Caso Sandra: Jovem preso inocenta marido de contadora desaparecida

Quinta, 08 Março 2018 16:34 Publicado em Estadual

Em novo depoimento, ele desmentiu a primeira versão de que havia sequestrado a mulher

 
 

O jovem de 22 anos preso suspeito de sequestrar a contadora Sandra Mara Trentin, 48 anos, desmentiu a versão dada à Polícia Civil no primeiro depoimento. Ele voltou atrás e inocentou o marido de Sandra, garantindo que o vereador não teve envolvimento no desaparecimento ocorrido no dia 30 de janeiro em Palmeira das Missões, município vizinho à Boa Vista das Missões, onde a contadora mora. Os dois suspeitos foram presos no dia 23 de fevereiro e estão recolhidos no Presídio Estadual de Palmeira das Missões.

Ao ser detido, o jovem disse que teria cometido o sequestro e matado Sandra a pedido do marido dela. Já o familiar da desaparecida alegava que estava sendo extorquido por pessoas que solicitavam resgate em troca da libertação de sua mulher. No novo depoimento, o jovem contou à Polícia que não sabe nada sobre o desaparecimento da vítima e que entrou em contato com o marido dela após ver a notícia sobre o caso em uma rede social e pediu dinheiro.

Na primeira versão, ele contou que Sandra teria sido morta no município de Vicente Dutra, na divisa com Santa Catarina, com dois tiros na cabeça, e o corpo teria sido enrolado em uma lona preta e descartado em um mato. Os investigadores questionaram o fato de o suspeito ter levado policiais até dois matagais na região de Boa Vistas das Missões para procurar o corpo.

Ato público reúne dezenas de pessoas

Cerca de cem pessoas participaram na manhã desta quinta-feira de ato público na cidade de Boa Vista das Missões. Além de lembrar o Dia Internacional da Mulher, o objetivo do manifesto, segundo os organizadores, foi solicitar que a Polícia dê celeridade às investigações e esclareça o caso do desaparecimento de Sandra.

A caminhada teve início às 9h na Avenida 20 de Março e terminou às 10h na praça da Igreja Maria Goretti. O pai de Sandra, Agilei Trentin, disse na manhã desta quinta, ao participar da caminhada, que a comunidade quer respostas. “Precisamos de respostas, onde está minha filha? Esperamos que esteja viva. Tem gente envolvida no caso, tem gente que sabe do caso e nós queremos saber onde está Sandra”, lamentou.

Fonte: CP