Inter perde para o Atlético-MG e é eliminado da Primeira Liga

Quinta, 31 Agosto 2017 11:44 Escrito por  Publicado em Gaúcho Lido 198 vezes
Nico López foi um dos destaques do Inter apesar de derrota | Nico López foi um dos destaques do Inter apesar de derrota | Foto: Ricardo Duarte / Inter / Divulgação / CP

Colorado teve maior volume de jogo, mas acabou derrotado por 1 a 0

 

O Inter perdeu para o Atlético-MG por 1 a 0 na noite desta quarta-feira no Beira-Rio e está eliminado da Primeira Liga. O único gol da partida foi marcado por Clayton, aos 38 minutos do primeiro tempo. O Galo agora espera pelo vencedor do confronto entre Flamengo e Paraná na semifinal.

 

Fora da Primeira Liga, o Inter tem apenas a Série B para disputar até o final do ano. O próximo compromisso colorado na competição é no dia 9 de setembro diante do Juventude, no Alfredo Jaconi. O time de Guto Ferreira é o líder do torneio com 42 pontos - um a mais que o América-MG.

 

O jogo

 

Deixada de lado no já inchado calendário do futebol brasileiro, a Primeira Liga virou oportunidade para os treinadores observarem jogadores que não têm atuado com frequência nas principais competição dos clubes. Foi o que fizeram Guto Ferreira e Rogério Micale no confronto entre Inter e Atlético-MG.

 

No lado colorado, Guto manteve a estrutura tática da equipe principal e colocou os reservas em posições que pretende utilizá-los em caso de ausência de algum titular. Assim, o treinador pôde observar, por exemplo, Charles na função de Dourado, Camilo no lugar que vem sendo de D’Alessandro e Nico López na vaga de William Potter. E aberto pela direita, o uruguaio foi o principal destaque do Inter.

 

O Inter teve a iniciativa no primeiro tempo. Teve a bola e tentou propor o jogo. Com bom volume, faltou ao Colorado criar mais oportunidades. Duas raras chances vieram com Carlos. Na primeira, aos 18, ele recebeu cruzamento de Nico López e cabeceou raspando o travessão. Depois, aos 29, ele teve a chance na entrada da área, mas se atrapalhou na hora da finalização.

 

Com menos volume de jogo, mas com muita qualidade individual, o Atlético-MG teve as melhores chances do primeiro tempo. O gol poderia ter saído aos 35, quando, após dividida de Valdívia com Danilo Silva, a bola sobrou limpa para Leonan, que chutou forte, mas mandou por cima. Na sequência, Marcelo Lomba apareceu bem para salvar após tentativa de Fred.

 

Aos 38, porém, o goleiro colorado não pôde fazer nada. Clayton recebeu livre na entrada da área e arriscou o chute. A bola foi no canto direito de Lomba, que pulou, mas não alcançou: 1 a 0.

 

O Inter saiu em busca do empate e foi quando criou sua melhor oportunidade no primeiro tempo. Aos 42, Nico López recebeu de Alex Santana, passou pelo marcador e bateu rasteiro no canto direito. Giovanni se esticou e fez uma grande defesa para levar o Galo em vantagem para o segundo tempo.

 

Na volta do intervalo, o técnico Guto Ferreira mostrou que estava querendo a vitória a mandou a campo o titular Edenilson. Alex Santana foi o escolhido para sair. E logo em seu primeiro lance Edenilson quase foi decisivo. Aos 3 minutos, ele deu belo lançamento para Carlos, que saiu livre, mas acabou dividindo com o goleiro Giovanni e não conseguiu a finalização. O atacante colorado pediu pênalti, mas o árbitro Bráulio Machado mandou seguir.

 

O lançamento longo às costas da defesa do Atlético-MG parecia ser o caminho para o Inter. Aos 10, Charles fez o lançamento que encontrou Carlos. Dessa vez, o atacante teve tempo para dominar e carregar a bola, mas exagerou e acabou finalizando já com a pressão da marcação e mandou fraco para tranquila defesa de Giovanni.

 

Logo após o gol perdido, Guto Ferreira mexeu novamente no time. Carlos saiu sob vaias da torcida para a entrada de Sasha aos 12 minutos. No minuto seguinte, o Inter teve mais uma chance. Dessa vez, Nico López apostou na jogada individual, passou por Valdívia e Leonan e chutou cruzado para mais uma defesa de Giovanni.

 

A pressão era do Inter, mas o Atlético-MG quase chegou ao segundo gol aos 20. Robinho recebeu em contra-ataque, protegeu em cima de Danilo Silva e tabelou com Marcos Rocha antes de servir Fred, que, sozinho, chutou para fora aos 20. A resposta colorada veio rápida. Aos 21, Junio cruzou da direita para Sasha, que cabeceou firme para defesa de Giovanni. Logo depois, Guto Ferreira queimou a última alteração e mandou Roberson no lugar de Joanderson.

 

O Inter voltou a chegar com perigo aos 31 minutos. Após falta batida por Edenilson, Nico bateu de primeira, Ernando desviou e Bremer apareceu em cima da linha para evitar o empate quando Giovanni já tinha sido batido.

 

Antes do apito final, os pouco mais de 12 mil torcedores que foram ao Beira-Rio ainda viram uma sequência de milagres de Giovanni. No mesmo lance, o goleiro atleticano fez três defesas em chutes de Sasha, Nico López e Roberson para assegurar a classificação do Galo e se garantir como o grande nome do jogo.

 

Primeira Liga 2017 - Quartas de final

 

Inter - 0

Marcelo Lomba; Junio, Danilo Silva, Ernando, Iago; Charles, Alex Santana (Edenilson), Camilo; Nico López, Carlos (Sasha) e Joanderson (Roberson). Técnico: Guto Ferreira.

 

Atlético-MG - 1

Giovanni; Marcos Rocha, Gabriel, Bremer, Leonan; Roger Bernardo, Yuri; Valdívia (Raph), Robinho, Clayton (Marlone); Fred: Rogério Micale.

 

Gol: Clayton (38min/1T)

Cartão amarelo: Roger Bernardo (ATL)

Árbitro: Bráulio Machado (SC).

 

Local: Beira-Rio.

 

Fonte:CP