Acusada de espancar a filha de três anos até a morte, em Santa Maria, é condenada a 20 anos de prisão

Segunda, 06 Agosto 2018 14:04 Publicado em regionais

 

Após mais de 19 horas de julgamento, a mulher acusada de espancar a própria a filha de 3 anos até a morte, fato ocorrido no dia 11 de julho de 2017 em Santa Maria, foi condenada, na última sexta-feira (3), a 20 anos de prisão em regime inicialmente fechado. Kanandra Lima da Silva, de 22 anos está detida no Presídio Estadual Feminino Madre Pelletier, em Porto Alegre.

Os argumentos da defesa de que a mulher não teria participado do assassinato, que havia tentado impedir, pedindo ajuda, e que o culpado seria o então companheiro, não foram acatados pelo júri. Ela foi presa juntamente com o padrasto da vítima, Alisson Garcia Lopes, 21 anos, acusados de espancar a criança, pelo simples fato de que ela não queria jantar.

O casal chegou a levar a menina até o PA do Patronato para atendimento, mas ela teria chegado no local já sem vida. O padrasto da menina alegou que a criança teria se acidentado ao cair num buraco. O crime ocorreu numa residência no Bairro Nova Santa Marta, na região Oeste da cidade. De acordo com o inquérito da Polícia, a menina teria sofrido várias agressões no rosto, tórax e braços. O casal foi preso no mesmo dia do fato, pela acusação de homicídio triplamente qualificado.

O júri do padrasto está marcado para outubro deste ano, e, atualmente, Alisson está preso na Penitenciária Estadual de Santa Maria, onde aguarda o julgamento.

Fonte: Rádio Medianeira