Secretário do RS deve processar servidor após divulgação de vídeo em que é xingado

Sábado, 02 Dezembro 2017 11:53 Publicado em NOTÍCIAS

Em uma nota oficial divulgada na tarde de hoje, o secretário da Casa Civil do governo gaúcho, Fábio Branco, garante que vai processar um servidor que o abordou, usando palavras de baixo calão, na saída de uma reunião sobre a situação financeira da CEEE, nessa quinta-feira. No comunicado, a assessoria da Casa Civil detalha, ainda, que as pessoas que compartilharam o vídeo do ocorrido também podem ser interpeladas judicialmente.

De acordo com a Casa Civil, as imagens foram postadas no Facebook e no Whatsapp, ainda na noite de ontem. Na nota, a assessoria de Branco reitera que “nenhuma atitude intimidatória ou antidemocrática” vai fazer com que o governo recue da missão de “reestruturar o Estado para as novas gerações”. No encontro dessa quinta, a Aneel confirmou a necessidade de aporte de R$ 2,6 bilhões para que a CEEE Distribuição (CEEE-D) tenha a concessão renovada até 2020.

O governo garante não ter recursos disponíveis em caixa e reforça que a alternativa mais plausível, no momento, é privatizar a companhia, embora na área de Geração Transmissão (CEEE-GT) a estatal seja superavitária. A diretoria da CEEE estima, ainda, que para que a empresa se equilibre financeiramente, seja necessária, hoje, a demissão de pelo menos mil servidores.

Veja a nota na íntegra:

Em relação ao vídeo que circula nas Redes Sociais, onde um servidor do Grupo CEEE insulta com palavras de baixo calão o chefe da Casa Civil, Fábio Branco, esclarecemos as seguintes questões:

1 - O fato ocorreu pouco antes das 18h desta quinta-feira (30), após reunião ocorrida na sede do BRDE. Durante o encontro, o diretor da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), André Pepitone da Nóbrega, apresentou um panorama geral do contrato de concessão da Companhia Estadual de Distribuição de Energia Elétrica (CEEE-D) e o papel da agência reguladora, como agente fiscalizador.

2 - O secretário Fábio Branco deixou o encontro a pé, como frequentemente faz. No trajeto, foi interpelado pelo servidor do Grupo CEEE Roberto Rosiclei Braga Schneider, que proferiu diversos insultos e palavras de baixo calão.

3 - O vídeo foi postado na Rede Social Facebook ainda na noite desta quinta-feira (30). Também foi distribuído em grupos de Whatsapp. O autor da gravação será interpelado judicialmente. Pessoas que compartilharam a postagem também estão sendo identificadas, para que as medidas judiciais cabíveis possam ser tomadas.

4 – Nenhuma atitude intimidatória ou antidemocrática fará com que o governo recue da sua missão, que é reestruturar o Estado para as novas gerações. Os gaúchos não aceitam mais conviver com o atraso, o desperdício, a ineficiência e os privilégios. O governo tem o dever de se voltar à segurança, saúde, educação, infraestrutura e áreas sociais. Tudo o que não dialogar com esses propósitos, de servir às pessoas, não deve onerar as contas públicas. 

Assessoria de Comunicação Social
Casa Civil RS

 

Fonte: Rádio Guaíba

Última modificação em Sábado, 02 Dezembro 2017 11:55