Milhares de fiéis participam da Romaria da Padroeira do Rio Grande do Sul, em Santa Maria

Domingo, 12 Novembro 2017 13:55 Publicado em NOTÍCIAS

 

A manhã ensolarada desse domingo, dia 12 de novembro, que teve início com temperatura amena, contribuiu para que os milhares de devotos da Mãe Medianeira participassem da 74ª Romaria Estadual da Medianeira, promovida pela Arquidiocese de Santa Maria.

Com o Tema: “Com Maria, sigamos Jesus” e o Lema: “Ave, Ave, Ave Maria”, a Romaria teve início com a procissão com saída da frente da Catedral Metropolitana da Avenida Rio Branco, com a imagem da Mãe Medianeira percorrendo a Rua do Acampamento e Avenida Medianeira. Com a chegada dos Romeiros com a imagem da padroeira do Rio Grande do Sul, ás 10h, uma missa campal foi celebrada no Altar Monumento da Medianeira, pelo Arcebispo de Porto Alegre, Dom Jaime Spengler. A missa também foi transmitida ao vivo pela Rede Vida de Televisão e Nova Rádio Medianeira FM 102.7 para milhares de telespectadores e radiouvintes do país e do mundo.

Durante a caminhada de três quilômetros até o Altar Monumento, devotos pagavam promessas, alguns de joelhos, outros de pés descalços, crianças vestidas de anjo, jovens, adultos, crianças e idosos de todas as idades e todas as raças dando suas demonstrações de amor, fé e devoção a Santa homenageada. Os devotos garantem ter presenciado milagres atribuídos a Santa, principalmente a cura de doenças graves e por isso percorrem centenas de quilômetros até a cidade coração do Rio Grande para participar do evento.

Com respeito e devoção, a imagem foi conduzida ao Altar Monumento por integrantes do Departamento Tradicionalista Querência da Medianeira que neste ano completa 50 anos, e participou do evento representando a 13ª Região Tradicionalista. A imagem foi levada ao Altar Monumento ao som do Hino da Medianeira entoado por um coral formado por milhares de devotos vindos de todas as partes do Rio Grande do Sul, de outros estados e também do Uruguai, Argentina e Chile.

O Arcebispo Metropolitano da Arquidiocese de Santa Maria Dom Hélio Adelar Rubert e o Arcebispo de Porto Alegre, Dom Jaime Spengler abriram a celebração saudando a todos os romeiros, autoridades civis, militares e religiosas. Em nome do Prefeito de Santa Maria Jorge Pozzobom e do Secretário Estadual de Obras e Saneamento, Fabiano Pereira que participou da Romaria representando o Governador José Ivo Sartori, Dom Hélio saudou a todos os visitantes.

O celebrante Dom Jaime Spengler deu as boas vindas aos romeiros e destacou entre suas preces a celebração dos 300 anos de aparição de Nossa Senhora Aparecida e primeiro centenário de Nossa Senhora de Fátima.

Em sua pregação, Dom Jaime, disse que o povo de Santa Maria tem Maria como referência e por isso leva o nome de Santa Maria. “Foi a esperança que deu força para o povo dessa terra que com o olhar fixo de Maria fez com que o povo encontrasse força, graças e bênçãos para superar as dificuldades e a crise vivida no passado e nos dias de hoje também

Ele falou do mal que assola a juventude do pais se referindo as drogas e rogou que Nossa Senhora não deixe o povo perder a esperança e a fé. Durante toda a celebração o religioso usou a frase do Papa Francisco: “Não permitamos que nos roubem a esperança” repetindo-a várias vezes junto com os romeiros.

Ao final da missa, os jovens integrantes do Departamento Tradicionalista Querência da Medianeira fizeram uma apresentação no Altar Monumento em homenagem a Mãe Medianeira.

O Reitor do Santuário Basílica da Medianeira e Vigário Geral da Arquidiocese de Santa Maria, Pe. Rubem Natal Dotto agradeceu a todos os romeiros pela presença na bonita festa em homenagem à padroeira, e também a presença do Arcebispo de Porto Alegre, Dom Jaime Spengler e a todos os padres da Arquidiocese que se fizeram presentes no maior evento religioso do Sul do Brasil.

Cerca de 300 mil pessoas participaram da celebração religiosa. A festa da Romaria segue durante todo o dia com missas no Santuário Basílica da Medianeira. Ás 15h, acontece a Benção da Saúde com a missa de encerramento oficial da 74ª Romaria Estadual da Medianeira.

Em preparação a 74ª Romaria Estadual da Medianeira, foi celebrada a Trezena Móvel da Medianeira que aconteceu nos treze dias que antecederam a Romaria, sempre a partir das 20h, percorrendo todas as Paróquias de Santa Maria.

A Romaria também foi precedida, pela Missa da Saúde que foi celebrada no sábado, dia 11 de novembro, ás 16h, no Santuário Basílica da Medianeira. À noite de sábado também contou com Vigília no Santuário, recebendo os romeiros que chegavam de todas as partes.

 

Reportagem: Franciele Volpatto/Jornal Águas da Serra

Foto: Silvio Weber e Karina Freitas

 

SAIBA MAIS SOBRE A PADROEIRA DO RIO GRANDE DO SUL

A festa de Nossa Senhora Medianeira de Todas as Graças, foi instituída pelo Papa Bento XV em 1921. Uma justa homenagem à confiança da Igreja a esta mediação materna do Redentor. A invocação da mediação da Mãe já estava enraizada no coração de todos os povos cristãos. De modo que a devoção sob esse título se difundiu rapidamente.

Em 25 de outubro de 1942, Nossa Senhora Medianeira foi proclamada Padroeira do Rio Grande do Sul, pelo Arcebispo Metropolitano Dom João Becker.

A partir de 1943 a Romaria passou a ser Estadual e no segundo domingo do mês de novembro, Santa Maria, na região central do Rio Grande do Sul acolhe milhares de romeiros, de Sul a Norte do Estado, de outros Estados e excursões de países vizinhos, como a Argentina, Uruguai, Paraguai e Chile. A cidade hospeda e atende a todos. É o maior evento religioso da região e do Estado.

A devoção também chegou no Brasil e no sul do país ganhou enorme expressão. Em 1928, foi introduzida no Seminário São José, da cidade de Santa Maria, Rio Grande do Sul, através de um santinho recebido da Bélgica por Pe. Inácio Valle. Dois anos depois, diante da eminência de uma luta armada na cidade de Santa Maria, um pequeno grupo de romeiros foi a igreja do Seminário São José orar pela intervenção de Nossa Senhora Medianeira de Todas as Graças. Logo em seguida a demanda foi resolvida sem confronto.

 

O povo, organizou uma romaria maior e se dirigiu a igreja do Seminário para agradecer a proteção da Mãe Medianeira. A romaria cada vez maior se repetiu todos os anos. Hoje é a manifestação religiosa popular mais tradicional, antiga e numerosa do Rio Grande do Sul. 

Última modificação em Domingo, 12 Novembro 2017 22:14