Orquestra São Vicente Pallotti abriu a 2ª edição do Projeto Cultural Medianeira Instrumental

Quarta, 03 Janeiro 2018 11:33 Publicado em Cinema Lido 1134 vezes

Dezenas de pessoas prestigiaram a apresentação da Orquestra Infantojuvenil São Vicente Pallotti

 

Na noite de domingo, dia 17 de dezembro, o Santuário Basílica Nossa Senhora Medianeira recebeu dezenas de pessoas que prestigiaram a 1ª apresentação da 2ª edição do Projeto Cultural Medianeira Instrumental, da Arquidiocese de Santa Maria.

Para abrir com chave de ouro a 2ª edição do Projeto, a atração convidada foi a Orquestra Infantojuvenil São Vicente Pallotti, que dividiu o palco com o Grupo Tamborico, que também faz parte dos projetos do Centro Social Vicente Palotti.

Os instrumentistas se apresentaram com um reportório de 16 músicas onde encantaram e animaram o público que compareceu em grande número na Basílica da Medianeira.

Ao todo, 47 músicos subiram ao palco tocando canções conhecidas como Canto Alegretense, Mercedita, Anunciação, Bate o Sino, Noite Feliz, Aquarela, entre tantas outras.

Segundo o Tesoureiro da Sociedade Vicente Palotti, Padre Vanderlei Luiz Cargnin, o espetáculo da noite foi apenas uma pequena amostra do trabalho realizado pelos grupos. “Estas apresentações são muito importantes para o grupo mostrar seu talento, divulgar o trabalho e mostrar para a sociedade que todos têm seu talento e são capazes de aprender a arte da música”.

O religioso explicou que o trabalho realizado na Sociedade Vicente Palotti é de suma importância para o desenvolvimento de crianças e jovens, pois além da música, também se trabalha o lado humano e espiritual dos integrantes.

Pe. Vanderlei também enfatizou o trabalho realizado através da escolinha de futebol com meninos e meninas que também é muito importante para o desenvolvimento dos jovens.

O Centro Social e Cultural Vicente Pallotti, é um projeto social, mantido pela Sociedade Vicente Pallotti que atende, gratuitamente crianças e adolescentes dos 06 aos 17 anos, no turno inverso ao da escola. O Público alvo são crianças de baixa renda e que se encontram em situação de vulnerabilidade social. Somente neste ano foram atendidas mais de 400 crianças e adolescentes, a maioria da região Oeste de Santa Maria                                                                                                           A coordenação dos grupos é feita pela Psicóloga Mariana Pfitscher.

No projeto, os alunos são acompanhados por uma equipe formada por assistentes sociais, psicólogas, pedagogas, seminaristas e professores de diversas atividades de cunho artístico, esportivo e musical.

A Orquestra Infanto Juvenil, tem a coordenação e regência do Maestro Alex da Rosa, e conta com a participação de aproximadamente 30 integrantes. O TAMBORICO, é coordenado pelo Professor Felipe Tigrinho.

O nome Tamborico é originário de um instrumento de percussão chamado tamborica também chamado por alguns percussionistas como Árvore de Tamborins, que consiste na união de vários tamborins em um só instrumento.

A próxima atração será a Orquestra Jovem Recanto Maestro, de São João do Polêsine, no dia 14 de janeiro de 2018, ás 19h.

A apresentação foi gravada e  transmitida pela Rede Vida de Televisão, no sábado, dia 30 de dezembro, ás 12h45min.

O Projeto “Medianeira Instrumental” é desenvolvido pela Arquidiocese de Santa Maria, através da Lei de Incentivo a Cultura (Lei Rouanet). As apresentações acontecem sempre no terceiro domingo de cada mês e a entrada é franca.

 

 

Franciele Volpatto/Assessoria de Comunicação do Projeto Cultural Medianeira Instrumental 

Última modificação em Quarta, 03 Janeiro 2018 11:40