O deputado estadual Bernardo Ribas Carli (PSDB-PR), de 29 anos, morreu neste domingo, vítima de acidente aéreo no município de Paula Freitas, no sul do Paraná. O piloto e o copiloto também morreram na queda da aeronave.

A informação foi confirmada pelo PSDB do Paraná. Em nota, o partido lamentou a morte do parlamentar.

Pré-candidato à reeleição neste ano, Bernardo Ribas Carli nasceu em Guarapuava, no interior do Estado. Aos 29 anos, estava no segundo mandato como deputado estadual. Bernardo era filho de Fernando Ribas Carli, que foi prefeito de Guarapuava por três mandatos, deputado federal, deputado estadual e chefe da Casa Civil do Paraná.

No primeiro fim de semana de convenções nacionais, os partidos políticos confirmaram cinco candidatos a presidente da República: Ciro Gomes (PDT), Guilherme Boulos (PSOL), Jair Bolsonaro (PSL), Paulo Rabello de Castro (PSC) e Vera Lúcia (PSTU). As convenções têm de ser realizadas até 5 de agosto, e o prazo para pedir o registro das candidaturas na Justiça Eleitoral encerra-se em 15 de agosto.

A lei eleitoral permite, a partir da homologação das convenções, a formalização de contratos para instalação física e virtual dos comitês dos candidatos e dos partidos. O pagamento de despesas, porém, só pode ser feito após a obtenção do CNPJ do candidato e a abertura de conta bancária específica para movimentação financeira de campanha e emissão de recibos eleitorais.

Segundo o calendário das eleições de 2018, a partir de quarta-feira (25), a Justiça Eleitoral poderá encaminhar à Secretaria da Receita Federal os pedidos para inscrição de candidatos no CNPJ. A partir dessa data, os partidos políticos e os candidatos devem enviar à Justiça Eleitoral, para divulgação na internet, os dados de arrecadação para financiamento da campanha eleitoral, observado o prazo de 72 horas após o recebimento dos recursos.

Nas convenções nacionais, o PSL, o PDT e o PSC não escolheram os candidatos a vice. Caberá à direção nacional do PDT articular as alianças para o primeiro turno das eleições e o vice de Ciro Gomes. O PSC vai buscar um vice que agregue apoios, mas o candidato demonstrou disposição de ter uma mulher na sua chapa. No PSL, o nome forte para compor a chapa de Bolsonaro é o da advogada Janaina Paschoal, que participou da convenção ao lado do candidato a presidente.

O PSOL formou uma chapa puro sangue: Sônia Guajajara será a candidata a vice de Boulos. O partido, no entanto, disputará as eleições de outubro coligado com o PCB, que realizou convenção na última sexta-feira e aprovou a aliança. O PSTU optou por não fazer coligações. O vice de Vera Lúcia será Hertz Dias.

O PMN e o Avante realizaram ontem convenções nacionais e decidiram não lançar candidatos a Presidência da República. Na convenção, o Avante decidiu dar prioridade à eleição de deputados federais: terá uma chapa com cerca de 80 nomes e pretende eleger pelo menos cinco. O Avante não definiu se apoiará algum candidato a presidente no primeiro turno. O PMN decidiu dar apoio a nenhuma chapa nas eleições presidenciais.

No próximo sábado (28), devem reunir-se SD, PTB, PV, PSD e DC.

Fonte: CP

O Inter recomeça o Campeonato Brasileiro desfalcado, e isso é uma preocupação. Por outro lado, volta à principal competição nacional, após mais de 30 dias de pausa para a disputa da Copa do Mundo, no embalo de um otimismo que é reflexo de sua posição na tabela, quinto colocado, e também do trabalho realizado na intertemporada. Assim, confiante, mas atento, o Colorado onde enfrenta o Atlético-PR, hoje, às 21h, na Arena da Baixada.

Com a vitória do Grêmio sobre o Atlético-MG e do São Paulo sobre o Flamengo, na quarta-feira, os comandados de Odair Hellmann caíram uma posição, mas, vencendo o Furacão, chega a 25 pontos e assume a terceira colocação no Brasileirão. Além disso, ficará a um ponto do Tricolor paulista e dois do rubro-negro carioca, que lidera com 27. Se for derrotado, poderá ser ultrapassado pelo Palmeiras, que enfrenta o Santos, às 20h, no Pacaembu.

