em 2016 e idealizado pelo professor de percussão e de musicalização Felipe Tigrinho em parceria com o professor Alex da Rosa e outros professores do CSCVP. Também foram agregados outros instrumentos harmônicos e melódicos tais como guitarra, violão, contrabaixo, cordas, sopros e vocais. Ao todo, 20 alunos integram o grupo.

Já o Coral possui 40 integrantes e foi criado no ano de 2014, sendo coordenado por Matheus Lameira.

Participam das atividades e Projetos do Centro Social e Cultural alunos dos 06 aos 17 anos, que estejam estudando e cujas famílias tenham renda familiar bruta de até três salários mínimos. 

Os alunos contam ainda com transporte gratuito oferecido pelo CSCVP. O CSCVP tem como Coordenadora, Mariana Pfitscher e Gestor, o Padre Vanderlei Cargnin.

INSTRUMENTOTECA – Como a maioria dos alunos não tem instrumento próprio, eles utilizam o instrumento fornecido pelo Centro Social e Cultural. Mas, a coordenação está implantando a “Instrumentoteca” que é um espaço destinado a receber instrumentos musicais doados por empresas e pessoas da comunidade que são emprestados para os alunos levarem para casa e ensaiarem as músicas.

Entre o público que prestigiou o evento na noite de domingo, esteve o Arcebispo Dom Hélio, o Secretário Estadual de Obras, Saneamento e Habitação, Fabiano Pereira, Pe. Clesio Facco (Reitor provincial da Sociedade Vicente Pallotti), Pe. Alexsandro Miola (Diretor do Colégio e Gráfica Pallotti), representantes da Corsan e demais patrocinadores do evento.

O evento faz parte do Projeto Cultural Medianeira Instrumental desenvolvido pela Arquidiocese de Santa Maria. A 2ª edição do Projeto já tem data marcada e inicia no dia 16 de julho, às 19h, na Basílica da Medianeira, com atração ainda a ser definida.

A apresentação de domingo foi gravada e irá ao ar no dia 24 de junho, às 12h45min, para todo o Brasil pela Rede Vida de Televisão.

 

Empresa responsável pela execução do projeto agradeceu aos patrocinadores e colaboradores

Na abertura do evento, Luís Gustavo dos Santos falou em nome da Atlantis Cultura e Esporte, empresa responsável pela execução do Projeto Cultural Medianeira Instrumental, onde agradeceu a todos os envolvidos no Projeto que ao final de sua 1ª edição contou com 11 apresentações culturais com artistas da região e também artistas de nome reconhecido nacionalmente e internacionalmente.

Gustavo agradeceu primeiramente a Deus, Nossa Senhora Medianeira, seus familiares e seu sócio Alexandre Zamboni pela confiança e estendeu seus agradecimentos ao Arcebispo de Santa Maria Dom Hélio Adelar Rubert, Pe. Rubem Dotto (Vigário Geral e Reitor do Santuário Basílica da Medianeira), Pe. Silvio Weber (Assessor de Comunicação da Arquidiocese de Santa Maria e Diretor das Rádios Medianeira AM e FM e do Jornal Regional Águas da Serra), Irmã Maria Nelsi Reichert (Presidente do Banco da Esperança), grupos que se apresentaram nos 11 eventos, fornecedores, prestadores de serviços, colaboradores e público que prestigiou as apresentações.  

Ele agradeceu ao Governo Federal, Ministério da Cultura e patrocinadores por terem possibilitado a realização dessa iniciativa inédita em Santa Maria, cuja contribuição vai muito além do que olhos podem ver, pois foram 11 meses de trabalho que proporcionaram belíssimas apresentações para as pessoas de Santa Maria e região levando boa música instrumental gratuita a todos. Ele também destacou que nesse período o Projeto movimentou a economia local e regional empregando cerca de 250 pessoas, tudo isso graças ao apoio dos patrocinadores, que através da Lei Rouanet puderam contribuir com a cultura local.

Durante o evento também foi destacada a importante contribuição do Secretário Estadual de Obras, Saneamento e Habitação, Fabiano Pereira, que viabilizou o apoio da Corsan, para a realização do evento do dia 18, que encerrou a 1ª edição do Projeto Cultural.

Gustavo avaliou positivamente os 11 eventos realizados e destacou a importância de eventos dessa envergadura para o incentivo da cultura e entretenimento na cidade coração do Rio Grande. “Foram eventos que oportunizaram a todos o contato com a cultura e o enriquecimento por meio da arte, que sem dúvida eleva o espírito e traz mais alegria a alma e ao coração”, finalizou.

 

Franciele Volpatto

 

Assessoria de Comunicação do Projeto Medianeira Instrumental

Grupos do Centro Social e Cultural Vicente Pallotti serão a atração do Projeto Medianeira Instrumental do mês de junho

 

A 11ª edição do Projeto Cultural Medianeira Instrumental, acontece no domingo, dia 18 de junho, ás 19h, no Santuário Basílica da Medianeira, em Santa Maria.

