Gaúchos reelegem 19 dos 31 deputados federais; 28 concorriam

Segunda, 08 Outubro 2018 10:04 Publicado em Nacional

Dos atuais 31 deputados federais gaúchos, 19 (dos 28 que concorriam) obtiveram a reeleição neste domingo, o que representa uma renovação de 38%. Também se elegeram à Câmara seis deputados estaduais, um suplente de deputado estadual, uma vereadora de Porto Alegre, um vereador de Pelotas e três candidatos estreantes na política, todos eles do PSL.

O PT, que elegeu oito parlamentares em 2014, viu a bancada encolher para cinco cadeiras nesta eleição. Ainda assim, continua como a maior bancada entre os deputados federais gaúchos, seguido pelo MDB e pelo PP, com quatro cada um. Tanto emedebistas quanto progressistas, que tinham cinco cadeiras após a eleição de 2014, perderam um parlamentar cada.

Um caso simbólico é o do deputado Darcísio Perondi, eleito em 2014 para o sexto mandato com 109 mil votos, e que desta vez obteve 38 mil, ficando de fora da Câmara (veja abaixo a lista dos deputados que não se reelegeram).

O PDT manteve o mesmo número de cadeiras: três, elegendo o atual presidente da Assembleia, Marlon Santos. O PTB manteve dois representantes, ambos estreantes na Casa. O PSB manteve duas cadeiras, tendo como novidade a presença de Liziane Bayer, hoje deputada estadual. O PRB continua contando com uma cadeira, a exemplo da legislatura atual. O PSol, que não tinha representantes gaúchos no Congresso, elegeu uma parlamentar – a vereadora da Capital Fernanda Melchionna. O PR reelegeu Giovani Cherini (que em 2014 havia conquistado uma cadeira pelo PDT).

Alguns partidos vão representar o Rio Grande do Sul pela primeira vez no Congresso. O caso mais expressivo é o do PSL, sigla do presidenciável Jair Bolsonaro, que elegeu três parlamentares. O partido surpreendeu ao obter uma soma de 436 mil votos para deputado federal no Rio Grande do Sul, o que representa 7,5% do total. O NOVO, na primeira eleição para deputado federal, ganhou um assento na bancada gaúcha pela primeira vez, elegendo Marcel Van Hattem com a maior votação de 2018.

O PSDB, que tinha um representante, passa a ter dois, ambos também estreantes. O DEM e o PSB mantêm a cadeira que tinham, respectivamente, com Onyx Lorenzoni e Danrlei de Deus.

Já o Podemos (que tinha Cajar Nardes, eleito pelo PR) e a Rede (que tinha João Derly, eleito pelo PCdoB), perderam representantes.

Deputados eleitos:

PT / 5

Paulo Pimenta (reeleito)

Marcon (reeleito)

Henrique Fontana (reeleito)

Bohn Gass (reeleito)

Maria do Rosário (reeleito)

PP / 4

Covatti Filho (reeleito)

Afonso Hamm (reeleito)

Pedro Westphalen (atual deputado estadual)

Jerônimo Goergen (reeleito)

MDB / 4

Márcio Biolchi (reeleito)

Alceu Moreira (reeleito)

Giovani Feltes (reeleito)

Osmar Terra (reeleito)

PDT / 3

Marlon Santos (atual deputado estadual)

Pompeo de Mattos (reeleito)

Afonso Motta (reeleito)

PSL / 3

Bibo Nunes (apresentador de TV)

Sanderson Federal (servidor público federal)

Nereu Crispin (empresário)

PTB / 2

Maurício Dziedricki (atual deputado estadual)

Marcelo Moraes (atual deputado estadual)

PSB / 2

Heitor Schuch (reeleito)

Liziane Bayer (atual deputada estadual)

PSDB / 2

Lucas Redecker (atual deputado estadual)

Daniel da TV (vereador de Pelotas)

NOVO / 1

Marcel Van Hatten (atual suplente de deputado estadual)

DEM / 1

Onyx Lorenzoni (reeleito)

PR / 1

Giovani Cherini (reeleito)

PSol / 1

Fernanda Melchionna (atual vereadora de Porto Alegre)

PRB / 1

Carlos Gomes (reeleito)

PSD / 1

Danrlei (reeleito)