Desfalques

Os problemas são muitos e atingem todos os setores da equipe considerada titular. D’Alessandro, Rodrigo Moledo e Leandro Damião ficaram em Porto Alegre recuperando-se de lesão. O argentino até treinou com o grupo durante a semana, mas a comissão técnica preferiu mantê-lo na Capital para acelerar o tratamento no tornozelo esquerdo. “Ele está bem melhor, em fase final de recuperação. Agora, vamos torcer para o mais rápido possível ele estar 100% e à disposição, porque é um jogador de alta qualidade”, explicou o técnico Odair Hellmann.

Patrick, que recebeu o terceiro cartão amarelo no último jogo antes da Copa, é o quarto desfalque. Apesar disso, o Inter viajou otimista. Com 22 pontos, o time de Odair Hellmann começou a rodada na quarta posição. O técnico aposta também em uma melhora no nível das atuações após os treinamentos realizados primeiro em Atibaia e, em seguida, no CT Parque Gigante.

“Trabalhamos muito, mas muito forte para, no mínimo, entregar o que entregamos na primeira parte do Brasileirão. A gente treinou, trabalhou e se concentrou. Agora, voltamos ao jogo. Esperamos retomar nossa regularidade em termos de performance”, diz o treinador.

Furacão com novo técnico e desclassificação

O Atlético-PR, por sua vez, enfrenta um novo começo na temporada. Durante a Copa do Mundo, o clube demitiu o técnico Fernando Diniz. Tiago Nunes assumiu o seu lugar e, logo na estreia, na última segunda-feira, foi eliminado da Copa do Brasil ao empatar com o Cruzeiro.

Atlético-PR x Inter – 13ª rodada do Campeonato Brasileiro

Atlético-PR

Santos; Jonathan, Thiago Heleno, Paulo André (Wanderson) e Renan Lodi; Bruno Guimarães, Lucho González e Matheus Rossetto; Nikão, Raphael Veiga e Pablo.

Técnico: Tiago Nunes

Inter

Danilo Fernandes; Fabiano, Danilo Silva, Cuesta e Iago; Rodrigo Dourado, Zeca, Edenílson, Nico López e Lucca; William Pottker.

Técnico: Odair Hellmann.

Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)

Horário: 21h

Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (Fifa-MG).

Assistentes: Guilherme Dias Camilo (Fifa-MG) e Sidmar dos Santos Meurer (MG).

O Juventude conquistou uma importante vitória neste sábado ao bater o CRB por 1 a 0, no estádio Alfredo Jaconi, pela 16ª rodada da Série B. O time da Serra vinha de dois empates e não vencia há cinco rodadas, conseguindo a sua segunda vitória em casa. Agora se afata do rebaixamento e soma 21 pontos, em 12º lugar, uma posição na frente do CRB, com 18 pontos. O gol do triunfo foi marcado pelo zagueiro Fred, de falta, aos 38 minutos do segundo tempo.

O primeiro tempo foi equilibrado, com o Juventude tendo mais volume, porém com o CRB sendo mais perigoso nas finalizações. Logo aos dois minutos, Diego Rosa se antecipou à defesa, subiu sozinho e cabeceou para fora. A resposta veio numa cobrança de falta de Fred, com força, e que o goleiro João Carlos espalmou para escanteio aos 17 minutos.

 

O próprio Fred também foi importante aos 24 minutos, mas então salvando a pátria. Ele tirou de cima da linha uma finalização de Lucas após bola escorada por Diego Rosa. Evitou gol do time alagoano, que teve outra chance aos 37 minutos quando Mazola invadiu a área, porém, chutou por cima.

 

No segundo tempo, o Juventude voltou mudado com o técnico Julinho Camargo tirando o volante Matheus Bertotto para a entrada do atacante Elias. Além disso, o alviverde avançou a marcação e quase abriu o placar aos nove minutos numa cabeçada de Fred que João Carlos saltou para mandar a escanteio.

O CRB ainda tentava sair da pressão quando teve o zagueiro Everton Sena expulso por cometer falta e receber o segundo amarelo. Isso aos 12 minutos. Imediatamente após este lance, Doriva Bueno sacrificou o atacante Neto Baiano para a entrada de Flávio Boaventura e recompôs o sistema de marcação.

 

A partir daí a prioridade alagoana foi se garantir na defesa, passando a considerar importante o empate. Caberia ao Juventude, com um jogador a mais, ser mais agressivo e buscar as finalizações. Nada disso aconteceu e o 0 a 0 parecia ser o placar final até que Ricardo Jesus sofreu falta de Claudinei na meia-lua da grande área. Aos 38 minutos, Fred cobrou muito bem a falta, acertando o ângulo de João Carlos.

 

O Juventude volta a campo na próxima terça-feira, às 20h30, contra a Ponte Preta pela 17.ª rodada. Este jogo será realizado em Araraquara porque a Ponte Preta perdeu dois mandos de campo. O CRB, na mesma noite e horário, vai receber o Criciúma.