O evento que faz parte do Projeto Cultural Medianeira Instrumental desenvolvido pela Arquidiocese de Santa Maria apresenta no dia 18 de junho, o trabalho dos Grupos do Centro Social e Cultural Vicente Pallotti, de Santa Maria.

Neste dia, dividirão o palco da Basílica da Medianeira a Orquestra Infantojuvenil São Vicente Pallotti sob o comando do Regente Alex Da Rosa; o Coral, coordenado por Matheus Lameira e o Grupo Tamborico de Música Popular do Centro Social e Cultural Vicente Pallotti, coordenado por Felipe Tigrinho.

O Centro Social e Cultural Vicente (CSCVP) atende mais de 400 crianças e adolescentes concedendo-lhes apoio socioeducacional, psicossocial e espiritual através de uma equipe formada por assistentes sociais, psicólogos, pedagogos, seminaristas e instrutores de diversas atividades de cunho artístico. Os alunos contam ainda com transporte gratuito oferecido pelo CSCVP. O CSCVP tem como Coordenadora, Mariana Pfitscher e Gestor, o Padre Vanderlei Cargnin.

Orquestra Infantojuvenil - é formada por alunos do Centro Social e Cultural São Vicente Pallotti e foi criada em 2011. Aqueles que se destacam nas oficinas de instrumentos são convidados a participar da Orquestra Preparatória, permanecendo nela por um ano até alcançar o nível técnico e teórico que os qualifiquem a participar da Orquestra Infantojuvenil. O aluno também precisa ter bom desempenho escolar e bom comportamento no Centro Social. Para tomar esta decisão é realizado um colegiado onde é discutida cada situação.

A Orquestra com mais de cinco anos de existência, cada vez mais encanta e sensibiliza os espectadores.

TAMBORICO - é o Grupo de Música Popular do Centro Social e Cultural Vicente Pallotti (CSCVP) que une percussão, sopros, violino, guitarra, contrabaixo, vocais e entre outros instrumentos. O Grupo foi idealizado pelo professor de percussão e de musicalização do Centro Social e Cultural, Felipe Tigrinho. Foi criado em 2016 e em parceria com o professor Alex da Rosa e outros professores do CSCVP foram agregados ao Grupo Tamborico outros instrumentos harmônicos e melódicos tais como guitarra, violão, contrabaixo, cordas, sopros e vocais.

 

O Coral - O Coral é formado por alunos do Centro Social e Cultural São Vicente Pallotti e foi criado no ano de 2014. Desde então faz apresentações anuais junto da Orquestra e do Grupo de Teatro do Centro Social e Cultural em um grande espetáculo de encerramento de ano, além disso, faz apresentações sozinho em diferentes lugares como: A Comunidade de Padres Palotinos Padre Caetano Pagliuca e o Lar das Vovozinhas.

Para saber mais e conhecer de perto o talento desses jovens, todos estão convidados a prestigiar a apresentação do dia 18 de junho, na Basílica da Medianeira, com entrada franca.

A apresentação será gravada e irá ao ar no dia 24 de junho, às 12h30min, para todo o Brasil pela Rede Vida de Televisão.

 

Franciele Volpatto

 

Assessoria de Comunicação do Projeto Medianeira Instrumental

Cantora publicou um comunicado nesta sexta-feira

 

Ariana Grande anunciou, nesta sexta-feira, que fará uma apresentação beneficente em Manchester para as vítimas do atentado quematou 22 pessoas e feriu outras dezenas na saída de seu show, na segunda-feira. A cantora divulgou um comunicado em suas redes sociais dizendo que não quer "seguir o resto do ano sem ser capaz de dar uma força aos meus fãs, da mesma forma que eles me dão força". "Nossa resposta a essa violência deve ser ficando mais juntos, para nos ajudarmos, nos amarmos mais, e cantar ainda mais alto e viver com mais carinho e generosidade que antes", escreveu.

 

Um dia após o atentando, Ariana Grande publicou uma mensagem no Twitter dizendo estar "destruída" e também lamentou a morte de jovens e crianças que acompanhavam seu espetáculo. Ela também voltou aos Estados Unidos e suspendeu sua turnê até o início de junho. Agora, de acordo com a nota, ela vai retornar à "incrível e brava cidade de Manchester" para passar um tempo com seus fãs e fazer uma apresentação para arrecadar fundos para as famílias e vítimas do ataque. O show, no entanto, ainda não tem data para acontecer e todos os detalhes serão informados pela própria cantora quando estiverem acertados.

 

 

O texto da artista começa dizendo que seu "coração, orações e profundos sentimentos estão com as famílias do atentado e seus familares" e que nada pode ser feito, por ela ou qualquer outra pessoa, para acabar com a dor que eles estão sentindo. "No entanto, eu estendo minha mão, meu coração e tudo que eu consiga dar para vocês, caso queiram ou precisem da minha ajuda em qualquer sentido. A única coisa que podemos fazer agora é escolher como deixamos isso nos afetar e a nossa vida daqui para frente".

