Candidato conservador vence eleição no Paraguai

Segunda, 23 Abril 2018 11:55 Publicado em Internacional

O candidato conservador Mario Abdo Benítez, do governista Partido Colorado, venceu a eleição presidencial deste domingo no Paraguai. Com 96% das urnas apuradas, a Justiça Eleitoral confirmou a vitória de Benítez, que obteve 46,49% dos votos. Seu principal adversário, Efraín Alegre, do Partido Liberal, fez 42% dos votos.

“Com 96% da apuração dos resultados temos uma diferença a favor de um dos candidatos. O presidente da República do Paraguai é o senho Mario Abdo Benítez”, informou Jaime Bestard, titular do Tribunal Eleitoral Paraguai.

Os simpatizantes começaram a comemorar quando 75% das urnas estavam apuradas e já apontavam a vitória de Mario Abdo Benítez. Pouco após o fechamento das seções eleitorais, centenas de pessoas vestidas de vermelho se concentraram na rua onde fica a sede do Partido Colorado, em Assunção, onde foi montando um palanque e se ouve música.

Mais cedo, quando a contagem de votos dava vantagem a Benítez sobre Alegre por 47% a 42,4% dos votos, com 65% das urnas apuradas, o líder do Partido Liberal, Salyn Buzarquis, afirmava haver um empate técnico. "Com nossos números, vamos nos dando conta de que há um empate técnico. Vamos esperar a apuração de 100% (das urnas). Vamos brigar voto a voto", disse à imprensa Buzarquis. A Justiça eleitoral avaliou a participação de eleitores em 65% de um total de 4,1 milhões de habilitados a votar de uma população de 7 milhões e habitantes.

O vencedor desta eleição sucederá em agosto o presidente Horacio Cartes, um empresário da indústria do tabaco que, nestas eleições, candidatou-se ao Senado

Hegemonia colorada

O Paraguai, que saiu de uma ditadura de 35 anos em 1989, viveu sob a hegemonia do Partido Colorado durante os últimos 70 anos, com a única exceção do governo do ex-bispo e ex-presidente de esquerda Fernando Lugo (2008-2012), que foi destituído em um julgamento político um ano antes de concluir seu mandato. Benítez, o candidato do partido nas eleições deste ano, era o favorito das pesquisas de opinião e também apareceu em primeiro lugar na pesquisa de boca de urna de empresas especializadas.

"Ganhei credenciais democráticas em minha trajetória política", declarou Abdo Benítez ao rejeitar, neste domingo, as críticas que recebe devido à proximidade de sua família com Stroessner. Embora se distancie da ditadura lembrando que à época da derrocada de Stroessner tinha apenas 16 anos, em 2006 ele foi ao funeral do ex-ditador, que se exilou em Brasília.

"Marito", como é conhecido popularmente, estudou administração nos Estados Unidos. Seu programa propõe manter a política econômica do presidente Horacio Cartes, baseada nas exportações agrícolas, que permitiu ao Paraguai crescer a um ritmo de 4% por ano por mais de uma década. Também pretende realizar uma reforma do Poder Judiciário, que considera corrupto. O Paraguai está em 135º lugar entre 180 países em um ranking de corrupção elaborado pela organização Transparência Internacional.

Fonte: CP

Última modificação em Segunda, 23 Abril 2018 12:04