Os opioides são substâncias totalmente sintéticas, produzidas em laboratório, com efeito analgésico e hipnótico, sendo consideradas, por isso mesmo, narcóticas. O uso de medicamentos opioides (sintéticos) sem prescrição médica é responsável por 76% das mortes mundiais associadas ao consumo de substâncias psicoativas, ou seja, que atuam sobre o sistema nervoso central, inibindo ou distorcendo a percepção e a consciência.

O dado consta no Relatório Mundial sobre Drogas, divulgado pelo escritório da Organização das Nações Unidas sobre Drogas e Crimes.

De acordo com o estudo, em todo o mundo, o uso indiscriminado de remédios não receitados por médicos está se convertendo em uma ameaça não só à saúde pública, mas também à aplicação das leis. Em vários países, opioides usados no combate à dor crônica, como o fentanil, são produzidos de forma ilícita e vendidos no mercado ilegal, com risco à saúde pública.

Em 2016, foi registrada a apreensão global de 87 toneladas de opioides, quase a mesma quantidade de heroína confiscada no mesmo período. Cerca de 87% desse total foram apreendidos em países das regiões Oeste, Centro e Norte-Africana. Enquanto isso, nos países asiáticos, que já responderam por mais da metade de todo o volume de opioides apreendido globalmente, foram recolhidos apenas 7% do total.

Segundo o Centro Brasileiro de Informações sobre Drogas Psicotrópicas, da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), os opioides são substâncias totalmente sintéticas, produzidas em laboratórios. Da mesma forma que as substâncias opiáceas extraídas do ópio, como a morfina e a codeína, os opioides têm efeito analgésico e hipnótico, sendo consideradas, por isso mesmo, narcóticas.

Dentre os opioides produzidos ilegalmente e usados indevidamente, sem prescrição médica, o fentanil e seus semelhantes chama a atenção das autoridades de saúde da América do Norte, sobretudo dos Estados Unidos, onde a substância já causou várias mortes.

O diretor executivo do escritório da ONU, Yury Fedotov, destacou que as conclusões do Relatório Mundial sobre Drogas de 2018 demonstram que os mercados de substâncias psicoativas continuam se expandindo com produção de cocaína e ópio atingindo níveis recordes. A produção mundial de cocaína alcançou, em 2016, o nível mais alto já registrado (1,410 tonelada). A produção global de opiáceos também aumentou, entre 2016 e 2016, em cerca de 65%, atingindo estimadas 10,5 toneladas, a mais alta desde que o Unodc começou a monitorar a produção mundial das substâncias, no começo dos anos 2000.

"O Unodc está comprometido em trabalhar com os países para buscar soluções equilibradas e abrangentes para os desafios das drogas", disse Fedotov. Para ele, a questão das drogas apresenta múltiplos desafios em várias frentes. “O relatório representa um pilar fundamental do nosso apoio, juntamente com a assistência na tradução de obrigações internacionais em ações que possibilitam a capacitação no campo para gerar respostas efetivas e proteger a saúde e o bem-estar da população", acrescentou o diretor executivo da ONU.

Ao mesmo tempo em que houve aumento da produção de cocaína e opiáceos, a maconha continuou, em 2016, como a substância psicoativa mais consumido em todo o mundo. O escritório da ONU estima que ao menos 192 milhões de pessoas utilizaram a cannabis sativa (maconha) ao menos uma vez ao ano. Segundo o Relatório Mundial sobre Drogas, o número global de usuários de marijuana continua aumentando e “parece ter crescido cerca de 16%” entre 2006 e 2016".

Domingo, 22 Julho 2018 13:34

Bolo salgado

Ingredientes

1 xícara (chá) de azeite

3 unidades de ovo

12 colheres (sopa) de farinha de trigo

3 colheres (sopa) de queijo ralado

1 colher (chá) de sal marinho

2 colheres (sopa) de fermento químico em pó

2 copos de leite

 

Modo de preparo

Bata no liquidificador: ovo, azeite, queijo ralado, sal e leite.  

Acrescente a farinha aos poucos e quando a mistura estiver homogênea, o fermento, desligando o liquidificador logo em seguida.

Unte um refratário e coloque a massa.

Por cima, distribua o recheio que mais gostar (carne moída, frango, atum, camarão ou bacalhau).

Leve ao forno médio (200ºc), pré-aquecido, até ficar levemente dourado.