 

"Desde o dia que começamos a turnê 'Dangerous Woman', eu disse que o show, mais do que tudo, era feito para ser um espaço seguro para os fãs. Um lugar para fugir de tudo, para celebrar, para ficar bem consigo mesmo. Para encontrar amigos que conhecia só online. Para se expressar. Isso não vai mudar", afirma ela. "A música é feita para nos curar, para nos unir, para nos fazer feliz. E é isso que ela vai continuar fazendo com a gente. Vamos continuar honrando aqueles que perdemos e todos os fãs afetados por essa tragédia. Eles estarão na minha mente e coração todos os dias e eu vou pensar em todos em tudo o que fizer para o resto de minha vida", concluiu.

 

 

 

Artistas mostram seus espetáculos atuais no Araújo Vianna em 23 junho

 

O evento "Samba Samba, Minha Gente" trará Diogo Nogueira e Martinho da Vila a Porto Alegre. Os dois artistas apresentarão seus espetáculos atuais no dia 23 de junho, às 21h, no Auditório Araújo Vianna (Osvaldo Aranha, 685). Os ingressos já estão à venda e custam entre R$ 100 e R$ 180 (inteira).

 

Diogo Nogueira vai apresentar na Capital o seu novo DVD, "Alma Brasileira", lançado em setembro do ano passado. O roteiro musical da apresentação inclui todo o repertório do mais recente trabalho, incluindo sucessos como "Porta Voz da Alegria", "Alma Boêmia", "Clareou" e "Pé na Areia", além de músicas de Djavan, Cazuza, Gonzaguinha, Milton Nascimento, Tim Maia, Zeca Pagodinho, Almir Guineto, Leci Brandão e de João Nogueira, seu pai.

 

 

Já Martinho da Vila, reconhecido como um dos maiores sambistas do país, cantará seus clássicos sambas-enredo e os sucessos de sua carreira, como "Mulheres", "Casa de Bamba", "Grande Amor" e "Disritmia". Mas o cantor e compositor também interpretará músicas de seu mais recente trabalho, "De Bem Com a Vida", gravado no primeiro semestre de 2016 e vencedor do Grammy Latino de melhor disco de samba.

 

Fonte:CP

A partir das 10h desta quinta, entradas estarão disponíveis também na bilheteria oficial

 

Os ingressos para o primeiro show da banda norte-americana Bon Jovi em Porto Alegre começam a ser vendidos na noite desta quarta-feira para o público em geral. Até agora, as vendas estavam disponíveis apenas para o fã-clube ou para clientes Paypal, mas a partir das 22h as entradas estarão disponíveis pelo site a todos interessados.  

 

Já às 10h desta quinta-feira, abre a comercialização na Hits Store, no Shopping Iguatemi (João Wallig, 1800), sem taxa de serviço. O espaço fica aberto de segunda a sábado, das 10h às 22h, e domingo, das 10h às 20h. O pagamento no local poderá ser feito em cartão de crédito (com parcelamento em até 3x), cartões de débito e em dinheiro. As bandeiras de cartão aceitas serão Visa, Master, Amex e Elo. Vale Cultura não é aceito em nenhum dos meios de venda. Os valores variam entre R$ 190 e R$ 550. Camarotes estão disponíveis a partir de R$ 1500,00.

Com 34 anos de carreira e liderados por Jon Bon Jovi, os estadunidenses estão na estrada com a turnê "This House Is Not For Sale" e se apresentam em outras duas cidades no Brasil na sequência da Capital, que os recebe no dia 19 de setembro. No dia 22, os roqueiros tocam no Rock In Rio, no Rio de Janeiro, e no dia 23 no festival São Paulo Trip, na capital paulista. A última passagem pelo Brasil havia sido em 2013. Antes de chegar ao país, a banda ainda passa por Santiago (14 de setembro) e Buenos Aires (16 de setembro). 

 

Atualmente, completam o grupo Phil X (guitarra), Hugh McDonald (baixo), Tico Torres (bateria) e David Bryan (teclados). A banda deve apresentar um repertório que vai desde canções do álbum mais recente, que dá nome à tour, até clássicos como "You Give Love a Bad Name", "Livin' on a Prayer" e "It's My Life".

 

Confira os valores dos ingressos:

 

Pista: R$ 300

Pista Premium: R$ 550

Cadeira Superior: R$ 190

Cadeira Inferior: R$ 380

Cadeira Vip: R$ 440

Camarote Open Drink e Food: R$ 1.500,00

Camarotes Fechados - Os proprietários terão 15 dias para adquirir o camarote, caso o mesmo não seja adquirido será colocado à venda no final desse prazo.

12 lugares: R$ 7.800,00

14 lugares: R$ 9.100,00

16 lugares: R$ 10.400,00

18 lugares: R$ 11.700,00

 

Fonte:CP