Após cautelar do TCE, Daer baixa em 11% valor das passagens em ônibus “pinga-pinga”

Domingo, 12 Novembro 2017 22:11 Publicado em Estadual

A partir da segunda-feira que vem, os usuários do transporte intermunicipal de longo curso em linhas da modalidade comum vão pagar 11% a menos pela passagem desde que ingressem nos ônibus em paradas ao longo do percurso, ou seja, fora de uma estação rodoviária. O Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (Daer) anunciou hoje ter atualizado a tabela de preços das passagens dos chamados ônibus “pinga-pinga”.

A redução das tarifas atende a uma medida cautelar emitida pelo conselheiro Cezar Miola, do Tribunal de Contas do Estado (TCE), com vigência determinada para a metade de outubro. O Daer não descumpriu decisão porque o órgão solicitou a prorrogação de prazo, até 30 de novembro.

O diretor de Transportes Rodoviários do Daer, Lauro Hagemann, salienta que quem utiliza a rodoviária na modalidade comum segue pagando o valor da tabela vigente. “Também é importante destacar que a medida é cautelar, portanto, não podemos garantir que essa redução permaneça definitivamente”, esclarece.

Em agosto, o conselheiro Miola apontou que o percentual só pode ser cobrado se o usuário pegar o ônibus em uma rodoviária e descer em outro terminal. Valores já cobrados não devem ser devolvidos, definiu a Agência Estadual de Regulação dos Serviços Públicos Delegados (Agergs).

Lucro indevido de R$ 1 milhão/mês

Um cálculo extraoficial estima que as empresas tenham lucrado indevidamente ao menos R$ 1 milhão por mês – aproximadamente R$ 40 milhões nos últimos três anos. De acordo com o Daer, cerca 200 municípios gaúchos não possuem estações. Hoje, mais de 900 linhas pinga-pinga atendem até 50 milhões de passageiros, anualmente, no Rio Grande do Sul.

Fonte: CP