Não se reelegeram

Cajar Nardes (Podemos)

Darcísio Perondi (MDB)

João Derly (Rede)

José Otávio Germano (PP)

José Stédile (PSB)

Marco Maia (PT)

Renato Molling (PP)

Ronaldo Nogueira (PTB)

Yeda Crusius (PSDB)

Não disputaram reeleição

Luis Carlos Heinze (PP), eleito senador

Pepe Vargas (PT), eleito deputado estadual

Sérgio Moraes (PTB), ajudou a eleger o filho, Marcelo

 

Veja a votação dos eleitos a deputado federal:

NOVO
MARCEL VAN HATTEM
349.855

ONYX LORENZONI
DEM – DEM / PROS / PSL
183.518

GIOVANI CHERINI
PR – PSB / PR / PATRI
151.719

PAULO PIMENTA
PT
133.086

MARCON
PT
122.838

MARLON SANTOS
PDT – PDT / PMB / PV
116.483

LUCAS REDECKER
PSDB – PSDB / PTB / PRB / REDE / PP
114.346

FERNANDA MELCHIONNA
PSOL – PSOL / PCB
114.302

HEITOR SCHUCH
PSB – PSB / PR / PATRI
109.053

HENRIQUE FONTANA
PT
108.585

CARLOS GOMES
PRB – PSDB / PTB / PRB / REDE / PP
103.373

BOHN GASS
PT
102.964

DANRLEI DE DEUS GOLEIRO
PSD – PSD / PSC / PMN / PRP / PTC
102.662

COVATTI FILHO
PP – PSDB / PTB / PRB / REDE / PP
102.063

MÁRCIO BIOLCHI
MDB
100.362

ALCEU MOREIRA
MDB
100.341

AFONSO HAMM
PP – PSDB / PTB / PRB / REDE / PP
100.018

MARIA DO ROSÁRIO
PT
97.303

PEDRO WESTPHALEN
PP – PSDB / PTB / PRB / REDE / PP
97.163

GIOVANI FELTES
MDB
93.088

BIBO NUNES
PSL – DEM / PROS / PSL
91.664

JERÔNIMO GOERGEN
PP – PSDB / PTB / PRB / REDE / PP
89.707

SANDERSON FEDERAL
PSL – DEM / PROS / PSL
88.559

OSMAR TERRA
MDB
86.305

MAURÍCIO DZIEDRICKI
PTB – PSDB / PTB / PRB / REDE / PP
83.617

POMPEO DE MATTOS
PDT – PDT / PMB / PV
80.427

DANIEL DA TV
PSDB – PSDB / PTB / PRB / REDE / PP
74.789

MARCELO MORAES
PTB – PSDB / PTB / PRB / REDE / PP
69.904

AFONSO MOTTA
PDT – PDT / PMB / PV
65.712

LIZIANE BAYER
PSB – PSB / PR / PATRI
52.977

NEREU CRISPIN
PSL – DEM / PROS / PSL
32.200

Veja a votação dos 15 candidatos que fizeram mais votos que o último eleito, mas não entraram em função do quociente eleitoral:

SANTINI
PTB – PSDB / PTB / PRB / REDE / PP
68.178

RONALDO NOGUEIRA
PTB – PSDB / PTB / PRB / REDE / PP
62.119

MANO CHANGES
PV – PDT / PMB / PV
55.816

JOSÉ STÉDILE
PSB – PSB / PR / PATRI
52.148

JOÃO DERLY
REDE – PSDB / PTB / PRB / REDE / PP
52.040

DIZA GONZAGA
PSB – PSB / PR / PATRI
51.623

MARCO MAIA
PT
48.423

RENATO MOLLING
PP – PSDB / PTB / PRB / REDE / PP
44.523

ALCEU BARBOSA VELHO
PDT – PDT / PMB / PV
40.489

PERONDI
MDB
38.819

YEDA CRUSIUS
PSDB – PSDB / PTB / PRB / REDE / PP
37.549

PAULO POLIS
MDB
37.012

GOLEIRO GALATTO
PPS – PPS / PHS
37.466

FORTUNATI
PSB – PSB / PR / PATRI
35.043

CLAUDIO JANTA
SOLIDARIEDADE – SOLIDARIEDADE / AVANTE / PPL / PODE
32.465