Domingo, 22 Julho 2018 13:31

O que é a íngua e quando pode ser grave

O caroço na virilha, pescoço ou axila é uma íngua, que é o aumento dos gânglios linfáticos, ou linfonodos, que, geralmente, acontece por alguma infecção ou inflamação da região em que surge. Ela se manifesta através de um ou mais carocinhos sob a pele do pescoço, cabeça ou virilha, que podem ou não ser dolorosos, e costumam durar entre 3 e 30 dias.

A presença do caroço também é chamada de adenopatia ou linfonodopatia, que, na maioria das vezes representa uma inflamação leve e passageira, mas que, também, pode ser causada por doenças mais graves, como o câncer ou doenças autoimunes, quando é persistente por mais de 1 mês, cresce mais de 2 cm ou existem várias espalhadas pelo corpo, por exemplo.

Os gânglios linfáticos estão espalhados por várias regiões do corpo, mas, geralmente, são percebidos como caroços na pele nas regiões mais superficiais, como pescoço, axilas, virilha ou mandíbula, por exemplo. As causas mais comuns são:

Inflamação da pele - Qualquer tipo de inflamação pode causar esse carocinho, pois os gânglios funcionam como filtro contra possíveis ameaças ao corpo. É comum que surjam ínguas devido a irritações na pele pelo uso de substâncias químicas, como desodorante, ou por um pequeno ferimento que acontece depois da depilação, foliculite, pêlo encravado ou cortes que acontecem no dia-a-dia, em diversos locais do corpo.

Inflamações que acontecem nas vias aéreas ou região oral, como rinite alérgica, faringite, gengivite ou inflamação de algum dente, por exemplo, também são importantes causas de linfonodos aumentados.

Infecções - Qualquer tipo de infecção provoca uma íngua, e algumas das mais comuns são resfriados, gripes, otite, sinusite, faringite ou qualquer tipo de virose, como Zika ou dengue, por exemplo, que causam gânglios no pescoço, nuca, mandíbula ou atrás da orelha.

Outros tipos de infecção como pneumonia e bronquite também podem causar gânglios nas axilas, e, além disso, infecções na região abdominal, como gastroenterites, genital, como HPV, sífilis, candidíase ou vaginose, e nas pernas ou pés, por pequenos ferimentos, normalmente, causam gânglios na virilha.

Doenças auto-imunes - As doenças que interferem na imunidade também podem causar aumentos dos linfonodos, e alguns exemplos são o lupus, artrite, vasculite e doença inflamatória intestinal.

Câncer - O câncer é uma causa mais rara dos linfonodos, que podem surgir em qualquer lugar do corpo e têm um aspecto mais endurecido, que não somem após 1 ou 2 meses e não param de crescer. Qualquer tipo de câncer pode causar ínguas, mas alguns mais característicos são o linfoma, câncer de mama e câncer de pulmão, por exemplo.

A íngua passa a ser preocupante, indicando doenças mais sérias, como câncer, linfoma ou tuberculose ganglionar, quando: Está localizada nos braços ou ao redor da clavícula; está espalhada por vários locais do corpo; mede mais que 2,5 cm; é dura e não se move; não melhora após 1 mês; é acompanhada de febre que não melhora em 1 semana, suor noturno, perda de peso ou mal estar.

Nestas situações, deve-se procurar atendimento com clínico geral, para que sejam realizados exames de sangue que avaliam infecções ou inflamações pelo corpo. Quando a dúvida persiste, pode, ainda, ser solicitada a biópsia do linfonodo, que irá demonstrar se ele tem características benignas ou malignas.

Como tratar a íngua - Para o tratamento da íngua inflamada, é recomendado somente repouso e hidratação, além de identificar e eliminar o que a está causando, já que não é necessário tomar nenhum remédio específico para tratá-la. Assim, quando a infecção ou inflamação for curada, a íngua desaparecerá, pois ela é somente uma resposta do organismo em relação ao combate do agente agressor.

Remédios analgésicos ou anti-inflamatórios, orientados pelo médico, podem aliviar a dor ou sensibilidade no local. Um bom remédio caseiro é tomar chá de eucalipto e usar compressas de argila, pois eles ajudam a desinflamar e fortalecer as defesas do organismo.

Ninguém acertou as seis dezenas sorteadas pela Mega-Sena na noite deste sábado em Ipameri, Goiás. Segundo a Caixa Econômica Federal, o prêmio do concurso 2.061 acumulou e pode pagar R$ 72 milhões na próxima quarta-feira.

Confira as dezenas sorteadas: 33, 36, 40, 44, 45, 54

A Quina foi marcada por 93 apostas e vão receber R$ 45.677,31. Já na Quadra, 6.899 apostas ganhadoras poderão sacar R$ 879,62.

Pagina 1 de 838