Racha no PP: Heinze vai abrir voto para Bolsonaro e retirar apoio a Alckmin/Ana Amélia

Quarta, 12 Setembro 2018 20:14 Publicado em Estadual

O candidato ao Senado Luis Carlos Heinze (PP) ao contrariar decisão nacional da legenda vai tornar público, nesta tarde, apoio ao presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) deixando de lado o palanque para correligionária Ana Amélia Lemos (PP), que é vice na chapa com Geraldo Alckmin (PSDB).

O anúncio vai ocorrer a partir das 14h30, no escritório político de Heinze, no Centro de Porto Alegre. O progressista estará acompanhado do ex-governador Jair Soares (PP) e de outras lideranças do partido que também apoiam Bolsonaro. Além da convergência de ideias, Heinze busca alavancar a candidatura dele ao Senado com esta movimentação.

Desde quando era pré-candidato ao Piratini, Luis Carlos Heinze já tinha intenção de dar palanque a Jair Bolsonaro no Rio Grande do Sul. Com a definição de Ana Amélia como vice de Alckmin, o progressista teve que desistir da candidatura ao governo gaúcho para disputar uma vaga ao Senado. Com esta costura, Heinze recebeu R$ 3 milhões do PP para realizar campanha eleitoral e mais 70% do tempo destinado para coligação nas propagandas eleitorais de rádio e televisão. O segundo candidato ao Senado na chapa é Mario Bernd (PPS).

Porém, mesmo com todos os acertos, uma ala do PP no Estado sempre manifestou apoio para Bolsonaro. Na Expointer, Heinze também esteve ao lado do candidato do PSL evitando aproximação com o tucano Alckmin.

Fonte: CP